Economia

Governador: “O Estado precisa investir para crescer e gerar emprego; faremos um dos maiores investimentos do País”

19º LIDE

Publicados

em

Mauro Mendes ressaltou, ainda, a necessidade de reformas administrativa e política em âmbito nacional

Por Érika Oliveira

 

Com informações Secom-MT

 

Governador Mauro Mendes participa do 19º Fórum Empresarial do LIDE
Foto por: Créditos: Gustavo Rampini/LIDE

O governador Mauro Mendes, que está em São Paulo nesta sexta-feira (11.12) para participar do 19º Fórum Empresarial do Grupo de Líderes Empresariais (LIDE), conclamou os gestores públicos para que fomentem investimentos voltados à geração de empregos no País. Em sua apresentação, ele falou do panorama do Estado para o próximo ano: 13% da receita corrente líquida será utilizada em investimentos em todas as áreas e regiões, algo inédito na história de Mato Grosso.

Ao lado de governadores de outros Estados e de diversas lideranças políticas e empresariais do País, Mauro Mendes destacou ainda as ações adotadas pelo Governo de Mato Grosso desde o início de sua gestão, que permitiram o reequilíbrio das contas do Estado e provocaram o primeiro superávit financeiro em 10 anos, mesmo durante a pandemia, permitindo o montante em investimentos.

“É muito comum a gente ouvir dizer que ‘dinheiro público tem’. Não existe dinheiro público, existe dinheiro do cidadão e das empresas. E se nós temos um Estado que abocanha parte desse dinheiro do cidadão e das empresas e gasta mal, nós vamos ter dificuldade de projetar o futuro e promover o crescimento desse País. Por isso que eu conclamo a todos, para que possamos atentar para que o Brasil seja esse País do futuro e para que esse caminho seja trilhado com segurança e com mais firmeza, com resultados não apenas para as gerações futuras, porque queremos ver isso também no presente”, frisou.

Leia Também:  Estado vistoria Baía de Chacororé e identifica intervenções para mitigar seca e recuperar parte que sofreu erosão

Governador Mauro Mendes participa do 19º Fórum Empresarial do LIDE
Créditos: Créditos: Gustavo Rampini/LIDE

Em sua fala, Mauro Mendes exibiu um quadro dos resultados obtidos em Mato Grosso a partir das políticas públicas implantadas por sua equipe já no primeiro ano de gestão, entre elas a reforma administrativa, o corte de gastos, a renegociação de dívidas, a aprovação do Novo Fethab, o combate à sonegação fiscal, a criação da Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual e a revisão dos incentivos fiscais. Além disso, apresentou o programa Mais MT, que prevê recursos na ordem de R$ 9,5 bilhões em investimentos públicos em todas as áreas até 2022.

Além dos investimentos para geração de emprego e renda, o governador defendeu a necessidade das reformas administrativa e política pelo Governo Federal.

“O Estado brasileiro precisa investir, precisa cumprir seu papel, gerar empregos, precisa recuperar. E aí eu discordo quando muitos nesse País dizem que a principal reforma é a Tributária. Ela é importante sim, porque pagamos muitos impostos, mas não vamos ter nenhuma Reforma Tributária capaz de alcançar seu objetivo de livrar o cidadão e a iniciativa privada dessa carga, se antes nós não formos capazes de fazer um a reforma no Estado brasileiro. Nós temos que fazer a reforma administrativa, temos que fazer a reforma política, temos que tornar os estados e o poder público nesse País mais leve e menos custoso para o cidadão”, destacou o governador.

Leia Também:  2021 começa com alta na Intenção de Consumo das Famílias em Cuiabá

Governador Mauro Mendes participa do 19º Fórum Empresarial do LIDE
Créditos: Créditos: Gustavo Rampini/LIDE

“O problema não é a distância que nós estamos dos chamados países de primeiro mundo, é a velocidade que eles se movem e que o Brasil se move rumo a esse futuro. Se não formos capazes de mudar o Estado brasileiro, seu custo e sua eficiência, não haverá reforma tributária capaz de tirar o peso dos nossos ombros dos enormes impostos que nós pagamos”, acrescentou.

LIDE

Fundado no Brasil em 2003, o LIDE – Grupo de Líderes Empresariais é uma organização que reúne executivos dos mais variados setores de atuação em busca de fortalecer a livre iniciativa do desenvolvimento econômico e social, assim como a defesa dos princípios éticos de governança corporativa nas esferas pública e privada.

Presente em diversos países com 23 frentes de atuação, o grupo conta com 33 unidades regionais e internacionais com o propósito de potencializar a atuação do empresariado na construção de uma sociedade ética, desenvolvida e competitiva globalmente.

Governador Mauro Mendes participa do 19º Fórum Empresarial do LIDE
Créditos: Créditos: Gustavo Rampini/LIDE
COMENTE ABAIXO:

Economia

Cultivo do coco vira possibilidade para produtores de Mato Grosso

Publicados

em

JB News

Com informações Senar-MT

O plantio do coco vem ganhando novas regiões de cultivo. Produtores do Sudeste e Centro-Oeste do país estão explorando a cultura com a finalidade de produção de água de coco. Segundo o instrutor credenciado junto ao Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), Rafael Reginato Ávila, o cultivo apresenta um grande potencial de exploração.

“A cultura apresenta uma grande diversidade nas formas de comercialização. O coco é aproveitado de forma industrial através da extração do óleo utilizado na produção de cosméticos, produtos de limpeza, higiene e medicamentos. In natura com o consumo da água e na utilização no preparo de doces e também para confecção de objetos através de sua casca fibrosa”.

Ávila conta ainda que existem três principais variedades de cultivo. “O produtor pode escolher entre gigante, anã e híbrida. É importante que ele se atente aos critérios específicos como estudo do mercado local, potencial produtivo da área e necessidades do público alvo e também se sua propriedade rural atende as necessidades da cultura como solo, clima e questões hídricas”.

Leia Também:  “O Governo investe na construção de 27 km de dutos de gás e vai garantir fornecimento para indústria”, afirma presidente da MT Gás

O treinamento ofertado pelo Senar-MT em parceria com os sindicatos rurais, possui 40 horas e tem como objetivo ensinar os participantes a fazer o cultivo do coco para consumo, processamento e comercialização, utilizando práticas atuais e de diferentes níveis tecnológicos de produção.

Ingrid Weber, 50, moradora do município de Nobres, aproveitou o curso demandado pelo Sindicato Rural de Rosário Oeste para aprender um pouco mais sobre a cultura. “Além de me interessar bastante pelo cultivo, achei uma boa oportunidade de aprendizado para investir nesse tipo de produção, que ainda falta em nossa cidade”.

A artesã acrescenta que através dos conhecimentos aprendidos no treinamento pretende realizar seu próprio plantio além de repassar as informações para vizinhos e familiares. “Em nosso município necessitamos muito de treinamentos voltados ao cultivo de culturas, até para investirmos mais na agricultura local. Após o treinamento pretendo realizar meu próprio plantio e repassar os aprendizados aos meus filhos e netos. E, caso algum vizinho precise de informações, irei auxiliar também”.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA