topo.jpg
Domingo - 23 de Setembro de 2018
MEIO AMBIENTE - 18/06/2018 - 1256
 
MPF diz que proposta de "estadualização" do Parque Nacional Chapada dos Guimarães já nasce morta.
 
   
   
 

 

O Ministério Público Federal de Mato Grosso MPF-MT), se posicionou por meio de nota oficial, nesta segunda-feira, poucas horas antes da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, realizar audiência pública, para debater a possibilidade de o Parque Nacional de Chapada dos Guimarães ser estadualizado, uma vez que a lei federal ao qual esta amparada não esta em discussão;

Segundo o MPF disse que a proposta de "estadualização" do Parque Nacional Chapada dos Guimarães parece natimorta. É que o Parque Nacional Chapada dos Guimarães se constitui em unidade de conservação de proteção integral, de posse e domínio federal1. Por esse motivo, encontra-se fora da esfera de poder do estado de Mato Grosso a desapropriação do referido imóvel. Isso se dá por expressa vedação legal2, já devidamente reconhecida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

  • Natimorto no linguajar jurídico é O que ou aquele que nasce morto. Que está condenado ao insucesso desde seu aparecimento. Natimorta é o feminino de natimorto.Natimortos é o plural de natimorto.
  • A pedido do deputado Wilson Santos (PSDB) aL-MT realiza audiência pública para debater a "Estadualização do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães". O debate foi marcado para acontecer no auditório Milton Figueiredo nesta segunda feira 18, as 14h: 30 hs.

Leia a nota abaixo a nota:

MPF divulga posicionamento sobre estadualização do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães (MT)

To replace this placeholder, please upload the original image (C:\Users\naiara\AppData\Local\Temp\msohtmlclip1\01\clip_image001.png) on server and insert it in the document.

Audiência pública para discutir o assunto será realizada na tarde desta segunda-feira (18) na Assembleia Legislativa de Mato Grosso

To replace this placeholder, please upload the original image (C:\Users\naiara\AppData\Local\Temp\msohtmlclip1\01\clip_image003.jpg) on server and insert it in the document.

O Ministério Público Federal (MPF) em Mato Grosso, por meio do Ofício de Tutela do Meio Ambiente e do Patrimônio Cultural, se posicionou por meio de nota pública sobre a realização de audiência pública para debater a Estadualização do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, e sobre o mérito da proposta em si.

Confira a íntegra a Nota Pública, assinada pelo procurador da República, titular do Ofício do Meio Ambiente e Patrimônio Cultural, Pedro Melo Pouchain Ribeiro. Clique aqui para acessar a original.

NOTA PÚBLICA

Aportou a esta Procuradoria da República no estado de Mato Grosso o convite do Deputado Estadual, Wilson Santos, para participação em audiência pública a ser realizada neste dia 18 de junho de 2018, às 14:30, na sede da Assembleia Legislativa, para debater a "Estadualização do Parque Nacional Chapada dos Guimarães". Diante da mobilização da sociedade civil organizada quanto ao tema e com o intuito de contribuir na boa direção dos trabalhos, reputou-se oportuno a divulgação pela presente via do entendimento deste órgão ministerial.

Importa ressaltar que as audiências públicas são fóruns adequados para a qualificação e livre circulação de ideias. Nesse sentido, em alguma medida, este evento busca fomentar a participação popular na gestão ambiental do estado de Mato Grosso.

Quanto ao mérito da proposta, alerta-se que uma súbita proposta de "estadualização" do Parque Nacional Chapada dos Guimarães parece natimorta. É que o Parque Nacional Chapada dos Guimarães se constitui em unidade de conservação de proteção integral, de posse e domínio federal1. Por esse motivo, encontra-se fora da esfera de poder do estado de Mato Grosso a desapropriação do referido imóvel. Isso se dá por expressa vedação legal2, já devidamente reconhecida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

E, como se não bastasse, especificamente para hipótese de sobreposição de interesses federal e estadual na conservação ambiental de uma determinada área – sem nem mesmo aprofundar às consequências indesejadas de um potencial conflito federativo entre Mato Grosso e União Federal – a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal tem conferido preponderância ao interesse federal por seu caráter mais abrangente4.

Some-se a tudo isso ser notória a atual dificuldade orçamentária do estado de Mato Grosso; o que já lhe tem comprometido o bom cumprimento de suas mais básicas obrigações financeiras, pondo dúvida sobre sua real capacidade de gerir e aportar recursos em grau mais satisfatório em uma das mais importantes e sensíveis unidades de conservação do estado.

Por tudo isso, sugere-se que esta audiência pública, como típico fórum para o exercício da democracia deliberativa, possa ser melhor aproveitada para o debate e discussão da gestão ambiental estadual em suas próprias unidades de conservação, tanto em termos de fortalecimento de estrutura como, principalmente, na elaboração e implementação dos necessários planos de manejo.

Cuiabá, 18 de junho de 2018.

 

Pedro Melo Pouchain Ribeiro
Procurador da República 


1; Art. 11, §1º, da Lei nº 9.985/2000.

2. Art. 2º, §2º, do Decreto-Lei nº 3.365/1941

3; Conforme precedente no Recurso Extraordinário - RE nº 172.816, Relator: Min. Paulo Brossard, PLENO, julgado em 09/02/1994, DJ 13-05-1994, PP-11365 EMENT VOL-01744-07 PP-01374.

4Consoante julgamento proferido na AC 1255 MC-AgR, Relator (a): Min. Celso de Mello, Tribunal PLENO, julgado em 27/06/2007, DJe-213 DIVULG 29-10-2014 PUBLIC 30-10-2014 EMENT VOL-02754-01 PP-00110.

.

   
COMENTAR NOTÍCIA
VER COMENTÁRIOS
 
 
 
25/04/2018  - Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
19/04/2018  - STF torna Aécio Neves réu por corrupção
16/04/2018  - Fiemt discute comércio exterior e acesso ao crédito com industriais
16/04/2018  - Circuito de Tecnologia apresenta novidades e opções de carreira na área de TI
01/09/2017  - Você tem o direito de errar
 
Untitled Document
 
CIDADES
Caceres
21/09/2018
Audiência pública discutiu cobrança de honorários da Procuradoria Municipal.
 
 
DESTAQUES
Caso Cacoal
19/09/2018
Justiça Eleitoral recebe documentos que comprovam calote de Mauro Mendes
 
 
ECONOMIA
Nesta Quarta-Feira
19/09/2018
AMM realiza seminário sobre incremento de receitas próprias dos municípios
 
 
CULTURA
Achamos no Brasil
18/09/2018
Grupo Flor Ribeirinha grava para o Domingo Espetacular da rede Record
 
 
POLÍTICA
Eleições 2018
16/09/2018
Candidata a vice-presidente visita Cuiabá nesta segunda
 
 
DESTAQUES
Infartado
14/09/2018
Paciente espera transferência para UTI em Goiás, após intervenção da Defensoria Pública
 
 
MEIO AMBIENTE
Cuidados
13/09/2018
Confira algumas medidas preventivas que ajudam a enfrentar o clima seco
 
 
POLÍTICA
Feriado
07/09/2018
Agenda do candidato ao Governo de Mato Grosso
 
 
CIDADES
Integração e desenvolvimento:
06/09/2018
Debate sobre implantação de Ferrovia terá nova etapa
 
 
DESTAQUES
Nesta Quarta-Feira
04/09/2018
MPF em Mato Grosso inaugura oficialmente nova sede em Cáceres
 
 
POLÍTICA
Eleições 2018
01/09/2018
Justiça eleitoral defere registro de Ezequiel Fonseca
 
 
ESPORTES
Tenologia
30/08/2018
Clubes de Mato Grosso parabenizam acesso do Cuiabá nas Redes Sociais
 
rodape.jpg
A volta Por Cima do Limão Caipira  
Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
 
No Alvo  
STF torna Aécio Neves réu por corrupção
 
Mato Grosso  
Circuito de Tecnologia apresenta novidades e opções de carreira na área de TI
 
Em Rondonópolis  
Fiemt discute comércio exterior e acesso ao crédito com industriais
 
Resultado  
Você tem o direito de errar
 
Primavera do Leste  
MPE notifica prefeito e vereadores para que não reduzam limite para aplicação de agrotóxicos
 
Semana Nacional  
Secretaria de Educação e Bibliotecas Comunitárias comemoram Folclore nas ruas de Cuiabá
 
Iprobidade  
MPE notifica Estado para que suspenda qualquer ato de gestão em nome do IPAS
 
Cuiabá  
Niuan Ribeiro, homenageia maçons por contribuição social
 
Casa Própria  
Governo entrega casas a 100 famílias em Jangada