Arquivos JB News 10 Anos

Inmetro alerta moradores e diz que pessoas estão portando colete e crachá do Instituto indevidamente

Publicados

em

 

O Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem-MT), como órgão delegado do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), esclarece para os consumidores do estado, que os fiscais do Inmetro não estão autorizados a realizar nenhum tipo de procedimento de verificação ou venda de produtos em residências.

 

De acordo com o Inmetro, pessoas portando colete e crachá do Instituto, chegam às residências apresentando-se como fiscais e alegando a necessidade de “fiscalizar” o regulador de pressão do botijão de gás de cozinha. Dentro da moradia, o falso fiscal realiza a suposta “verificação”, dando o diagnóstico que o instrumento está irregular, oferecendo um novo produto, ameaçando o responsável sob algum tipo de penalidade caso não faça a troca.

 

“Há muito tempo não recebemos esse tipo de denúncia aqui em Mato Grosso, mas vale reforçar que esse tipo de trabalho não é realizado pelo Inmetro e nem por algum de seus órgãos delegados”, ressalta o presidente do Ipem-MT, Clodoaldo Ferreira.


O presidente diz ainda, “aqueles que se deparar com esse tipo de situação podem ligar para qualquer Delegacia de Polícia e também pode registrar a ação na Ouvidoria do Ipem-MT”.

Leia Também:  Debate sobre a redução da maioridade penal reúne mais de 700 pessoas no IFMT

 

Desde 2012 o Inmetro viabiliza em canais de comunicação um vídeo institucional com a campanha orientando o consumidor sobre atuação enganosa, pois essa atitude tem levado pessoas a sofrerem prejuízos materiais ou até mesmo sendo vitimas de assaltos. O filme está disponível no canal do Inmetro no Youtube (www.youtube.com/tvinmetro).

 

Segundo divulgação do Inmetro, os farsantes chegam a cobrar R$ 300 por um kit que custa apenas R$ 22. “Houve aumento superior a 200% no número de denúncias à Ouvidoria do Inmetro, em 2013, sobretudo em São Paulo, na capital. É inegável a importância de divulgar a ação desses criminosos, pois o Inmetro não fiscaliza nada em residências e não vende os produtos”, relata a chefe da Ouvidoria do Inmetro, Julieta Simas.

 

Dicas para o consumidor 
– Verifique a validade do seu regulador e não compre produtos piratas. 
– O regulador, a mangueira e o botijão só podem ser comercializados com o selo de identificação da conformidade do Inmetro.

 

(Com informações da Assessoria/Inmetro)

COMENTE ABAIXO:

Arquivos JB News 10 Anos

Luverdense inova com equipe de Branding

Publicados

em

Por

 

Buscando inovar sempre e melhorar cada vez mais, o Luverdense deu um passo muito importante no processo de profissionalização do clube. Na noite desta terça-feira (18) foi lançado de forma oficial o planejamento estratégico do clube para os próximos cinco anos. A partir deste momento o Verdão é o quarto clube do país a contar com uma equipe especializada não só em marketing, mas sim em Branding, ou seja, o departamento será responsável pelo crescimento inteligente da marca e não apenas em captar recursos. Além disso, o Luverdense passa a ter uma relação direta e pessoal com os patrocinadores através de através de reuniões periódicas diretamente com o departamento de marketing das empresas. Com o processo de crescimento inteligente da marca e profissionalização de todos os departamentos, o Luverdense tem por meta em buscar ser referência em gestão e marketing no país.

Para a realização do trabalho a NetBrading , renomada empresa de branding, presidida por Fábio Fiorini, foi contratada. Em conjunto com o departamento de comunicação e marketing do Luverdense, todas as ações serão executadas primando sempre pela excelência no produto ou serviço como também na obtenção de resultados para o clube e patrocinadores.

Leia Também:  Três Comarcas passam a contar com atuação da Defensoria

– Em breve o Luverdense não será apenas um clube, mas sim, uma marca reconhecida em todo país que será lembrada pelo seu profissionalismo e eficiência em gestão. Nosso trabalho será alinhado com nossos parceiros e quem investir no Luverdense, seja uma pequena, média ou grande empresa, terá retorno. – ressaltou Fábio Fiorini.

O processo será realizado através do planejamento estabelecido para curto, médio e longo prazo. Uma cartilha de profissionalização em relação com empresas mostrará não somente o retorno, mas sim, o cuidado que o Luverdense terá com as marcas.

Um mapeamento do negócio das empresas será feito para que o clube possa montar cotas de produtos e serviços personalizados não só de entrega de mídia.

Luverdense Esporte Clube, eficiência em futebol, referência em gestão.

Luís Felipe Nischor

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA