Geral

Governo vai criar mais 30 leitos definitivos no Hospital Regional de Cáceres

Publicados

em

ImprimirGoverno vai criar mais 30 leitos definitivos no Hospital Regional de Cáceres
Anúncio foi feito pelo governador Mauro Mendes nesta quinta-feira (21.05)
Lucas Rodrigues | Secom-MT

Governador Mauro Mendes e presidente da Fapemat, Adriano Silva – Foto por: Lucas Rodrigues/Secom

A | A
O Governo de Mato Grosso vai criar mais 30 leitos definitivos no Hospital Regional de Cáceres para atender casos de coronavírus.

O anúncio foi feito pelo governador Mauro Mendes nesta quinta-feira (21.05), junto ao presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat), Adriano Silva, e após conversa com o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo.

A ampliação do Regional de Cáceres seguirá os mesmos moldes do que foi feito no Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, local onde foram construídos 210 leitos em 45 dias.

“E aí no Hospital Regional de Cáceres iremos fazer 30 leitos em 35 a 40 dias. Uma obra definitiva, ampliando o hospital, com 10 leitos de UTI e mais 20 leitos clínicos, exclusivos para atender casos de coronavírus na região, sendo uma referência regional para atender a nossa população”, afirmou o governador, que também agradeceu o apoio dos deputados Dr. Gimenez e Valmir Moretto no projeto.

Leia Também:  Governo de MT reduziu despesas em mais de R$ 1 bilhão em 2019, comprova auditoria do CGE

De acordo com o presidente da Fapemat, que é da região, os leitos serão importantes para atender não só o município de Cáceres, mas todos os municípios vizinhos que utilizam a estrutura do hospital regional.

“Nós que somos de Cáceres conhecemos a realidade daquela região e dos municípios que compõem essa região, e da necessidade da ampliação da oferta de leitos, sejam clínicos como de UTI. Nós fomos ao governador solicitar essa demanda, e de pronto fomos atendidos de forma positiva. O governador Mauro Mendes foi muito sensível às necessidades da região, ampliando o nosso hospital regional. Agradeço ao governo em nome de toda a população de Cáceres”, relatou Adriano Silva.

Desde o início da pandemia, o Governo de Mato Grosso está ampliando leitos em todas as regiões do Estado, tanto nos hospitais regionais quanto nos municipais, via parceria com os prefeitos.

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

De março a maio, Governo aumenta em 3 vezes capacidade de leitos de UTI em Cuiabá e Várzea Grande

Publicados

em

O número de leitos de UTI próprios e definitivos para pacientes da Covid-19 passou de 40, em março, para 120, em maio, nos Hospitais Estaduais Santa Casa e Metropolitano

Carol Sanford | Secom-MT

Hospital Metropolitano passará a contar com mais 30 leitos de UTI, além dos 40 já disponíveis – Foto por: Christiano Antonucci
A | A

O Governo do Estado ampliou a rede de leitos definitivos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de 40 para 120, entre os meses de março e maio, nos Hospitais Estaduais Santa Casa, em Cuiabá, e Metropolitano, em Várzea Grande. O número representa um aumento de três vezes da capacidade para tratamento dos pacientes da Covid-19.

O Hospital Estadual Santa Casa passou por adequação para atender aos casos graves de coronavírus e conta com 50 leitos de UTI definitivos, ou seja, que permanecerão na estrutura hospitalar mesmo após a pandemia.

Foram abertos 30 leitos em abril e mais 20, no mês de maio, sendo 10 para UTI pediátrica. A unidade conta ainda com 117 leitos clínicos para atender aos pacientes do coronavírus.

Leia Também:  Carro pega fogo neste momento na Getúlio Vargas em Cuiabá

Governo finaliza adequação na Santa Casa para casos de coronavírus, com secretário Gilberto Figueiredo
Créditos: Christiano Antonucci

Já o Hospital Metropolitano foi inteiramente reformado e inaugurado no último dia 14 de maio, com 40 leitos de UTI exclusivos para o tratamento da Covid-19. Ainda em maio, o governador Mauro Mendes anunciou a abertura de mais 30 leitos de UTI na unidade. O hospital conta também com 238 leitos clínicos.

A intenção do Governo em construir hospitais e abrir leitos definitivos é de reforçar toda a estrutura da rede de saúde permanente do Estado, de forma que o atendimento à população seja ampliado durante e após a pandemia.

“Nosso plano de ação contempla a abertura de leitos definitivos em todas as regiões de Mato Grosso. Definimos locais estratégicos, em conjunto com os prefeitos, o que permitirá atendimento não apenas à população de um município específico, mas de toda a região que utiliza essa estrutura de saúde, trazendo economia de recursos, qualidade no atendimento e facilidade de acesso”, afirmou Mendes.

Governo finaliza adequação na Santa Casa para casos de coronavírus, com secretário Gilberto Figueiredo
Créditos: Christiano Antonucci

No interior, mais 70 leitos de UTI serão abertos em hospitais regionais e em parceria com as prefeituras municipais. A ampliação em 10 leitos em cada unidade ocorre nos municípios de Barra do Garças, Confresa, Tangará da Serra, Juína, Peixoto de Azevedo, Água Boa e Cáceres, cujo hospital regional ainda vai ganhar mais 20 leitos clínicos, após reforma nos mesmos moldes da que foi feita no Hospital Metropolitano.

Leia Também:  Rotam prende 482 comprimidos de ecstasy e mais de 400 notas falsas e mais quatro pessoas

“Temos atualmente, 110 UTIs sendo montadas ou em processo de construção no interior do Estado. Ou seja, temos aquilo que a Organização Mundial de Saúde sempre disse que é preciso ter, que são leitos em condições para atender a população que for contaminada e precisar de atendimento digno de saúde”, afirmou o governador.

O Estado conta atualmente com 1.110 leitos para os pacientes do coronavírus, sendo 253 de UTI e 857 leitos clínicos.

Hospital Metropolitano
Créditos: Maros Vergueiro/Secom-MT
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA