Destaque

Governador de MT e ministro da Justiça inauguram Raio 6 na PCE e ampliam 432 vagas

Em Termpo Recorde de 45 Dias

Publicados

em

JB News

Da Redação

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça,  inaugurou junto com o governador Mauro Mendes, o Raio VI, na Penitenciária Central do Estado (PCE) em Cuiabá, nesta sexta-feira (20.11).


A obra foi concluída em tempo recorde, em 45 dias. A estrutura de mais de 1.500 metros² com o custo de R$ 9,7 milhões vai aumentar a capacidade da unidade para mais 432 vagas, reduzindo o déficit carcerário.

A construção é um dos itens para cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Ministério Público Estadual (MPE), Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Defensoria Pública, Tribunal de Contas do Estado (TCE) e OAB-MT. O TAC ainda autorizou para fins de agilidade ao processo, a contratação por dispensa de licitação de empresa especializada para elaboração dos projetos básico, executivo, arquitetônico, estrutural, elétrico e hidrossanitário, de construção/instalação das obras.

Para o governador Mauro Mendes é possível resgatar homens e mulheres do crime, e dar dignidade a todos. No programa Mais MT, estão previstas cerca de 4 mil novas vagas para o sistema prisional, garantindo mais segurança e o cumprimento da pena.
Na quinta feira (19.11), foi  inaugurado a sede do Escritório Social, a unidade está sob a gerência da Fundação Nova Chance (Funac), instituição do Governo do Estado responsável pela reinserção social de pessoas que estão em privação de liberdade, além de auxiliá-los na recuperação psicossocial e na assistência familiar os egressos do Sistema Penitenciário.
Segundo Mauro, o Escritório Social é uma das etapas de um programa de ressocialização e uma das estratégias para diminuir a violência em MT.
Na inauguração do Raio VI na PCE-MT nesta sexta-feira, o governador mais uma vez reafirmou que ajudar o reeducando a ter oportunidades é também uma estratégia para diminuir a violência na sociedade.
A prioridade é a construção de quatro novos raios na Penitenciária Central do Estado (PCE), Penitenciária da Mata Grande (Rondonópolis), Penitenciária de Ferrugem (Sinop) e a Penitenciária de Água Boa, totalizando 1.720 novas vagas.

Leia Também:  TCE irá fiscalizar vacinação em Mato Grosso para cumprimento de imunização dos grupos prioritários

Além disso, na PCE deverá ser construído um novo raio de segurança máxima com capacidade para 50 presos, um por cela, para isolamento das lideranças das facções criminosas.
O Estado ainda deve criar três unidades para cumprimento de pena no regime semiaberto a serem definidas entre as cidades de Cuiabá, Rondonópolis, Sinop, Água Boa, Cáceres ou Barra do Garças, cada uma com capacidade para 400 reeducandos.
Os recursos para colocar o documento em prática são do Tesouro Estadual e o dinheiro reavido pelos acordos de leniência.

COMENTE ABAIXO:

Destaque

Exposição de fotos traz imagens de animais sobreviventes às queimadas do Pantanal

Publicados

em

Exposição de fotos traz 21 imagens de animais sobreviventes às queimadas do Pantanal
 
JB News

Tuiuiús, capivaras, macacos com seus filhotes, veados campeiros, onças pintadas. São algumas das cerca de 4.700 espécies que vivem na maior planície alagável do mundo. São também sobreviventes dos incêndios florestais que devastaram 28% do Pantanal em 2020 e que agora lutam para sobreviver ao período chamado de fome cinzenta.

Entre os dias 26 de janeiro e 07 de fevereiro, os cuiabanos poderão conferir fotos desses e de outros animais da fauna pantaneira, durante a exposição gratuita “Da Fome Cinzenta à Esperança Pantaneira”, que será realizada no Goiabeiras Shopping. São 21 fotos do talentoso fotógrafo Deny Kobayashi, voluntário do grupo É O Bicho MT, que foram feitas durante o trabalho de distribuição dos alimentos, realizado aos sábados.

O Grupo É o Bicho MT vem atuando no Pantanal mato-grossense desde 02 de setembro de 2020, minimizando a escassez de alimentos no período da fome cinzenta. Nesses quase quatro meses já distribuiu mais de 250 toneladas de alimentos como frutas, legumes e ovos aos animais.

Todas as fotos poderão ser adquiridas pelo público, com preços que vão de R$ 230 (foto média (40×60) a R$ 400 (foto grande – 60×90). Também estarão à venda camisetas (R$ 50), máscaras (R$ 10) e agendas. Todo o valor será revertido para o trabalho do Grupo É o Bicho MT.

Leia Também:  Senador Carlos Fávaro cobra solução rápida e definitiva para situação da BR-163

Segundo a voluntária e co-fundadora do Grupo É o Bicho MT, Jenifer Larrea, a distribuição dos alimentos segue até 30 de janeiro e após essa data, os voluntários continuarão a fazer o acompanhamento da regeneração da fauna e ações de educação ambiental como forma de prevenção. “Com essa ação atingimos o objetivo que era de socorrer a fauna sobrevivente e minimizar os impactos causados pelas queimadas. A exposição marca de forma grandiosa o encerramento dessa etapa tão desafiadora”.

Para a gerente de Marketing do Goiabeiras, Aline Ferraz, a mostra registra a esperança do trabalho voluntário em ver o Pantanal, um dos biomas mais importantes do mundo, se recuperando neste momento pós-queimadas e renascendo.

“O espaço que dedicamos é muito pouco se pensarmos no quanto o trabalho voluntário desse e de outros grupos foram essenciais na ajuda à fauna pantaneira, em um dos piores períodos de seca já presenciada. Durante as queimadas fizemos campanhas para ajudar o Pantanal e vamos continuar apoiando sempre. Somos muito gratos aos voluntários”, enfatiza a gerente.

Sobre o É o Bicho MT

O Grupo É O Bicho MT é formado por protetores, voluntários, defensores e simpatizantes da causa animal de Cuiabá e região, que desde 2015 busca amparar, na medida do possível, os animais de rua e que vivem em situações rotineiras de maus tratos, apoiando as organizações e protetoras independentes de Cuiabá.

Diante da entristecedora situação do Pantanal, o grupo iniciou uma ação voltada para o auxílio da sobrevivência dos animais no Pantanal criando, assim, a campanha de arrecadação de alimentos para socorrer a fauna sobrevivente da região de Poconé.

Além de continuar na vertente da proteção animal de animais domésticos em situação de rua e vítimas de maus tratos e abandono, com a realização de uma campanha de castração e feira de adoção.

Leia Também:  Denúncia aponta que servidores da área administrativa estão furando a fila dos grupos prioritários de imunização em Cuiabá

A exposição é realizada pelo grupo É O Bicho MT e tem o apoio do Goiabeiras Shopping, Clínica Veterinária São Francisco, GTX Sports e Green Sabores Naturais.

Serviço:

Exposição fotográfica “Da Fome Cinzenta à Esperança Pantaneira”

Quando: de 26/01 a 07/02 – das 12h às 22h
Local: Goiabeiras Shopping (piso térreo, em frente a loja da Havaianas)
Entrada gratuita

Texto: Maíza Prioli

Fotos: Deny Kobayashi

Veja as fotos:👇

Tássia Maciel
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA