topo.jpg
Sábado - 20 de Outubro de 2018
MEIO AMBIENTE - 27/04/2018 - 05:32
 
Vereador pede fim de contrato da empresa que detém concessão por abandono do Parque Tia Nair
 
   
   
 

 

Vereador cobra respostas sobre abandono do Parque Tia Nair e pede fim de contrato da empresa que detém concessão

Marcrean afirma que os preços praticados no local são abusivos e por isso, a diversão não contempla a comunidade de baixa renda

 

Cumprindo o dever de fiscalizador dos serviços públicos da capital, o vereador por Cuiabá Marcrean Santos (PRTB) cobrou respostas ao poder público sobre o abandono do Parque Municipal Tia Nair e comunicou que encaminhará à Câmara Municipal dos Vereadores documentos solicitando à prefeitura de Cuiabá o fim da concessão à empresa ZF Comunicação. A empresa, detém o direito de explorar eventos dentro do espaço do parque municipal Tia Nair pelo período de 20 anos. 

Em vídeo, o parlamentar relata falta de respeito com a população devido às péssimas condições nos equipamentos de ginásticas, no parque infantil, pista de caminhadas e nas placas de sinalização. Segundo ele, em todos estes locais existem peças quebradas e ou extremamente danificadas.

"Recebemos diversas denúncias sobre a empresa que possui a concessão do Parque Tia Nair e chegando aqui constatamos o abandono total do local. Como fiscalizador e frequentador do espaço afirmo que o que encontramos aqui é um total desrespeito com a população. Muitos equipamentos de ginásticas quebrados, o parque das crianças todo danificado, pista sujas e com fezes de animais. Além disso, detectamos banheiros e bebedouros quebrados e a estrema sensação de falta de segurança, pois o local só possui um funcionário para cuidar de toda a área", frisou.

Marcrean afirma que os preços praticados no local tanto nos brinquedos quanto na alimentação são abusivos e por isso, explora ou exclui a população de baixa renda. "É um absurdo, os pedalinhos custam R$ 25 por 20 minutos, uma garrafa de água R$4, um cachorro quente pode chegar a R$ 20, a tirolesa R$50 isso é um abuso, uma exploração com a população de baixa renda que gostaria de frequentar esse parque natural lindo, mas tem que escolher entre trazer seus filhos e não comer e não brincar em nada, ou simplesmente não frequentar o local", completou.

Frente aos fatos, o parlamentar conclui dizendo que trabalhará na mobilização dos vereadores para solicitar o fim da concessão à empresa ZF Comunicação e devolver a administração do Tia Nair à prefeitura de Cuiabá. "Confio na sensibilidade do nosso prefeito Emanuel Pinheiro para reincidir o contrato com  empresa que hoje possui a concessão e devolvermos a administração do   Tia Nair à prefeitura  que tem administrado tão bem os demais parques da cidade. O Estopa tem sido exemplo, no cuidado com o Parque das Águas e de outros que além da segurança, vem proporcionando  verdadeiros espaços de lazer  para a população cuiabana. Peço apoio de todos os vereadores para darmos fim a essa concessão. Porque da forma que está o Tia Nair é uma afronta, uma verdadeira falta de humanização com as pessoas que frequentam o local e, enquanto legítimo fiscalizador de Cuiabá, não vou me calar frente à essa situação", concluiu Marcrean Santos.

Saiba mais sobre a concessão do Tia Nair

Entregue à população em dezembro de 2015, o parque Tia Nair localizado no bairro Jardim Itália, conta com 20 hectares de área aberta à população.  A Gestão Mauro Mendes concedeu à empresa ZF Comunicação o direito de explorar eventos dentro do espaço do parque municipal Tia Nair pelo período de 20 anos. O extrato do contrato de concessão foi publicado na edição do Diário Oficial de Contas no dia 20 de janeiro de 2016.

À época, tanto a empresa quanto a Prefeitura asseguram que a concorrência pública para a concessão atendeu ao processo legal e que ela não significava a "privatização" do parque municipal.

O direito de explorar a área atende ao modelo de concessão onerosa, segundo o qual a empresa terá de depositar o valor de R$ 2.400,00 mensalmente para a Prefeitura. Ou seja, conforme esta modalidade, a administração pública não efetua qualquer tipo de pagamento à empresa, restando a ela o dever de administrar o local e o direito de explorá-lo comercialmente (para serviço de entretenimento, merchandising e alimentação), mas sem interferir no direito da população de usufruir do espaço.

_________________________

Repórter - Júlia Oliveira

Foto – Fernando Viana

   
COMENTAR NOTÍCIA
VER COMENTÁRIOS
 
 
 
11/10/2018  - Deputados podem votar auxilio às santas casas na próxima terça
25/04/2018  - Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
19/04/2018  - STF torna Aécio Neves réu por corrupção
16/04/2018  - Fiemt discute comércio exterior e acesso ao crédito com industriais
16/04/2018  - Circuito de Tecnologia apresenta novidades e opções de carreira na área de TI
 
Untitled Document
 
DESTAQUES
Decisão Inédita no Mato Grosso
19/10/2018
Taxa de condomínio deve ser igual para morador de cobertura de prédio
 
 
AGRICULTURA
Proposta
19/10/2018
Presidente do Indea apresenta minuta do Fundeagro ao setor produtivo e representantes de classe
 
 
CIDADES
Cuiabá
18/10/2018
Prefeitura informa que não haverá mudança na tarifa do UBER com alteração tributária
 
 
CIDADES
Cuiabá
16/10/2018
Secretaria entrega uniformes a equipes inscritas no Bola Cheia; campeonato começa hoje
 
 
NACIONAL
Convite para os Ministérios
15/10/2018
Haddad confirma convite a Cortella e diálogo com Joaquim Barbosa
 
 
DESTAQUES
Projeto de Lei
14/10/2018
Remição de pena pela leitura deve ser normatizada em MT
 
 
DESTAQUES
Conflito por Terras
11/10/2018
MPF instaura procedimento para apurar suposto conflito envolvendo indígenas no norte de Mato Grosso
 
 
MUNDO JURÍDICO
Captação Indevida
11/10/2018
Cacic faz blitz em estabelecimentos e constata irregularidades em Rondonópolis
 
 
ECONOMIA
Fiscalização
11/10/2018
Procon Municipal visita lojas de brinquedos em ação para o Dia das Crianças
 
 
ECONOMIA
Pecuária
10/10/2018
Mato Grosso bate recorde na exportação de carne bovina
 
 
DESTAQUES
Eleição
09/10/2018
Lista de candidatos a ouvidor-geral da Defensoria Pública é publicada no Diário Oficial
 
 
CIDADES
Cuiabá
08/10/2018
Mutirão Fiscal fecha 1ª fase de atendimento com mais de 10 mil acordos
 
rodape.jpg
Congresso Nacional  
Deputados podem votar auxilio às santas casas na próxima terça
 
A volta Por Cima do Limão Caipira  
Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
 
No Alvo  
STF torna Aécio Neves réu por corrupção
 
Mato Grosso  
Circuito de Tecnologia apresenta novidades e opções de carreira na área de TI
 
Em Rondonópolis  
Fiemt discute comércio exterior e acesso ao crédito com industriais
 
Resultado  
Você tem o direito de errar
 
Primavera do Leste  
MPE notifica prefeito e vereadores para que não reduzam limite para aplicação de agrotóxicos
 
Semana Nacional  
Secretaria de Educação e Bibliotecas Comunitárias comemoram Folclore nas ruas de Cuiabá
 
Iprobidade  
MPE notifica Estado para que suspenda qualquer ato de gestão em nome do IPAS
 
Cuiabá  
Niuan Ribeiro, homenageia maçons por contribuição social