Policial

Gefron apreende quase 58 quilos de drogas e arma de uso restrito

Publicados

em

Em duas ações distintas, cinco pessoas foram presas, sendo que três já tinha passagens pela polícia

Hérica Teixeira |

Com informações Sesp-MT

– Foto por: Gefron-MT

Durante patrulhamento na manhã desta quinta-feira (15.10), o Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) apreendeu quase 58 quilos de drogas.

A ação ocorreu na MT-388, nas proximidades da Comunidade de Clarinópolis, no município de Cáceres (a 212 km ao Oeste de Cuiabá).

Dois dos quatro suspeitos presos já tinham passagens por tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo, adulteração de sinal identificador e associação ao tráfico.

Por volta das 6h40, os policiais do grupamento avistaram quatro homens caminhando próximo a uma área de mato. Todos carregavam um saco nas costas. Ao realizar a abordagem, foi constatado que os mesmos transportavam entorpecentes.

Ainda segundo os suspeitos o entorpecente é oriundo da Bolívia e seria entregue na cidade de Porto Esperidião (358 ao Oeste de Cuiabá). Pelo transporte cada um receberia R$ 200 por quilo. Além das prisões e da apreensão da droga, os policiais apreenderam também um fuzil de uso restrito das forças de segurança e 70 munições intactas. Diante dos fatos, os homens foram encaminhados para a Delegacia Especial de Fronteira (Defron).

Leia Também:  PF deflagra operação Circumitus para investigar esquema de fraudes na Educação e Infraestrutura

Já na noite de quarta-feira (14.10), um homem foi preso na cidade de Porto Esperidião com mandado em aberto. O homem já tem passagens por receptação, roubo, tráfico e associação ao tráfico. A ação aconteceu por volta das 23 horas.

Os policiais abordaram uma motocicleta e ao solicitar documentos pessoais e do veículo, o suspeito disse que não portava tais informações. Diante disso, os policiais solicitaram que o homem fosse até a base do Gefron para conferir, via sistema, os dados do mesmo.

Ao checar o nome, foi verificado que o suspeito estava em liberdade condicional e era usuário de tornozeleira. Ainda pelo sistema constou a informação que o homem havia desativado o aparelho no final de setembro e que estava solto indevidamente. O homem foi então conduzido para a Delegacia e a moto foi apreendida.

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Operação da polícia civil de SP cumpre em MT mandados contra Golpistas que agiam pela OLX

Publicados

em

JB News

Por Denise Niederauer

Quatro mandados de busca e apreensão são cumpridos nesta quinta-feira (22.09), em Cuiabá, em uma operação da Polícia Civil de São Paulo, com apoio da Polícia Civil de Mato Grosso, com objetivo de apurar a atuação de um grupo envolvido na aplicação de golpes cometidos por meio de site de compra e venda OLX, pela internet e em aplicativos de celulares.

A operação Camaleão, deflagrada pelo Setor Especializado no Combate à Corrupção, Organização Criminosa e Lavagem de Dinheiro (Seccold) da Seccional de Guaratinguetá (SP) constitui a fase externa de uma investigação de crimes de estelionato cometidos pelas plataformas OLX e WhatsApp.

O trabalho conta com apoio da Delegacia Especializada de Combate a Corrupção (Deccor), Delegacia Especializada de Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz), Gerência de Operações Especiais (GOE) e Delegacia de Diamantino.

Após instauração de inquérito policial e emprego de técnicas de investigação, foram colhidos indícios de autoria e materialidade que apontam a participação de ao menos quatro pessoas residentes em Cuiabá envolvidas no crime.

Leia Também:  Audiências virtuais com testemunhas da morte de Isabele Ramos são retomadas

No golpe aplicado em um vendedor e um comprador de veículos anunciante na plataforma OLX, ambos residentes em Guaratinguetá, o estelionatário conseguiu obter R$ 26 mil da vítima que pretendia adquirir o veículo.

Com base nas investigações, a Seccold representou ao Juízo de Guaratinguetá pelo sequestro do valor da pessoa titular da conta bancária destino da vantagem ilícita, bem como pelo deferimento dos  quatro mandados de busca e apreensão domiciliar em quatro endereços localizados em Cuiabá com objetivo de apreender aparelhos celulares e outros elementos que possam contribuir com as investigações. Com informações da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA