topo.jpg
Quarta-feira - 19 de Dezembro de 2018
DESTAQUES - 14/03/2018 - 06:09
 
Pesquisas apontam que as mulheres ainda ocupam poucos cargos de liderança no país
 
   
   
 

 

Elas não se acham super heroínas. Longe disso, reconhecem as dificuldades. Mas, acima de tudo, sentem-se confiantes de suas escolhas. São mulheres, mães, esposas, filhas e profissionais competentes – que ocupam cargos de diretoria ou gerência em grandes organizações ou são donas de seus próprios negócios. Driblaram diversas barreiras, mas ainda encaram diferenças perante o mercado de trabalho – inclusive, de gênero.

 

Tanto que, atualmente, pesquisas apontam que elas representam somente 37% dos cargos de direção e gerência no país. Enquanto que no topo [nos comitês executivos de grandes empresas] são apenas 10%.

 

Conforme explica a diretora executiva do Grupo Valure, a coach e mentora de gestão Lorena Lacerda, esse quadro não é diferente em Mato Grosso. No entanto, ela observa que as mulheres estão, cada vez mais, desejando investir em suas carreiras para se sentirem realizadas profissionalmente – o que, por sua vez, representa uma luta desafiadora.

 

“Se você olhar no topo das organizações, os números apontam que as mulheres estão lá. Mas, com certeza, elas chegaram ali com a habilidade de fazer escolhas, bem como de saber administrar e conduzir diversas demandas de forma inteligente. Há uma procura crescente por parte das mulheres em se desenvolverem e adquirirem mais conhecimento e experiência para que possam exercer seus diversos papéis – seja em âmbito profissional quanto pessoal”, ressalta.

 

DESIGUALDADE DE GÊNERO – Apesar das crescentes conquistas por espaço no mercado de trabalho, dados do Fórum Econômico Mundial apontam que o Brasil desceu para a 90ª posição no ranking do Índice Global de Desigualdade de Gênero 2017, que avalia a igualdade entre homens e mulheres em 144 países. Em 2016, o Brasil ficou no 79º lugar. Vale destacar que na primeira edição da pesquisa, realizada em 2006, o Brasil estava em 67º.   

 

Apesar do quadro, Lorena sinaliza que as mulheres estão traçando um caminho positivo em prol de romper estereótipos e preconceitos. Estão provando que é possível realizar suas metas profissionais, experimentar a alegria de fazer algo que amam, com qualidade e dedicação, bem como se sentindo completas como mulher. São gestoras competentes, assim como trabalhadoras motivadas e bastante conciliadoras, que harmonizam carreira e família.                   

 

“Elas continuam lutando por seu espaço. Apesar de enfrentarem desafios que envolvem desde conciliar a vida pessoal [em alguns casos, família e a realização de objetivos pessoais] até aqueles originados do próprio ambiente de trabalho – por vezes – masculino, elas têm lidado com isso com bastante tranquilidade. Mas, é um exercício que exige muito foco e habilidade em dizer ‘não’, bem como que requer planejamento para que se possa priorizar aquilo que é relevante”, explica.

 

Por outro lado, a coach e mentora de gestão complementa que as empresas que têm trazido as mulheres para operação em seus negócios retratam um ganho muito relevante com a diversidade. “Elas contribuem muito com sua sensibilidade para com o fator humano, criatividade, visão sistêmica e capacidade de realizar múltiplas tarefas. As empresas – seja em Mato Grosso ou pelo país – precisam evoluir para mais diversidade em suas operações”, aconselha.

 

   
COMENTAR NOTÍCIA
VER COMENTÁRIOS
 
 
 
03/11/2018  - Preservação de patrimônio histórico abre Seminário Olhares Sobre a Cidade
11/10/2018  - Deputados podem votar auxilio às santas casas na próxima terça
25/04/2018  - Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
19/04/2018  - STF torna Aécio Neves réu por corrupção
16/04/2018  - Fiemt discute comércio exterior e acesso ao crédito com industriais
 
Untitled Document
 
MUNDO JURÍDICO
Sob Nova Direção
18/12/2018
Toma posse diretoria da Caixa de Assistência dos Advogados para os próximos três anos
 
 
MEIO AMBIENTE
Em Itiquira
17/12/2018
MPMT pede suspenção de obra na planície pantaneira que beneficiava uma única empresa privada
 
 
DESTAQUES
Investigação
14/12/2018
OAB-MT quer explicações e acompanhará denúncia de extorsão contra Selma Arruda
 
 
SAÚDE
Estatísticas
13/12/2018
Prevenção à prematuridade deve ser priorizada no Brasil
 
 
POLÍTICA
Funcionários Fantasma
12/12/2018
decretado o bloqueio de bens do presidente da Câmara de Vereadores de Itiquira e outros 2 servidores
 
 
DESTAQUES
Governo 2019
11/12/2018
Mauro mantém mais 2 secretários de Taques;e maestro vai para Cultura
 
 
MUNDO JURÍDICO
Boa Noite Cinderela
10/12/2018
MP denuncia “Maníaco da Garrafada” por latrocínio, tentativa de latrocínio e roubo
 
 
DESTAQUES
Alto Garças.
09/12/2018
MPMT e Poder Judiciário iniciam projeto de Mediação Escolar
 
 
CIDADES
Neste Sábado.
07/12/2018
Veja o que irá funcionar no feriado municipal de Nossa Senhora da Conceição em Cuiabá
 
 
DESTAQUES
Decisão
07/12/2018
Desembargadora nega liminar para suspender eleição de corregedor-geral da Defensoria Pública
 
 
CULTURA
Inscrições
06/12/2018
MT Escola de Teatro publica edital para cursos de tecnologia em teatro
 
 
DESTAQUES
Nesta Sexta-Feira
04/12/2018
Estado inaugura novo prédio e auditório da CGE em alusão ao Dia de Combate à Corrupção
 
rodape.jpg
Arquitetura  
Preservação de patrimônio histórico abre Seminário Olhares Sobre a Cidade
 
Congresso Nacional  
Deputados podem votar auxilio às santas casas na próxima terça
 
A volta Por Cima do Limão Caipira  
Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
 
No Alvo  
STF torna Aécio Neves réu por corrupção
 
Mato Grosso  
Circuito de Tecnologia apresenta novidades e opções de carreira na área de TI
 
Em Rondonópolis  
Fiemt discute comércio exterior e acesso ao crédito com industriais
 
Resultado  
Você tem o direito de errar
 
Primavera do Leste  
MPE notifica prefeito e vereadores para que não reduzam limite para aplicação de agrotóxicos
 
Semana Nacional  
Secretaria de Educação e Bibliotecas Comunitárias comemoram Folclore nas ruas de Cuiabá
 
Iprobidade  
MPE notifica Estado para que suspenda qualquer ato de gestão em nome do IPAS