COVID-19

Governador pede auxílio do Ibrachina para adquirir 1 milhão de doses de vacinas a MT

Compra Direta

Publicados

em

Mauro Mendes solicitou que instituto auxilie Governo do Estado na intermediação com indústrias chinesas

Lucas Rodrigues

Com informações Secom-MT

Governador Mauro Mendes em reunião com o Ibrachina – Foto por: Tchelo Figueiredo/Secom

O governador Mauro Mendes pediu auxílio do Instituto Sociocultural Brasil China (Ibrachina) para que o Governo de Mato Grosso consiga adquirir 1 milhão de doses de vacinas produzidas por indústrias chinesas.

A solicitação foi feita na manhã desta quarta-feira (20.01), durante assinatura do Protocolo de Intenções entre o Governo do Estado e o instituto, que visa fortalecer a promoção comercial, atração de investimentos e fomento de iniciativas nas áreas de desenvolvimento econômico, educação, cultura, ciência, tecnologia e inovação de Mato Grosso com a China.

Mauro Mendes relatou que tem tentado adquirir 1 milhão de doses das vacinas diretamente das indústrias farmacêuticas Sinovac (que produz a Coronavac junto ao Butantan) e Sinopharm (cuja vacina está sendo usada na China).

O pedido foi feito em razão de o Estado depender do Governo Federal para imunizar a população e ainda não há data definida para o envio da segunda remessa das vacinas. A intenção é vacinar o maior número de mato-grossenses o quanto antes, aplicando vacinas aprovadas pelos órgãos sanitários.

Leia Também:  Operação da PF em MT e mais sete estados cumpre mandados contra benefícios emergenciais

“Então peço que essa parceria já possa se iniciar com a ajuda para intermediar a compra dessas vacinas tão importantes para Mato Grosso, que é um grande fornecedor de alimentos para a China”, afirmou o governador, durante o evento.

O governador afirmou que já fez o pedido formal às duas empresas na última semana. Mauro Mendes também tentou obter imunizantes da Pfizer, mas a farmacêutica respondeu que só negocia as vacinas diretamente com governos federais.

“Estamos aguardando essa resposta, estamos insistindo e usando todos os canais possíveis. Já temos o dinheiro reservado e só precisamos de um sinal positivo para fazer essa compra”, explicou.

O diretor presidente do Ibrachina, Thomas Law, afirmou que a solicitação do governador já está “na lista de prioridades”.

“Há 11 anos Mato Grosso é o maior parceiro comercial da China e a nossa intenção é aprimorar essas relações culturais, educacionais e comerciais. Então pode ter certeza que iremos fazer o melhor papel possível para aprimorar essas relações. Obviamente que esse pedido seu está na nossa lista de prioridades em relação aos insumos e também das vacinas. Esse marco legal será comunicado à Embaixada da China e a todos os consulados chineses”, respondeu Law.

Leia Também:  Pesquisa da CNC e IPF-MT de fevereiro mostra segundo recuo consecutivo da confiança do comerciante em Cuiabá
COMENTE ABAIXO:

COVID-19

Varzea Grande informa ao MP que acatará notificação e editará decreto

Publicados

em

Por

JB News

Em resposta à notificação encaminhada pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso, a Procuradoria-Geral do Município de Várzea Grande informou que realizará a edição do Decreto 22/2021, que trata das medidas restritivas para prevenção à Covid-19. A administração municipal decidiu pela uniformização das normas de restrição que estão estabelecidas no Decreto Estadual, conforme recomendado pelo MPMT.

Na notificação, o procurador-geral de Justiça José Antônio Borges Pereira recomendou que os dispositivos do Decreto Municipal 22/2021 que flexibilizam as medidas mais restritivas já definidas pelo Decreto Estadual 836/2021 fossem revogados. Além disso, orientou que prevalecesse a norma mais restritiva nos casos de conflito entre os decretos do Governo do Estado e da Prefeitura Municipal.

Na Cidade Industrial, o decreto permitia o funcionamento dos supermercados e mercados nos sábados até as 19 horas, e não como o Estado, que determinou o fechamento até ao meio-dia. Também permitiu que as igrejas e templos possam funcionar até as 20 horas, ou seja, uma hora antes de iniciar o Toque de Recolher, que vai das 21 horas até as 5 horas da manhã do dia subsequente.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  MP requer na Justiça acessibilidade em prédios públicos
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA