COVID-19

Emanuel Pinheiro comemora a aprovação emergencial das vacinas pela Anvisa

Publicados

em

 

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro comemorou a aprovação emergencial das vacinas Coronavac e Astrazeneca/Oxford pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) contra o novo Coronavírus (Covid-19), em suas redes sociais. “Hoje é um dia histórico para a ciência e para o povo brasileiro.

A Anvisa aprovou por unanimidade o uso emergencial das vacinas CoronaVac (Butantan) e AstraZeneca (Fiocruz) para que possamos salvar vidas na luta contra a COVID-19.

Cuiabá está preparada para iniciar a vacinação dos cuiabanos, estamos aguardando a chegada das doses em nossa cidade, para iniciarmos o plano de imunização. Iremos vencer juntos.

 

A Aprovação

A Anvisa aprovou os dois pedidos apresentados, o da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em parceira com a vacina de Oxford/AstraZeneca, e também do Instituto Butantan, parceira da Coronavac, vacina da farmacêutica chinesa Sinovac Biotech.
O pedido do uso emergencial não substitui o registro definitivo. Se houver uma eventual rejeição dessa solicitação não impede a empresa farmacêutica interessada em continuar com o projeto de imunizante. Agora com a autorização do uso emergencial, o processo segue.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Varzea Grande informa ao MP que acatará notificação e editará decreto

COVID-19

Pacto entre 22 governadores pode gerar lockdaw nacional

Publicados

em

Por

JB News

O site 247 informou agora a pouco que os governadores de boa parte do Brasil e reuniram para decidir novas medidas de combate ao Coronavirus (Covid-19).

As informações que foram dadas neste domingo 07.02, são de que os governadores irão assumir a coordenação nacional do combate ao vírus mortal que assola o todo território nacional.

Segundo o site, o governador do Piauí, Wellington Dias, que representa o Fórum Nacional dos Governadores,  disse agora a noite que “A decisão é uma resposta a recusa do presidente da República Jair Bolsonaro, de permitir que o governo federal cumpre esse papel”.

Pelas informações obtidas, os governadores devem decretar lockdaw nacional ou endurecer ainda mais as medidas de combate ao Covid-19, a partir do dia 14 de março. Segundo a fonte, 22 governadores já estão de acordo em endurecer as medidas, apenas cinco ainda não manifestaram um posicionamento, que são os Estados de Mato Grosso do Sul, Tocantins, Rondônia, Acre e Roraima.

O que ficou determinado é que se propague urgentemente a população de que o momento é crítico e crucial, e que a circulação de pessoas sejam reduzidas drasticamente, para que diminuam as filas nos hospitais.

Leia Também:  Prefeitos que descumprirem Decreto Estadual serão responsabilizados diz MPE

Entre os Estado que aderiram ao pacto estão Piauí, Paraíba, Bahia, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso, São Paulo, Pará, Distrito Federal, Alagoas, Minas Gerais, Ceará, Sergipe, Goiás, Maranhão, Amazonas, Paraná, Espirito Santo e Rio de Janeiro.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA