topo.jpg
Quinta-feira - 18 de Julho de 2019
 
DESTAQUES - 07/06/2018 - 08:44
 
Prefeitura alerta sobre o uso de churrasqueiras de Arado e álcool na presença de crianças
 
   
   
 

 

OZIANE RODRIGUES 

Em alusão ao Dia Nacional Contra Queimaduras, celebrado nesta quarta-feira (06), a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Pronto Socorro de Cuiabá (HPMC), alerta a população sobre os riscos do uso de churrasqueiras de Arado e álcool na presença de crianças.

De acordo com o Cirurgião Plástico do CTQ, Dr. Carlos Maranhão, a orientação a visa reduzir os riscos à saúde da criança, uma vez que a combinação de churrasqueira de Arado, álcool líquido e óleo são responsáveis por cerca de 85% dos casos de queimaduras graves infantis tratadas no Pronto Socorro de Cuiabá.
“A maioria dos casos pediátricos de queimaduras graves e de grande extensão tratados no Pronto Socorro foi ocasionada por acidentes domésticos envolvendo essa modalidade de churrasqueira, que usa o álcool como principal fonte de energia para aquecer a lâmina de metal. Com isso em vista, queremos conscientizar os pais para manter as crianças longe desse risco, pois esse tipo de calamidade sob o uso desses itens eleva a extensão das lesões em crianças e, consequentemente, os riscos de morte”, frisou.
De acordo com a diretora do Pronto Socorro, Zamara Brandão, para se ter ideia da gravidade, em abril de 2017, o uso dessa churrasqueira trouxe à tona um dos casos mais comoventes da literatura médica, ao vitimar um menino de oito anos de idade na cidade de Santa Rita do Araguaia (GO).  Em contato com o calor, o álcool da churrasqueira ocasionou uma explosão. Os produtos (álcool e óleo quente) caíram sobre o menor E.M.S.D e alastraram o fogo, ocasionando queimaduras de segundo e terceiro graus. Segundo a gestora, o menor é o primeiro paciente na literatura médica a ter 95% do corpo queimado e sobreviver.
“Após receber os primeiros atendimentos em Alto Araguaia e Rondonópolis, a criança foi transferida em estado grave para o CTQ do Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá, onde ficou internada por mais de 12 meses, recebendo alta hospitalar em abril deste ano. Foi um verdadeiro milagre”, explicou a diretora.
Durante o tratamento do menor, O CTQ recebeu outros três casos graves de queimaduras de grande extensão, ocasionados pela churrasqueira de Arado e Álcool. Tratam-se de uma menina de três anos, que reside em Cuiabá e teve mais de 70% do corpo queimado, além dos gêmeos de um ano, residentes de Juara (696 km da Capital). Um deles teve cerca de 90% do corpo queimado e a bisavó das crianças, ao tentar salvá-los, também teve 50% do corpo queimado.
Conforme Zamara, além da dedicação da equipe multidisciplinar do Pronto Socorro e dos profissionais do CTQ - formados por cirurgiões plásticos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, psicólogos, terapeutas, entre outros, a recuperação dessas crianças - bem como a diminuição dos impactos que elas levarão por toda a vida, só foram possíveis graças ao “Dermatomos Humeca” - modelo D42 e D80 e ao “Expansor Humeca de Enxerto de Pele”, equipamentos de última geração adquiridos pela gestão Emanuel Pinheiro para o CTQ.
“À época em que recebemos o nosso paciente de oito anos, levamos ao prefeito a necessidade de adquirir estes aparelhos para auxiliar no tratamento do menor. Poucos CTQs do Brasil possuem esta estrutura e eles foram fundamentais para reduzir os danos ocasionados pelos acidentes aos três pacientes. Este foi um verdadeiro gesto de humanização, que contribuiu para a recuperação e qualidade de vida dessas crianças, já que queimaduras representam a quarta maior causa de morte infantil no Brasil”, completou Zamara Brandão.

MÊS DE INCIDÊNCIA E MAIS ORIENTAÇÕES
O álcool também segue no ranking nacional dos causadores de queimaduras graves, vitimando cerca de um milhão de pessoas, apenas no Brasil. Deste total, 300 mil são crianças. De acordo com a enfermeira do CTQ, Sônia Borralho Dias Cames, a atenção dos pais com o produto deve ser redobrada, especialmente nos meses de junho e agosto, quando a incidência é elevada devido às férias e ao inverno.
“Férias escolares, festas juninas e inverno são os períodos do ano dos quais os pais precisam mais estar atentos, pois é uma estação em que as pessoas tendem a ficar mais aglomeradas em casa, principalmente nas famílias com poder aquisitivo menor. E com as crianças por um tempo maior dentro a residência - por contas das férias escolares, os riscos de acidentes aumentam. Além disso, a prática de soltar balões e as tradicionais fogueiras durante as festas juninas são outros motivos para os familiares ficarem atentos. Por isso, lembrem-se de manter produtos inflamáveis longe do alcance de crianças e nunca manuseie-os na presença delas. Esse é o melhor remédio para evitar acidentes”, afirmou Sônia.

O QUE FAZER EM CASO DE QUEIMADURAS?
A orientação do médico e secretário adjunto em Assistência em Saúde, Milton Corrêa da Costa Neto, em caso de queimaduras, é em hipótese alguma passar produtos como manteiga, pó de café e pasta de dente na região afetada. “Se houver queimaduras, o correto é enxaguar a área afetada com água corrente e buscar atendimento médico imediatamente. Afinal, apenas um médico poderá avaliar a gravidade da lesão e a extensão da mesma”, finalizou.

























































   
COMENTAR NOTÍCIA
VER COMENTÁRIOS
 
 
 
15/07/2019  - Vermes de solo acende o sinal de alerta em MT
11/07/2019  - Inteligência Artificial no mercado financeiro
11/07/2019  - Conselho Regional de Psicologia é alvo de denúncia no MPF
11/07/2019  - Promotoria de Justiça notifica concessionária de água
10/07/2019  - Obesidade é a nova vilã do combate ao câncer, alertam pesquisas
 
Untitled Document
 
POLICIA
Em Várzea Grande
18/07/2019
Homem vai registrar B.O por perca de documento e acaba preso
 
 
MEIO AMBIENTE
Nobres
16/07/2019
Judiciário determina interdição de indústria de calcário por danos ao meio ambiente a pedido do MPMT
 
 
MUNDO JURÍDICO
Propaganda Enganosa
16/07/2019
MPMT pede condenação de empresa ao pagamento de R$ 350 mil por dano moral coletivo em Sorriso
 
 
EDUCAÇÃO
Escolas em Contêineres
15/07/2019
Comissão de Educação da AL vistoria Escola Estadual Padre Firmo nesta terça
 
 
DESTAQUES
Mandado de Segurança
14/07/2019
TJ defere liminar e determina retomada de inquérito pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa
 
 
DESTAQUES
Improbidade
11/07/2019
Justiça decreta indisponibilidade de bens de prefeito de Comodoro
 
 
ECONOMIA
Benefícios Fiscais
10/07/2019
Setor do comércio vê avanços nas negociações com o governo estadual
 
 
DESTAQUES
Cuiabá
09/07/2019
Abertas as inscrições ao processo seletivo para escolha dos candidatos a conselheiros tutelares
 
 
DESTAQUES
Nesta Segunda-Feira
08/07/2019
Carretas batem e pegam fogo na Serra de São Vicente
 
 
DESTAQUES
Itiquira
08/07/2019
Servidores comissionados são exonerados após suspeita de nepotismo indireto
 
 
DESTAQUES
Injúria, Desacato e Ameaça
05/07/2019
Servidores do Detran-MT são agredidos por proprietário com veículo irregular
 
 
DESTAQUES
Mato-grossense – 2ª divisão
05/07/2019
Recheado de jogadores conhecidos dos torcedores, certame começa neste domingo
 
rodape.jpg
Perdas na Produção  
Vermes de solo acende o sinal de alerta em MT
 
Porto Esperidião  
Promotoria de Justiça notifica concessionária de água
 
Vaga para PcD  
Conselho Regional de Psicologia é alvo de denúncia no MPF
 
Hábitos de Consumo  
Inteligência Artificial no mercado financeiro
 
Benefícios Fiscais  
Setor do comércio vê avanços nas negociações com o governo estadual
 
Fator de Risco  
Obesidade é a nova vilã do combate ao câncer, alertam pesquisas
 
Regularização Fundiária  
Decreto regulamenta nova modalidade de concessão de títulos em MT
 
Meditando  
Tempos Modernos
 
Mercado Global  
Sistema que controla produção de madeira nativa de Mato Grosso terá padrões europeus
 
Perspectivas do Agronegócio  
“Não há precedente histórico no mundo para o caso da China e a peste suína africana”,