topo.jpg
Sábado - 15 de Dezembro de 2018
DESTAQUES - 19/09/2018 - 16:45
 
Justiça Eleitoral recebe documentos que comprovam calote de Mauro Mendes
 
   
   
 

 

A coligação Segue em Frente Mato Grosso apresentou nesta terça-feira (18.09) a defesa do governador Pedro Taques (PSDB) no processo em que o candidato Mauro Mendes (DEM) tenta impedir menção ao caso pelo qual foi condenado pelo Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região de Rondônia após ter dado calote e submetido centenas de trabalhadores a condições degradantes de trabalho, em Cacoal (RO).
 
Em decisão desta semana, a Justiça Eleitoral de Mato Grosso acatou pedido de Mauro Mendes para que o candidato à reeleição Pedro Taques deixe de falar sobre o caso até que ele comprove sua existência. Em Rondônia, o democrata protocolou pedido para que o processo corra em segredo de Justiça.
 
A assessoria jurídica de Taques, ao ingressar contestação nesta terça-feira, apresentou informações e notícias que comprovam a condenação de Mendes. “Nem de longe há qualquer conteúdo difamatório, injurioso, calunioso ou inverídico. Não há nada sequer próximo ao chamado fake news, pois apenas se noticiou fatos verdadeiros e do conhecimento de todos”, diz trecho do documento apresentado à Justiça.
 
NOTA PÚBLICA - Na semana passada, a coligação de Pedro Taques já havia emitido nota disponibilizando as informações sobre o processo. O documento veio a público após Mauro Mendes ter tentado classificar o assunto como “fake news”. Segundo a nota, diferente do que alegou o democrata, na primeira página da sentença judicial, de 16 de dezembro de 2015, a Justiça do Trabalho narra que “ocorreram demissões em massa (sucessivas e em bloco), tendo os obreiros sido dispensados sem perceber as verbas de saída pertinentes”.
 
Conforme a nota, o processo em que Mendes foi condenado pode ser consultado por qualquer cidadão pelo seguinte link: https://consulta.trt14.jus.br/. O processo, que tramita no TRT de Rondônia sob o número 0001983-71.2015.5.14.0041, ainda não foi concluso em razão de recursos ingressados.
 
“Pelos documentos disponíveis, não restam dúvidas: Mauro Mendes contratou funcionários de outros Estados para trabalhar em Cacoal (RO), os instalou em local inapropriado, deixou de pagar três meses de salário e, ainda, demitiu os trabalhadores sem pagar verbas rescisórias. Agora, o empresário tenta esconder o caso da população ao pedir à Justiça que documentos do processo sejam mantidos em sigilo, conforme revela a supracitada consulta processual”, diz trecho da nota da coligação Segue em Frente Mato Grosso.
 
O CASO - Na ação movida pelo Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil, a Mavi Engenharia, de propriedade de Mauro Mendes, admitiu “não possuir recursos para quitar as rubricas resilitórias, e nem previsão de fazê-lo”. No curso do inquérito que apurava questões salariais, o Ministério Público do Trabalho (MPT) teve ciência de que os alojamentos dos trabalhadores estavam em péssimas condições de habitação levando-os a viver em ambientes insalubres com forte odor.
 
Clique aqui para ver a íntegra da contestação apresentada pela coordenação jurídica de Pedro Taques.


Assessoria.

   
COMENTAR NOTÍCIA
VER COMENTÁRIOS
 
 
 
03/11/2018  - Preservação de patrimônio histórico abre Seminário Olhares Sobre a Cidade
11/10/2018  - Deputados podem votar auxilio às santas casas na próxima terça
25/04/2018  - Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
19/04/2018  - STF torna Aécio Neves réu por corrupção
16/04/2018  - Fiemt discute comércio exterior e acesso ao crédito com industriais
 
Untitled Document
 
DESTAQUES
Investigação
14/12/2018
OAB-MT quer explicações e acompanhará denúncia de extorsão contra Selma Arruda
 
 
SAÚDE
Estatísticas
13/12/2018
Prevenção à prematuridade deve ser priorizada no Brasil
 
 
POLÍTICA
Funcionários Fantasma
12/12/2018
decretado o bloqueio de bens do presidente da Câmara de Vereadores de Itiquira e outros 2 servidores
 
 
DESTAQUES
Governo 2019
11/12/2018
Mauro mantém mais 2 secretários de Taques;e maestro vai para Cultura
 
 
MUNDO JURÍDICO
Boa Noite Cinderela
10/12/2018
MP denuncia “Maníaco da Garrafada” por latrocínio, tentativa de latrocínio e roubo
 
 
DESTAQUES
Alto Garças.
09/12/2018
MPMT e Poder Judiciário iniciam projeto de Mediação Escolar
 
 
CIDADES
Neste Sábado.
07/12/2018
Veja o que irá funcionar no feriado municipal de Nossa Senhora da Conceição em Cuiabá
 
 
DESTAQUES
Decisão
07/12/2018
Desembargadora nega liminar para suspender eleição de corregedor-geral da Defensoria Pública
 
 
CULTURA
Inscrições
06/12/2018
MT Escola de Teatro publica edital para cursos de tecnologia em teatro
 
 
DESTAQUES
Nesta Sexta-Feira
04/12/2018
Estado inaugura novo prédio e auditório da CGE em alusão ao Dia de Combate à Corrupção
 
 
DESTAQUES
Rondonópolis
04/12/2018
MPMT requer cumprimento de sentença para garantir estruturação de conselhos tutelares
 
 
DESTAQUES
Nepotismo
04/12/2018
Justiça afasta secretários e TJMT mantém efeito de decisão liminar
 
rodape.jpg
Arquitetura  
Preservação de patrimônio histórico abre Seminário Olhares Sobre a Cidade
 
Congresso Nacional  
Deputados podem votar auxilio às santas casas na próxima terça
 
A volta Por Cima do Limão Caipira  
Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
 
No Alvo  
STF torna Aécio Neves réu por corrupção
 
Mato Grosso  
Circuito de Tecnologia apresenta novidades e opções de carreira na área de TI
 
Em Rondonópolis  
Fiemt discute comércio exterior e acesso ao crédito com industriais
 
Resultado  
Você tem o direito de errar
 
Primavera do Leste  
MPE notifica prefeito e vereadores para que não reduzam limite para aplicação de agrotóxicos
 
Semana Nacional  
Secretaria de Educação e Bibliotecas Comunitárias comemoram Folclore nas ruas de Cuiabá
 
Iprobidade  
MPE notifica Estado para que suspenda qualquer ato de gestão em nome do IPAS