Eleições 2020

Gisela Simona declara apoio a Abílio e Wellaton em Cuiabá

Publicados

em

JB News 

Com 52.191 mil votos no primeiro turno das eleições em Cuiabá, Gisela Simona (Pros) oficializou nesta quinta-feira (19.11) apoio à candidatura de Abílio Júnior (Podemos) e Felipe Wellaton (Cidadania) à Prefeitura de Cuiabá. Gisela adere à campanha após o compromisso de que a gestão de Abílio e Wellaton vai priorizar políticas públicas para as mulheres, a valorização dos servidores públicos e o fortalecimento e promoção do setor cultural.

O anúncio foi feito esta manhã, no Hotel Serras, na Capital. “Gisela veio pra somar. Ela entrou na nossa campanha justamente para melhorar nossas propostas e fazer Cuiabá avançar nos projetos culturais e para as mulheres”, disse Abílio.

A ex-candidata a prefeita e terceira colocada nas eleições do último domingo, já havia declarado que não se omitiria no 2º turno e definiu pelo apoio à Abílio e Wellaton.

“Trarei toda a nossa militância para dentro desse projeto que é praticamente apartidário, já que somos: todos por Cuiabá. Temos plenas condições de elaborar e executar um Plano de Governo juntos e que seja de inclusão, respeito às mulheres, valorização da cultura e dos servidores públicos”, declarou Gisela.

Leia Também:  MPMT realiza contagem de vacinas em Cuiabá para subsidiar investigação

O compromisso inclui a manutenção da Secretaria Municipal da Mulher, bem como, do Conselho de Cultura. “Concordamos, eu e Abílio, que da forma como estão os dois órgãos eles não atendem ao objetivo pelo qual foram criados. O que queremos é exatamente isso, espaço para trabalhar efetivamente pela cultura e pelas mulheres em Cuiabá”, expôs Gisela Simona.

Outra bandeira de luta defendida por Simona diz respeito aos servidores públicos concursados e o reconhecimento à categoria.

“Penso que, independentemente de ideologia partidária, o maior patrimônio do serviço público são os seus servidores que precisam e merecem ser tratados com respeito e dignidade. Nenhuma administração conseguirá ser eficiente sem o conhecimento e auxilio dos servidores públicos concursados”, concluiu.

Wellaton destaca que o apoio da Gisela evidencia o poder de articulação que ele e Abílio colocarão em campo em prol de Cuiabá. “Isso só reforça que estamos dispostos a conversar, ceder, agregar e unir esforços pelo bem da nossa cidade”.

COMENTE ABAIXO:

Eleições 2020

Prazo para eleitor justificar ausência ao 2º turno termina hoje

Publicados

em

Por

ELEIÇÕES 2020

JB News

Por Denise Niederauer

Termina na nesta quinta-feira (28.01) o prazo de 60 dias para que o eleitor justifique a ausência às urnas nas localidades onde houve segundo turno para prefeito e vice-prefeito nas Eleições 2020.

 

O cidadão que não compareceu à urna deve apresentar justificativa fundamentada, com o motivo que o impediu de votar.

 

A justificativa pode ser apresentada nos cartórios eleitorais, pelo Sistema Justifica ou pelo aplicativo e-Título. O cidadão pode baixar o app no Google Play ou na App Store.

 

Devido às restrições impostas pela pandemia de Covid-19, muitos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) optaram pelo atendimento de maneira virtual, que também pode ser feito pela ferramenta Título Net, disponível no Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A medida busca evitar aglomerações nos postos de atendimento da Justiça Eleitoral.

No dia 14 de janeiro encerrou o prazo para que o eleitor justificasse a ausência à urna no primeiro turno, realizado no dia 15 de novembro. De acordo com os dados do TSE, cerca de oito milhões de eleitores apresentaram justificativa por não comparecerem para votar no primeiro turno do pleito.

Leia Também:  Mais de 38 milhões de eleitores voltam às urnas para eleger prefeitos em 57 cidades brasileiras

 

Como fazer:👇

A justificativa pode ser feita pelo Sistema Justifica, no qual o eleitor deve preencher o “requerimento de justificativa” e informar os dados pessoais exatamente como registrados no cadastro eleitoral, declarar a razão da ausência à urna e anexar documentação comprobatória digitalizada.

 

Com o campo preenchido corretamente, será gerado um código de protocolo para acompanhamento, que será transmitido à zona eleitoral a que o eleitor pertence, para que seja examinado pelo juiz competente.

O eleitor será notificado da decisão ou poderá consultar a situação também pelo Sistema Justifica.

No caso de justificativa presencial, o eleitor deve entregar o requerimento em qualquer cartório eleitoral ou enviar por via postal ao juiz da zona eleitoral na qual é inscrito. Além do formulário, deve apresentar documentação que comprove os motivos alegados para justificar a ausência.

Consequências:👇

Na última quinta-feira (21.01), o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, suspendeu, por meio da Resolução TSE nº 23.637, as consequências previstas no artigo 7º do Código Eleitoral para os eleitores que deixaram de votar nas Eleições 2020 e não apresentaram justificativa eleitoral ou não pagaram a respectiva multa. A resolução deverá ainda ser referendada pelo Plenário do Tribunal após o recesso forense.

Leia Também:  Justiça Federal determina que União retire balsa e rebocador da travessia do Rio Xingu

 

A resolução suspendeu os seguintes efeitos: o impedimento de o eleitor obter passaporte ou carteira de identidade; inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, e neles ser investido ou empossado; renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo; e receber remuneração de função ou emprego público.

A medida vale enquanto permanecer vigente o plantão extraordinário previsto pela Resolução TSE nº 23.615/2020 para prevenir o contágio pelo novo coronavírus.

Com informações do TSE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA