topo.jpg
Sexta-feira - 24 de Maio de 2019
 
DESTAQUES - 05/10/2018 - 05:43
 
Pleno rejeita recurso e mantém penalidades a ex-gestores da Câmara de Rondonópolis
 
   
   
 

 

 
Os ex-gestores da Câmara de Rondonópolis, responsáveis pelos exercícios de 2014 a 2016, tiveram rejeitado pelo Pleno do Tribunal de Contas de Mato Grosso o recurso ordinário impetrado contra o Acórdão nº 43/2017-SC que, por unanimidade, conheceu da auditoria de conformidade acerca dos atos de gestão daquele Poder Legislativo. O recurso foi rejeitado durante a sessão ordinária realizada na terça-feira (02/10).
 
Na decisão atacada pelos ex-gestores, o TCE-MT havia decidido conhecer a Auditoria de Conformidade em que foram apontadas uma série de irregularidades de responsabilidade dos então gestores da Câmara de Vereadores presidida, à época, pelo vereador Lourisvaldo Manoel de Oliveira, tendo Ana Paula de Oliveira Minelli como presidente da Comissão Permanente de Licitação; Milton Gomes da Costa como secretário legislativo de Administração; Orlando Alves de Oliveira, como procurador-geral legislativo; Antônio Gabriel da Silva Filippozzi, como chefe do setor de Tecnologia da Informação; e Daniela Bessi da Costa como chefe da Seção de Apoio a Gestão de Processos Licitatórios.
 
Entre irregularidades identificadas pela auditoria foram apontadas, inclusive, uma licitação com fortes indícios de fraudes. Os ex-gestores foram penalizados na ocasião com multas que totalizaram 12 Unidades de Padrão Fiscal de Mato Grosso (UPF-MT).
No recurso ordinário, os ex-gestores alegaram a ocorrência de "coisa julgada administrativa", afirmando que, na análise das Contas Anuais de Gestão do exercício de 2015, o Contrato nº 41/2015 sob suspeita de fraude já havia sido objeto de apreciação pelo TCE-MT.
 
O relator dos autos, conselheiro interino Luiz Henrique Lima, ao analisar o Relatório Técnico Preliminar do Processo nº 2.079-6/2015, verificou que, na verdade, não houve a apuração dos fatos com relação a irregularidades identificadas na auditoria de conformidade. Portanto, não há qualquer identidade entre os fatos administrativos analisados por ocasião do julgamento das contas anuais de gestão de 2015 com aqueles detectados pelos auditores na fiscalização posterior.
 
"Imperioso destacar, ainda, que, conforme aponta o Relatório Técnico, todas as irregularidades ocorreram no período de 2015 a 2016, ou seja, período em que os recorrentes eram os responsáveis, não podendo, portanto, furtarem-se das responsabilizações que lhes foram atribuídas", sublinhou o conselheiro relator em seu voto que foi seguido de forma unânime pelos demais membros do pleno da corte de contas.


   
COMENTAR NOTÍCIA
VER COMENTÁRIOS
 
 
 
22/05/2019  - Resultados de pesquisas com uso de biológicos para controle de pragas e doenças na agricultura
20/05/2019  - Gestão participativa é aprovada durante reunião promovida em Juína
09/05/2019  - Controle químico não deve ser única tática adotada para o combate ao bicudo-do-algodoeiro
07/05/2019  - Código de Terras de Mato Grosso sofre primeira mudança
07/05/2019  - Culinária regional é uma das atrações de turistas que visitam Mato Grosso
 
Untitled Document
 
DESTAQUES
Itiquira
24/05/2019
MP manda Câmara Municipal implementar ponto eletrônico em 60 dias
 
 
POLÍTICA
Explicações ao Parlamento
23/05/2019
AL convoca chefe do MPE para explicar proibição de reajuste aos servidores de MT
 
 
ESPORTES
Amistoso
23/05/2019
Arena Pantanal receberá Desafio Centro-Norte de futebol americano
 
 
POLICIA
Tribunal do Júri
22/05/2019
Réu confesso por matar ex-namorada será julgadodia 23 em Cuiabá
 
 
DESTAQUES
Método ABA
22/05/2019
TAC prevê capacitação para atendimento a crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro Autista
 
 
DESTAQUES
Em Cuiabá
21/05/2019
Advogado civilista e auxiliar jurídico estão entre vagas do Sine desta semana; confira
 
 
DESTAQUES
Apoio Institucional
20/05/2019
Gestão participativa é aprovada durante reunião promovida em Juína
 
 
ECONOMIA
Mercado Agriculoa
17/05/2019
Feira agrícola que movimenta Oeste de Mato Grosso é aberta
 
 
DESTAQUES
Sem Alvará
14/05/2019
MPMT recomenda regularização de prédio da Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça
 
 
DESTAQUES
Em Cuiabá
12/05/2019
MPMT quer ampliar pena de 10 anos aplicada a réu por tentativa de homicídio
 
 
DESTAQUES
Funcionalismo Público
10/05/2019
Dep. João Batista convoca Audiência Pública na ALMT para debater o fechamento das Cadeias Públicas
 
 
DESTAQUES
Cuiabá
09/05/2019
Prefeito entrega 461 títulos definitivos e todo o bairro Praeirinho estará regularizado
 
rodape.jpg
Contra as Pragas  
Resultados de pesquisas com uso de biológicos para controle de pragas e doenças na agricultura
 
Apoio Institucional  
Gestão participativa é aprovada durante reunião promovida em Juína
 
Praga na Lavoura  
Controle químico não deve ser única tática adotada para o combate ao bicudo-do-algodoeiro
 
Cuiabá  
Sine oferece mais de 150 vagas para esta semana
 
Turismo Gastronômico  
Culinária regional é uma das atrações de turistas que visitam Mato Grosso
 
Em 40 Anos  
Código de Terras de Mato Grosso sofre primeira mudança
 
Mercado  
Centro-Oeste apresenta aumento nas vendas em abril
 
Cine Teatro Cuiabá  
Programação de maio conta com shows de música, de humor e infantil
 
Benefícios à Saúde  
Os benefícios de comprar frutas, verduras e legumes da estação
 
Reunião  
MPMT reivindica do Estado construção de Centros Socioeducativos