Tecnologia

Governador defende que evento se traduza em resultados efetivos ao cidadão

Publicados

em

Mauro Mendes ressaltou importância da tecnologia para o desenvolvimento de Mato Grosso

Lucas Rodrigues

Com informações Secom-MT

O governador Mauro Mendes, durante participação no evento por videoconferência – Foto por: Secom
A | A

O governador Mauro Mendes defendeu que os debates e projetos apresentados durante a 17ª Semana de Ciência e Tecnologia (SNCT) sejam revertidos em resultados efetivos para a melhoria da vida dos cidadãos.

Mendes participou do evento, via videoconferência, na manhã desta terça-feira (20.10). O tema do evento é “Inteligência Artificial: A nova fronteira da ciência brasileira”.

Dentro da programação, ocorre a 12ª Mostra Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (MECTI). A mostra é realizada pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), em parceria com o Instituto Farmun e conta o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI).

“Eu desejo que todos possam ter boas discussões, que possam fazer desse encontro mais uma fonte de oportunidades para debater temas tão importantes. Que essa semana possa se traduzir em resultados efetivos para o dia a dia de todos os nossos cidadãos”, afirmou o governador.

Leia Também:  Chefe do esquema na Saúde é cunhada de Miriam Pinheiro

Mauro Mendes destacou que a tecnologia se mostrou ainda mais importante neste ano, em razão das dificuldades trazidas pela covid-19.

“Essa pandemia trouxe ao mundo grandes desafios. E isso vai exigir de todos nós um esforço muito grande para voltar a vida normal. Por outro lado, a pandemia nos trouxe alguns ensinamentos que poderão ser úteis, e um deles é usar melhor a tecnologia disponível, a tecnologia que nós conhecemos. Exemplo disso é poder participar de um evento como esse de forma virtual”, destacou.

De acordo com o gestor, Mato Grosso tem um campo “absolutamente promissor”, que é a produção de alimentos, área que demanda constantemente mais e mais avanços tecnológicos.

“Temos crescido nos últimos anos em ritmos muito próximos ou até superiores ao chamado ritmo chinês. Esse ano, mesmo com a pandemia, mesmo com a desaceleração da economia brasileira, Mato Grosso vai terminar o ano de forma positiva, com PIB positivo, próximo da casa de dois dígitos. Isso é graças a milhares de mato-grossenses que trabalham muito. Precisamos manter o otimismo e superar qualquer outro tipo de dificuldade que possa ser colocada no nosso caminho, e isso passa por valorizar e investir em avanços tecnológicos”, concluiu.

Leia Também:  Suposto aliado de Emanuel monta farsa para prejudicar Abílio e Wellaton

São parceiros da SNCT com a realização de exposições durante o evento em stands 360º a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), o Instituto Farmun, a Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (FIEMT), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a empresa Titânia Telecom.

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Empresa de MT é eleita melhor case em tecnologia

Prêmio Nacional

Publicados

em

 

Júri popular escolheu a tecnologia de rastreabilidade de algodão da ID-Cotton com 36% dos votos. Em segundo lugar, as empresas UpperBag e Unipac receberam cada uma 19%.

Empresa mato-grossense que atua na área de soluções tecnológicas voltadas para o agronegócio, ID-Cotton, foi a vencedora do prêmio nacional IoP Journal Award, 2020, entregue nesta quinta (12). Também disputavam outras empresas renomadas, como HP, Vale, UpperBag, Unipac e SIG Brasil.

Com o seu projeto de identificação por radiofrequência (RDIF) para rastreabilidade do algodão, no entanto, a ID-Cotton conquistou o primeiro lugar e se consagrou como Melhor Case do Ano. O diretor executivo da empresa, Flávio Tarasoff, afirmou que notícia foi recebida com muita alegria.

“Concorremos com grandes multinacionais. Já estávamos honrados em estar entre os 6 melhores cases e sermos consagrados por uma equipe de especialistas. Nos honra e nos dá muito orgulho e foco para seguirmos com o nosso trabalho levando não só o Estado de Mato Grosso, mas o Brasil a ser referência em tecnologia na rastreabilidade mundial do algodão”, disse.

Leia Também:  Família de Emanuel comanda esquema eleitoral na Prefeitura

Empresa foi selecionada por júri composto pelos professores doutores Fernando Rangel de Sousa (UFSC), Glauco Fontgalland (UFCG), Jean Louis Silva Santos (IFS) e Marcelo Lubaszewski (UFRGS). Para ser vencedora, no entanto, foi submetida a júri popular e levou 36% dos votos. Em segundo lugar, as empresas UpperBag e Unipac receberam cada uma 19% dos votos.

“O Brasil não é apenas fornecedor de produtos agrícolas, mas também – e cada vez mais – de inteligência para o agronegócio mundial, graças a empresas como a ID-Cotton, vencedora como Melhor Case do Ano”, pontuou o fundador do IoP Journal, Edson Perin.

A tecnologia

Tecnologia de rastreabilidade do algodão desenvolvida pela ID-Cotton tem como principal objetivo combater as falhas na identificação e na marcação dos fardos colhidos. Ao eliminar as etiquetas manuais e planilhas manuscritas, é possível evitar a contaminação do beneficiamento e a redução da qualidade da pluma.

Coletores e sistemas desenvolvidos pela empresa são capazes de ler as etiquetas RFID dos rolinhos de algodão. Assim, informações são reconhecidas e sincronizadas por portal de gestão. Este, no mesmo sentido, faz a movimentação do produto da lavoura até a unidade de beneficiamento. Toda a origem do algodão é rastreada e certificada.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA