topo.jpg
Terça-feira - 20 de Agosto de 2019
 
MEIO AMBIENTE - 02/08/2018 - 06:59
 
MPMT apura dano ambiental causado por madeireira após apreensão recorde no município
 
   
   
 

 

MPMT apura dano ambiental causado por madeireira após apreensão recorde no município



O Ministério Público do Estado de Mato Grosso instaurou inquérito civil para apurar o dano causado em razão da apreensão de cerca de 634 metros cúbicos de madeira ilegal em Itiquira, distante 390 Km de Cuiabá. A apreensão, equivalente a cerca de 21 caminhões carregados, ocorreu há cerca de um mês durante fiscalização realizada por órgãos ambientais em cumprimento a requisição do Ministério Público.


Os ilícitos decorrem do depósito, armazenamento, transporte ou venda de madeira e outros produtos de origem vegetal sem licença válida para armazenamento ou, ainda, ausência de licença de operação para estabelecimento potencialmente poluidor. Em um dos estabelecimentos, foram identificadas as essências florestais Bertholletia excelsa (castanheira) e Caryocar sp. (pequi), as quais possuem corte proibido por lei e não podem ser utilizadas na indústria madeireira.


De acordo com o promotor de Justiça que atua no município, Cláudio Angelo Correa Gonzaga, as diligências decorreram de manifestações anônimas dos próprios populares. Realizadas as apreensões, foi instaurado procedimento investigatório para quantificar o dano ambiental, bem como delimitar a responsabilidade dos envolvidos.


Na portaria de instauração do procedimento investigatório, o promotor de Justiça ressalta que o transporte ou armazenamento de madeira nativa serrada, sem a devida autorização do órgão ambiental competente, representa hipótese de dano ambiental em decorrência do prejuízo aos serviços ecossistêmicos em que se encontram inseridas as espécies florestais ilegalmente cortadas, tais como polinização, regulação do microclima, estoque de carbono, dentre outros. Acrescenta ainda a ocorrência de eventual poluição em razão do depósito irregular de resíduos sólidos usualmente relacionado à prática do transporte ou depósito irregular de madeira.


No mesmo procedimento, o MPMT procura quantificar o valor do dano ambiental em questão, atentando-se à orientação técnica para a Valoração de Danos Ambientais decorrentes do transporte, comercialização ou armazenamento de madeira nativa serrada no Estado de Mato Grosso, sem a devida autorização do órgão ambiental competente, elaborado pela Procuradoria de Justiça Especializada de Defesa do Meio Ambiente e da Ordem Urbanística.


"A fiscalização do efetivo cumprimento das normas ambientais é importante tanto para preservar o meio ambiente, bem comum de todos, como para garantir a igualdade dos empresários perante a lei. Caso contrário, uma madeireira que resolve funcionar sem licença teria sempre uma vantagem econômica e um incentivo para descumprir as normas ambientais, em relação ao empresário diligente que opta por cumprir a lei. Cada vez mais os cidadãos estão conscientes disso, o que os levam a formular denúncias no Ministério Público, porque sabem que as denúncias serão apuradas", acrescentou o promotor de Justiça.

 
________________________________________________
   
COMENTAR NOTÍCIA
VER COMENTÁRIOS
 
 
 
09/08/2019  - A escala para o bem como propósito individual e de marca
08/08/2019  - Associação de Rondonópolis solicita abrigo para vítimas de violência doméstica contra a mulher
06/08/2019  - A inveja mata até o invejoso
26/07/2019  - Procuradoria do Município e Judiciário alinham ações para Mutirão Fiscal 2019
25/07/2019  - Prorrogado prazo para inscrições do Prêmio Nacional CFO de Saúde Bucal
 
Untitled Document
 
DESTAQUES
Em Nota
20/08/2019
Defensor público-geral diz que nunca fez ataques aos advogados ou à advocacia
 
 
POLICIA
Em Sorriso
17/08/2019
Réu é condenado a 22 anos e seis meses de prisão por matar ex-mulher com 27 facadas
 
 
DESTAQUES
Abuso de Autoridade
16/08/2019
CNPG manifesta sua preocupação com o avanço do Projeto de Lei sobre o Abuso de Autoridade
 
 
EDUCAÇÃO
Cuiabá
16/08/2019
Prefeito visita EMEB Santa Cecília para acompanhar o Projeto Garatuja
 
 
MUNDO JURÍDICO
Baixaria na Corte
15/08/2019
OAB-MT diz não aceita que o defensor meça a advocacia com a régua da Defensoria
 
 
POLICIA
Alto Paraguai
14/08/2019
Sargento da PM é denunciado por deixar vítima cega de um olho
 
 
MUNDO JURÍDICO
Estruturação
14/08/2019
MPE cobra melhorias para Politec em Alta Floresta
 
 
CIDADES
Em Cuiabá
13/08/2019
Sine oferece 86 vagas para esta semana
 
 
ESPORTES
Série B 2019
10/08/2019
Cuiabá recebe o São Bento na Arena Panatanl neste sábado
 
 
POLICIA
Em Cuiabá
09/08/2019
Militares são denunciados por comercializar materiais de uso obrigatório para alunos em curso de for
 
 
DESTAQUES
Improbidade
08/08/2019
Justiça determina indisponibilidade de bens de prefeito de Comodoro, secretárias e empresários
 
 
ESPORTES
Copa Verde 2019
07/08/2019
Mato-grossenses estreiam nesta quarta-feira fora de casa na 1ª fase
 
rodape.jpg
Negócios  
A escala para o bem como propósito individual e de marca
 
Proteção  
Associação de Rondonópolis solicita abrigo para vítimas de violência doméstica contra a mulher
 
Cobiça  
A inveja mata até o invejoso
 
Cuiabá  
Procuradoria do Município e Judiciário alinham ações para Mutirão Fiscal 2019
 
Até 22 de Agosto  
Prorrogado prazo para inscrições do Prêmio Nacional CFO de Saúde Bucal
 
Falêcia  
Dos crimes falimentares
 
Já Tramita na Câmara Federal em Brasilia  
Projeto que exige intérprete de Libras em locais de grande fluxo de pessoas
 
Perdas na Produção  
Vermes de solo acende o sinal de alerta em MT
 
Porto Esperidião  
Promotoria de Justiça notifica concessionária de água
 
Vaga para PcD  
Conselho Regional de Psicologia é alvo de denúncia no MPF