Política Estadual

Emendas do deputado Dr. João atendem saúde pública de diversos municípios

Publicados

em


Foto: Marcos Lopes

O deputado estadual Dr. João (MDB) teve as suas emendas parlamentares  de 2021 pagas pelo governo do estado de Mato Grosso neste mês de setembro. O recurso deve atender a área da saúde nos municípios designados pelo parlamentar.

Dr. João destinou para o município de Castanheira recursos no valor de R$ 300 mil reais, que são para auxiliar o custeio da saúde (R$ 120 mil) e para aquisição de um aparelho de ultrassonografia (R$ 180 mil).

O município de Arenápolis recebeu o valor de R$ 270 mil reais, destinado para o custeio da saúde (R$ 120 mil) e para aquisição de um aparelho de ultrassonografia (R$ 150 mil).

Em Denise, o município recebeu a quantia de R$ 100 mil reais para o custeio da saúde. Já o município de Santo Afonso recebeu R$ 250 mil reais para à aquisição de um aparelho de raio-x.

Foram pagos ainda R$ 200 mil reais para o município de Juína para a compra de uma ambulância.

Leia Também:  Lúdio Cabral requer explicações do governador sobre dinheiro público gasto em festa no Salto das Nuvens, em Tangará da Serra

Também receberam recursos das emendas as cidades de Colniza (R$ 70 mil – aquisição de duas incubadoras); Carlinda (R$ 100 mil – custeio da saúde); Alto Paraguai (R$ 250 mil – van para saúde) e Luciara (R$ 109.965,75 mil – custeio da saúde).

O governo do estado ainda tem pendente o pagamento de algumas emendas do deputado e que também irão contemplar o setor da saúde, especificamente nos municípios de Porto Estrela, Nortelândia, Nova Marilândia e Poconé.

“Estou acompanhando as emendas que ainda não foram pagas e em contato com as prefeituras dos municípios já contemplados. Estamos no caminho certo do nosso maior objetivo de trabalho, que é buscar o máximo de melhorias e investimento para atender a área da saúde” destacou o deputado Dr. João.

Emenda parlamentar – É um instrumento do Poder Legislativo que visa acrescentar, alterar ou suprir recursos do orçamento estadual com o intuito de melhorar a destinação das verbas públicas. São direcionadas de acordo com as necessidades e as obrigatoriedades impostas pela Constituição do Estado de Mato Grosso, com as seguintes aplicações obrigatórias (impositivas): saúde (12%), educação (25%), esporte (6,5%) e cultura (6,5%). Os demais 50% são de livre alocação pelos deputados estaduais em outras áreas.  

Leia Também:  Projeto de lei institui a "hora do colinho" na saúde pública mato-grossense
Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:

Política Estadual

Lúdio Cabral requer explicações do governador sobre dinheiro público gasto em festa no Salto das Nuvens, em Tangará da Serra

Publicados

em

Por


Foto: Marcos Lopes

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) requereu ao governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), e ao secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, informações e documentos sobre o apoio do governo estadual e o dinheiro público gasto na festa realizada na cachoeira Salto das Nuvens, em Tangará da Serra, na sexta-feira passada (15), no chamado “1º Encontro de Líderes e Empreendedores do Brasil”.

“Não haveria problema em realizar um seminário ou mesa-redonda para apresentar e debater o potencial de Mato Grosso para desenvolvimento econômico. Mas a informação que temos, de pessoas que estiveram no evento, é que o palestrante falou apenas 20 minutos, e o restante do tempo foi apenas festa. Uma festa milionária, um banquete regado a uísque, com show de cantores nacionais. A festa tem a marca do governo de Mato Grosso entre os apoiadores. O governo colocou dinheiro público nesse evento? Quanto de dinheiro público foi gasto com essa festa? São perguntas que fizemos no requerimento”, disse Lúdio.

Leia Também:  Deputado quer Programa de Percurso de Pacientes para portadores de neoplasia maligna de mama

No requerimento aprovado na sessão de quarta-feira (20), Lúdio Cabral busca ter acesso às planilhas detalhadas dos gastos feitos pelo governo estadual, além das cópias dos processos de contratos, convênios, ou termos assinados pelo governo, e detalhamento das ações do governo e do dinheiro público gasto para realizar o evento na cachoeira Salto das Nuvens.

“Mato Grosso tem 3,5 milhões de habitantes, dos quais 2 milhões estão inscritos no Cadastro Único da Assistência Social, em situação de insegurança alimentar, e 500 mil pessoas abaixo da linha de pobreza, passando fome. Não tem lógica o governo estadual gastar dinheiro com uma festa como essa. É um desrespeito com a população de Mato Grosso, que ainda sofre com a pandemia de covid-19. O estado com a pior gestão do país na pandemia, a maior taxa de mortalidade, quase 14 mil famílias em luto por conta da covid-19, e o governador fazendo uma festa milionária como essa?”, destacou Lúdio.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA