Arquivos JB News 10 Anos

Governo mantem repasse e prefeitura de Leverger devolve ônibus e rotas do transporte escolar

Publicados

em

 

Após várias reuniões, governo mantem repasse defasado e Prefeitura de Leverger devolve ônibus e rotas do transporte escolar

 

O prefeito de Santo Antônio de Leverger, Valdir Casto Filho, esteve na manhã desta quinta-feira, 26.09.19, em reunião com o governador em exercício, Otaviano Pivetta, para buscar mais uma vez, um consenso referente a diferença do repasse para manter a funcionalidade do transporte escolar no município. 

De acordo com o prefeito Valdirzinho, mais uma vez a parte do governo do estado se manteve irredutível, alegando que não possui condições de melhorar o repasses. 

“Nós mostramos que o município não tem condições financeiras para tocar o transporte da educação estadual dentro de Leverger, no formato que está”, explicou o prefeito. 

Nesta última reunião, além do prefeito Valdirzinho e o governador em exercício, Otaviano Pivetta, também participaram o secretário de educação de Leverger Pedro Ribeiro, a secretária de educação do estado Marioneide Kliemaschewsk, e seus assessores. 

“Ônibus e rotas serão devolvidos na próxima segunda-feira, 30.09.19”. 

Assim como Leverger, outros municípios de Mato Grosso passam pelo mesmo problema, e devem estregar as rotas com os ônibus para o estado. 

De acordo com alguns prefeitos, a situação está insustentável.   

A Prefeitura de Santo Antônio de Leverger protocolou na Secretaria de Educação do Estado de Mato Grosso, um ofício informando sobre a devolução das rotas do transporte escolar, de responsabilidade do estado, devido a defasagem do repasse que é feito para o município, no mês passado. 

Leia Também:  Domingos Sávio pontua prioridades de atuação na Secretaria de Trabalho

Valdirzinho juntamente o secretário de educação Pedro Ribeiro e alguns vereadores da cidade, por várias vezes participaram de reuniões com representantes da Secretaria de Educação do Estado, para buscar uma solução, referente ao problema do transporte dos alunos da rede estadual de ensino no município. 

Das tentativas, o prefeito Valdirzinho informou que o resultado sempre foi o mesmo, que os representantes da Secretaria de Educação se mostraram irredutíveis, sem contrapartida, contraproposta, deixando a situação prevalecer na mesma. 

Escolas do Estado em Leverger: 

Com 12 escolas da rede estadual de ensino, sendo nove (09) localizadas na zona rural, com cerca de 2.500 alunos, atendidos pelo transporte escolar, que tem que percorrer cerca de 5.000km. 

Diferença com o valor repassado… 

A defasagem na medição da quilometragem das rotas, valores pagos, e números de alunos são utilizados os parâmetros de 2013, para a realidade do atendimento e custeio de 2019. 

Em 2015 foi realizada uma medição da quilometragem da rota escolar, pela Prefeitura, quando originou em um ofício, solicitando ao Governo do Estado, uma readequação, já que foram constatados um aumento de 1.766 km, diferença que não foi atualizada, até o momento. 

Diferença do valor do km rodado repassado pelo Estado: 

Repasse do Estado: R$ 2.05 por km 

Leia Também:  Rota alternativa e itinerário especial garantem segurança e comodidade das famílias em Cuiabá

Valor pago pelo município: R$ 3.04 por km. 

Diferença por Km rodado nas rotas compartilhadas: R$ 0.99 

Em um comparativo só com os 1.766km que não estão sendo repassados desde 2015, o défice fica da seguinte forma: 

Por dia: R$ 1.749,23 

Mensal: R$ 52.476,93 

Anual: R$ 629.723,16 

Com a diferença desses valores, somados com a da totalidade dos quilômetros atendidos pelo ônibus escolar, hoje a Prefeitura de Santo Antônio de Leverger deve as empresas prestadora de serviços do transporte escolar o montante de R$ 1.411.132, sendo: 

Mar Serviços e Construções LTDA ME: R$ 1.165.771,60 

OCEAN Transportes e Serviços LTDA EPP: R$ 245.360,76 

Hoje o serviço de transporte escolar em Santo Antônio de Leverger tem a cobertura de 5.799km, desses: 

Rota compartilhada com o Estado: 978 km 

Rota estadual: 2.844 km 

Total: 3.822 km 

Com o ofício protocolado na Secretária de Educação no último dia 06 de agosto, o prefeito Valdirzinho além de mostrar a impossibilidade do município arcar com as diferenças dos valores repassados pelo Governo do Estado, para o custeio do transporte escolar, informou sobre a devolução das rotas para a responsabilidade do Estado. 

“Estamos há quase 30 dias aguardando um posicionamento do Estado, o objetivo é atender os estudantes da melhor forma possível, estamos prontos para trabalhar, só não podemos arcar sozinho com uma responsabilidade que pode ser compartilhada”, ressaltou Valdirzinho.

COMENTE ABAIXO:

Arquivos JB News 10 Anos

Kalil Baracat cobra melhorias na pavimentação de bairros

Publicados

em

Por

 

O vereador por Várzea Grande, Kalil Sarat Baracat de Arruda apresentou duas indicações que visam melhorias na pavimentação asfáltica de dois bairros da cidade.

Sua primeira indicação solicita do Poder Executivo Municipal junto à Secretaria de Infraestrutura a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica nas ruas do bairro Jardim Novo Horizonte, em sua totalidade.

Segundo Kalil a proposta é urgente e visa à realização de “tapa buracos” e reparos na pavimentação asfáltica.

“As ruas do bairro em questão encontram-se totalmente esburacadas, quase sem condições de tráfego, provocando pequenas colisões e avarias nos veículos dos que por ali transitam. É tamanha a calamidade em que se encontram as vias que não é possível especificar onde e quão grandes são os buracos. Atender à solicitação daquela comunidade é cumprir com o dever social e zelar pelo bem público e pelos munícipes”, explica o vereador.

Os moradores do bairro Jardim Potiguar também vem passando pelo mesmo problema e dessa forma, Kalil também indicou a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica em todas as ruas do bairro.

Leia Também:  Antonio Joaquim participa diretamente da criação do Consórcio de Saúde

“ As ruas Jardim Potiguar estão cheias de buracos com o aumento do fluxo de veículos pela região devido aos desvios das obras da Copa, quase que sem condições de tráfego. Além da falta de conforto e segurança, os buracos deixam o bairro com aspecto feio e mal cuidado desvalorizando os imóveis construídos ali. Dezenas de colisões com prejuízos financeiros e lesões físicas são registradas todos os dias naquele local”, disse Kalil Baracat.

 

Michelle Carla Costa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA