topo.jpg
Sábado - 16 de Fevereiro de 2019
DESTAQUES - 19/09/2018 - 16:45
 
Justiça Eleitoral recebe documentos que comprovam calote de Mauro Mendes
 
   
   
 

 

A coligação Segue em Frente Mato Grosso apresentou nesta terça-feira (18.09) a defesa do governador Pedro Taques (PSDB) no processo em que o candidato Mauro Mendes (DEM) tenta impedir menção ao caso pelo qual foi condenado pelo Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região de Rondônia após ter dado calote e submetido centenas de trabalhadores a condições degradantes de trabalho, em Cacoal (RO).
 
Em decisão desta semana, a Justiça Eleitoral de Mato Grosso acatou pedido de Mauro Mendes para que o candidato à reeleição Pedro Taques deixe de falar sobre o caso até que ele comprove sua existência. Em Rondônia, o democrata protocolou pedido para que o processo corra em segredo de Justiça.
 
A assessoria jurídica de Taques, ao ingressar contestação nesta terça-feira, apresentou informações e notícias que comprovam a condenação de Mendes. “Nem de longe há qualquer conteúdo difamatório, injurioso, calunioso ou inverídico. Não há nada sequer próximo ao chamado fake news, pois apenas se noticiou fatos verdadeiros e do conhecimento de todos”, diz trecho do documento apresentado à Justiça.
 
NOTA PÚBLICA - Na semana passada, a coligação de Pedro Taques já havia emitido nota disponibilizando as informações sobre o processo. O documento veio a público após Mauro Mendes ter tentado classificar o assunto como “fake news”. Segundo a nota, diferente do que alegou o democrata, na primeira página da sentença judicial, de 16 de dezembro de 2015, a Justiça do Trabalho narra que “ocorreram demissões em massa (sucessivas e em bloco), tendo os obreiros sido dispensados sem perceber as verbas de saída pertinentes”.
 
Conforme a nota, o processo em que Mendes foi condenado pode ser consultado por qualquer cidadão pelo seguinte link: https://consulta.trt14.jus.br/. O processo, que tramita no TRT de Rondônia sob o número 0001983-71.2015.5.14.0041, ainda não foi concluso em razão de recursos ingressados.
 
“Pelos documentos disponíveis, não restam dúvidas: Mauro Mendes contratou funcionários de outros Estados para trabalhar em Cacoal (RO), os instalou em local inapropriado, deixou de pagar três meses de salário e, ainda, demitiu os trabalhadores sem pagar verbas rescisórias. Agora, o empresário tenta esconder o caso da população ao pedir à Justiça que documentos do processo sejam mantidos em sigilo, conforme revela a supracitada consulta processual”, diz trecho da nota da coligação Segue em Frente Mato Grosso.
 
O CASO - Na ação movida pelo Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil, a Mavi Engenharia, de propriedade de Mauro Mendes, admitiu “não possuir recursos para quitar as rubricas resilitórias, e nem previsão de fazê-lo”. No curso do inquérito que apurava questões salariais, o Ministério Público do Trabalho (MPT) teve ciência de que os alojamentos dos trabalhadores estavam em péssimas condições de habitação levando-os a viver em ambientes insalubres com forte odor.
 
Clique aqui para ver a íntegra da contestação apresentada pela coordenação jurídica de Pedro Taques.


Assessoria.

   
COMENTAR NOTÍCIA
VER COMENTÁRIOS
 
 
 
14/01/2019  - Chuvas são registradas na região norte da BR-163, entre Diamantino e Sinop
03/11/2018  - Preservação de patrimônio histórico abre Seminário Olhares Sobre a Cidade
11/10/2018  - Deputados podem votar auxilio às santas casas na próxima terça
25/04/2018  - Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
19/04/2018  - STF torna Aécio Neves réu por corrupção
 
Untitled Document
 
ECONOMIA
Mercado Imobiliário na Agenda Legislativa
15/02/2019
Mato-grossense é escolhido coordenador da frente parlamentar do mercado imobiliário do Centro Oeste
 
 
DESTAQUES
Carnaval de 2019
15/02/2019
Emanuel esclarece que Prefeitura não patrocina Escola de Samba que homenageia Cuiabá
 
 
DESTAQUES
Em Brasília
15/02/2019
Secretária de MT é eleita vice-presidente do Fórum Nacional do Trabalho
 
 
CIDADES
Preservação
14/02/2019
Prefeitura participa de diálogo para recuperação do Centro Histórico de Cuiabá
 
 
DESTAQUES
Mortandade de Peixes
11/02/2019
MP-MT pede suspensão do enchimento do reservatório da Usina Hidreletrica em SINOP
 
 
POLÍTICA
Encerrada a Instrução
11/02/2019
TRE julga cassação de senadora Selma Arruda até março
 
 
DESTAQUES
Novo Conselheiro
09/02/2019
Voto secreto de deputados definirá indicação ao TCE
 
 
MEIO AMBIENTE
Por Descumprir Determinação Legal
08/02/2019
Cooperativa de reciclagem é interditada e diretoria será responsabilizada criminalmente
 
 
EDUCAÇÃO
Sem Calendário Escolar
07/02/2019
MP notifica prefeitura para que inicie o ano letivo na rede municipal de Mirassol D'Oeste
 
 
ECONOMIA
Vice-presidente vem a Mato Grosso encerrar colheita de soja
07/02/2019
O governador Mauro Mendes também estará no evento
 
 
ECONOMIA
Mato Grosso
06/02/2019
Governo edita normas mais rígidas para incentivos fiscais e despesa com pessoal
 
 
POLICIA
Guarantã do Norte, Marcelândia e Alta Floresta.
06/02/2019
Gaeco deflagra Operação “Caporegime” no interior do Estado
 
rodape.jpg
Cudado na Estrada  
Chuvas são registradas na região norte da BR-163, entre Diamantino e Sinop
 
Arquitetura  
Preservação de patrimônio histórico abre Seminário Olhares Sobre a Cidade
 
Congresso Nacional  
Deputados podem votar auxilio às santas casas na próxima terça
 
A volta Por Cima do Limão Caipira  
Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
 
No Alvo  
STF torna Aécio Neves réu por corrupção
 
Mato Grosso  
Circuito de Tecnologia apresenta novidades e opções de carreira na área de TI
 
Em Rondonópolis  
Fiemt discute comércio exterior e acesso ao crédito com industriais
 
Resultado  
Você tem o direito de errar
 
Primavera do Leste  
MPE notifica prefeito e vereadores para que não reduzam limite para aplicação de agrotóxicos
 
Semana Nacional  
Secretaria de Educação e Bibliotecas Comunitárias comemoram Folclore nas ruas de Cuiabá