topo.jpg
Quinta-feira - 17 de Outubro de 2019
 
NACIONAL - 11/07/2019 - 05:20
 
Arquitetos DF alerta para descaso do GDF com planejamento urbano de Brasília
 
   
   
 

 

O Sindicato dos Arquitetos e Urbanistas do Distrito Federal (ArquitetosDF) denuncia o descaso do Governo do Distrito Federal (GDF) com o planejamento urbano, o meio ambiente, o paisagismo e a arquitetura de Brasília. Como fato mais recente, a entidade aponta a exoneração arbitrária de diversos servidores públicos de postos-chave nos últimos meses, em especial da Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Habitação do Governo do Distrito Federal (Seduh/GDF). Desde o último dia 2 de julho, pelo menos sete arquitetos e urbanistas foram demitidos sem qualquer negociação com os servidores do órgão.

De acordo com o coordenador do Arquitetos DF, Danilo Matoso, com o desmonte da máquina pública realizado pela atual administração, o povo brasileiro corre o risco de ver sucumbir ao descaso o Plano Piloto, Patrimônio da Humanidade desde 1987. “Foram exonerados inclusive servidores do quadro do GDF -- que exerciam cargos de chefia e assessoramento na Seduh/GDF. Alguns inclusive substituídos por agentes públicos sem competência profissional na área”, explicou.

Algo similar ocorreu na Secretaria de Cultura do Distrito Federal, que teve 11 servidores exonerados via Diário Oficial do Distrito Federal na última terça-feira (9/7). A medida levou servidores e funcionários da Biblioteca Nacional de Brasília a cruzar os braços durante entrega do recém reformado terceiro andar do prédio. “Caso persista a esta política, a paralisação é o caminho natural de luta para os servidores da Seduh”, alerta Matoso.

Na tarde desta quarta-feira, o Arquitetos DF divulgou nota de repúdio às demissões de arquitetos e urbanistas da Seduh, que pode ser conferida, na íntegra, abaixo:

Nota oficial 1/2019 do Sindicato dos Arquitetos e Urbanistas do Distrito Federal

Contra a exoneração de arquitetos e urbanistas e desmonte da Seduh/GDF

1. O Sindicato dos Arquitetos e Urbanistas do Distrito Federal (ArquitetosDF) manifesta o repúdio da categoria à exoneração sumária de pelo menos sete arquitetos e urbanistas -- muitos deles servidores do quadro do GDF -- que exerciam cargos de chefia e assessoramento na Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Habitação do Governo do Distrito Federal (Seduh/GDF), alguns substituídos por agentes públicos sem competência profissional na área.

2. A categoria entende que a Seduh e os cargos em questão têm sob sua responsabilidades atribuições próprias da profissão de Arquiteto e Urbanista, conforme a legislação profissional vigente, e que tais postos chaves devem ser ocupados preferentemente -- senão obrigatoriamente -- por Arquitetos e Urbanistas com experiência na área e servidores do quadro.

3. A categoria entende ainda que tais expurgos sistemáticos, conforme vêm ocorrendo pelas mãos desta mesma Administração em outros órgãos -- como a Secretaria de Cultura e a Secretaria de Estado de Educação -- são típicos de ações de desmonte da estrutura do Estado e de suas políticas públicas. São típicos ainda do ataque diuturno promovido nos últimos anos contra o funcionalismo público federal e distrital.

4. A categoria entende que, a médio e longo prazo, tais ações representam um ataque direto à população do Distrito Federal e seu entorno -- que sofrerá as consequências do descaso com o planejamento urbano, o meio-ambiente, o paisagismo, a arquitetura -- bem como ao povo Brasileiro de conjunto que verá sucumbir à desconsideração o Plano Piloto, declarado Patrimônio da Humanidade em 1987.

