topo.jpg
Quarta-feira - 19 de Setembro de 2018
ARTIGO - 26/04/2018 - 09:59
 
Pessoas não deixam empresas, deixam gestores
 
   
   
 

 

Pessoas não deixam empresas, deixam gestores

*Lorena Lacerda

 

Várias pesquisas conduzidas por consultorias mundiais mostram que o título deste artigo é uma realidade no mundo dos negócios em pelo menos 85% dos casos e alertam para o grande impacto nos resultados causado por gestores despreparados para a liderança das equipes.

 

Uma das grandes preocupações das organizações está em atrair profissionais capacitados para montar uma equipe diversificada e competente, com colaboradores que pensam e atuam de forma complementar. Além desse desafio, as empresas também precisam lidar com a retenção dessas pessoas em seus negócios – já que, de forma geral, o tempo médio de permanência vem caindo de forma vertiginosa nos últimos anos, fruto, provavelmente, da sensação de insatisfação permanente e da busca por resultados imediatos que são característicos dos profissionais das gerações mais recentes.

 

Para lidar com esse cenário, nos desafios da atração e retenção de talentos, muitas iniciativas são lançadas e voltadas para melhores salários, bônus e benefícios ao colaborador. Porém, verificamos que ainda há um olhar pouco direcionado para a máxima do título desse artigo: os gestores. Estariam as empresas efetivamente trabalhando seus gestores para que a atração de talentos fosse maior?

 

Apesar de observarmos um crescimento dessa percepção e do investimento das empresas em desenvolver seus líderes, ainda há pouco sendo feito – ou, ainda pior, o que está sendo feito não é consistente o suficiente para garantir um modelo de atuação dos gestores que sustente os resultados e, ao mesmo tempo, engaje os talentos da empresa em torno de seu propósito, visão, missão e valores.

 

As empresas precisam, em minha visão, ir para o princípio de tudo e se fazerem uma pergunta com os ouvidos abertos para aquilo que pode ser doloroso: por que estamos perdendo nossos talentos? A partir daí, elas podem iniciar o desenho de soluções eficazes, pois estarão trabalhando nas causas da perda de talentos e não nos sintomas.

 

Muito provavelmente, ao se fazerem essa pergunta, as empresas descobrirão que, apesar do excelente pacote de remuneração e benefícios, das oportunidades de crescimento e aprendizado disponíveis, o impacto de uma liderança despreparada na motivação da equipe é devastador. 


Gestores agressivos, pouco confiáveis, que tratam a equipe de forma injusta, que não reconhecem as contribuições realizadas, que não dedicam tempo para ensinar e apenas apontam erros, que não delegam demonstrando não confiar, são exemplos de comportamentos que minam a satisfação da equipe e alimentam o desejo por algo melhor em outra empresa na eterna ilusão de que "a grama do vizinho é mais verde". Infelizmente, não haverá muita mudança com a troca de emprego, já que o cenário de liderança despreparada atinge a grande maioria das organizações. 

 

De acordo com o renomado estudo publicado pela Universidade do Estado da Flórida, o Leadership Quarterly, "39% dos trabalhadores disseram que o seu supervisor não consegue cumprir as promessas; 27% afirmaram que o seu supervisor fez comentários negativos sobre eles para os outros funcionários ou gerentes; 24% indicaram que o seu chefe invadiu sua privacidade; e 23% disseram que seu supervisor culpava os outros para encobrir erros pessoais ou minimizar a situação".

 

Diante desse cenário, vale destacar que uma gestão inteligente não exige apenas esforço e experiência, mas também demanda o desenvolvimento e o aperfeiçoamento de competências de liderança que irão contribuir para a retenção de talentos e evitar o "turnover" – a rotatividade. Aliás, o custo de um gestor despreparado é alto demais para se tolerar dentro de uma empresa, pois não só as pessoas irão desistir com muito mais frequência como também serão muito menos produtivas antes de o fazerem. A boa notícia, nisso tudo, é a que a liderança pode ser desenvolvida – aprendida. 

 

Em Mato Grosso, muitos profissionais já estão sendo desenvolvidos para alcançar a alta performance, seja com o investimento da empresa onde atuam ou do próprio bolso. As empresas estão investindo porque já perceberam que o desenvolvimento de seus líderes traz resultados consistentes a longo prazo, pois garante que exista um processo de gestão eficaz de pessoas e que estimula os colaboradores a darem o seu melhor no trabalho – engajando-os na busca pelos resultados almejados.


*Lorena Lacerda é Diretora Executiva do Grupo Valure, representante da Fundação Dom Cabral (FDC) em MT, Coach de Executivos e Times há mais de 17 anos, Mentora de Gestão e Treinadora de Líderes. 


   
COMENTAR NOTÍCIA
VER COMENTÁRIOS
 
 
 
25/04/2018  - Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
19/04/2018  - STF torna Aécio Neves réu por corrupção
16/04/2018  - Fiemt discute comércio exterior e acesso ao crédito com industriais
16/04/2018  - Circuito de Tecnologia apresenta novidades e opções de carreira na área de TI
01/09/2017  - Você tem o direito de errar
 
Untitled Document
 
CULTURA
Achamos no Brasil
18/09/2018
Grupo Flor Ribeirinha grava para o Domingo Espetacular da rede Record
 
 
POLÍTICA
Eleições 2018
16/09/2018
Candidata a vice-presidente visita Cuiabá nesta segunda
 
 
DESTAQUES
Infartado
14/09/2018
Paciente espera transferência para UTI em Goiás, após intervenção da Defensoria Pública
 
 
MEIO AMBIENTE
Cuidados
13/09/2018
Confira algumas medidas preventivas que ajudam a enfrentar o clima seco
 
 
POLÍTICA
Feriado
07/09/2018
Agenda do candidato ao Governo de Mato Grosso
 
 
CIDADES
Integração e desenvolvimento:
06/09/2018
Debate sobre implantação de Ferrovia terá nova etapa
 
 
DESTAQUES
Nesta Quarta-Feira
04/09/2018
MPF em Mato Grosso inaugura oficialmente nova sede em Cáceres
 
 
POLÍTICA
Eleições 2018
01/09/2018
Justiça eleitoral defere registro de Ezequiel Fonseca
 
 
ESPORTES
Tenologia
30/08/2018
Clubes de Mato Grosso parabenizam acesso do Cuiabá nas Redes Sociais
 
 
DESTAQUES
Pavimentação
24/08/2018
Projeto para asfaltar 118 km em Gaúcha do Norte é apresentado em audiência pública
 
 
ECONOMIA
Negócios Criativos
23/08/2018
consultorias do projeto Territórios Criativos estão com inscrições abertas
 
 
DESTAQUES
Cáceres
19/08/2018
MPF ingressa com Ação Civil Pública por desvio de função de servidores públicos municipais
 
rodape.jpg
A volta Por Cima do Limão Caipira  
Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
 
No Alvo  
STF torna Aécio Neves réu por corrupção
 
Mato Grosso  
Circuito de Tecnologia apresenta novidades e opções de carreira na área de TI
 
Em Rondonópolis  
Fiemt discute comércio exterior e acesso ao crédito com industriais
 
Resultado  
Você tem o direito de errar
 
Primavera do Leste  
MPE notifica prefeito e vereadores para que não reduzam limite para aplicação de agrotóxicos
 
Semana Nacional  
Secretaria de Educação e Bibliotecas Comunitárias comemoram Folclore nas ruas de Cuiabá
 
Iprobidade  
MPE notifica Estado para que suspenda qualquer ato de gestão em nome do IPAS
 
Cuiabá  
Niuan Ribeiro, homenageia maçons por contribuição social
 
Casa Própria  
Governo entrega casas a 100 famílias em Jangada