5. Pelo exposto, o Sindicato conclama todos os arquitetos e urbanistas, servidores públicos, organizações e lideranças popopulares à mobilização imediata contra o desmonte da Seduh e de suas políticas de planejamento urbano, de sustentabilidade, de preservação, de habitação popular. Pela reversão imediata das exonerações de arquitetos e urbanistas das funções de chefia e assessoramento da Seduh. Por uma política urbana tecnicamente qualificada, democrática e participativa, que garanta o direito à cidade a toda a população.

Brasília, 10 de julho de 2019.

Sindicato dos Arquitetos e Urbanistas do Distrito Federal

A nota também pode ser conferida em:http://arquitetosdf.org.br/contra-a-exoneracao-de-arquitetos-e-urbanistas-e-desmonte-da-seduh-gdf/

Crédito: VelhoJunior/iStock

   
COMENTAR NOTÍCIA
VER COMENTÁRIOS
 
 
 
14/10/2019  - Ampa prevê manutenção na área de algodão em Mato Grosso na safra 2019/20
13/10/2019  - Prefeitura de São Félix inaugura pavimentação e o novo hospital municipal
10/10/2019  - A solução para dívidas de produtores rurais
09/10/2019  - Cultura do algodão faz parte dos debates do 4º Congresso Nacional das Mulheres do Agro
06/10/2019  - Lesões na virilha
 
Untitled Document
 
DESTAQUES
Emergencial e Fechada
16/10/2019
Mauro Mendes e Energisa debatem redução no ICMS na energia
 
 
DESTAQUES
Nesta Quinta e Sexta-Feira
16/10/2019
Cáceres recebe Colégio de presidentes e delegados do sistema OAB-MT
 
 
ECONOMIA
15%
15/10/2019
Municípios serão contemplados com o leilão do pré-sal
 
 
DESTAQUES
Recrutamento
15/10/2019
Quatro novos defensores públicos tomam posse esta semana
 
 
ECONOMIA
Fim do Prazo
14/10/2019
Mutirão Fiscal de Várzea Grande entra na reta final e vai até o dia 18
 
 
CIDADES
Infraestrutura
13/10/2019
Prefeitura de São Félix inaugura pavimentação e o novo hospital municipal
 
 
DESTAQUES
Desafio
11/10/2019
Inscrições para os maiores devoradores de hambúrgueres estão abertas
 
 
EDUCAÇÃO
6,8 Milhões
10/10/2019
Seduc repassa 7ª parcela do transporte escolar aos municípios
 
 
AGRONEGÓCIO
DINEPEC
09/10/2019
Dia de Negócios da Pecuária reunirá 5 mil pessoas em Cuiabá
 
 
ECONOMIA
Produção Rural
08/10/2019
Governo de MT consegue aporte de R$ 460 milhões para FCO Rural
 
 
MUNDO JURÍDICO
Pionerismo
07/10/2019
MPMT celebra 1º acordo de não persecução penal na Justiça Militar
 
 
GASTRONÔMIA
Com Degustação
04/10/2019
Semana Nacional da Carne Suína realizará oficina gastronômica gratuita em Cuiabá
 
rodape.jpg
Próximo Ciclo  
Ampa prevê manutenção na área de algodão em Mato Grosso na safra 2019/20
 
Infraestrutura  
Prefeitura de São Félix inaugura pavimentação e o novo hospital municipal
 
Posicionamento  
A solução para dívidas de produtores rurais
 
Em São Paulo  
Cultura do algodão faz parte dos debates do 4º Congresso Nacional das Mulheres do Agro
 
Tratamento  
Lesões na virilha
 
MP 884/19  
Câmara acaba com prazo para inscrição no Cadastro Ambiental Rural
 
Infecção  
Excesso de antibióticos pode causar sepse e levar até a morte alerta infectologista
 
Qualidade e Precisão  
Cuiabá conta com novo serviço de Hemodinâmica
 
Levantamento  
Uma história de Maria
 
Formação  
Fundação André e Lucia Maggi vai oferecer bolsas para curso de Agrocomputação da Fatec Senai MT