topo.jpg
Quinta-feira - 24 de Maio de 2018
OPINIAO - 30/01/2018 - 10:29
 
A eficiência da Arbitragem
 
   
   
 

 

A eficiência da Arbitragem

Nalian Cintra*

A arbitragem é um procedimento para resolução de conflitos de natureza patrimonial disponível conforme está previsto na Lei nº 9.307/96, e que contém como principais características, conforme ensina Asdrubal Júnior, simplicidade, confidencialidade, especialidade, agilidade, flexibilidade, economia e segurança.

A arbitragem foi criada para atender de forma mais específica às relações jurídicas firmadas no mundo empresarial. Mas também pode ser realizada pela administração pública direta e indireta para dirimir conflitos também relativos a direitos patrimoniais disponíveis.

Os direitos disponíveis possíveis de serem tratados pela arbitragem são aqueles que as partes podem dispor, o que implica em negociar ou renunciar a esses direitos. Com isso, não é possível por exemplo, tratar em arbitragem direitos que envolvem o interesse público, ou cuja prerrogativa de tutela é assumida pelo Estado, como é o caso do Direito Penal e do direito envolvendo crianças.

Sendo assim, é plenamente possível e recomendável que os assuntos celebrados em contratos prevejam a arbitragem como forma de solução do conflito, tendo em vista que este procedimento é mais célere e econômico que o procedimento judicial.

A arbitragem não segue o mesmo rito do processo judicial, o que garante sua simplicidade. Também diferente do processo em juízo, que em regra é público, a arbitragem é confidencial, ficando os temas tratados durante o procedimento restritos apenas aos participantes e partes interessadas.

Por possuir menor rigor da forma como é executado, o procedimento de arbitragem acaba se tornando mais ágil e flexível, gerando economia e segurança as partes envolvidas, e permitindo maior interação do que acontece em um processo judicial.

O árbitro que dirimirá sobre a discussão que será tratada o assunto a ser solucionado será escolhido pelas partes envolvidas no conflito, podendo ser apenas um profissional ou três, de modo a garantir equanimidade na decisão, que passa a ser um título extrajudicial executivo.

Diferente do que acontece na mediação, quando o mediador faz apenas a ponte, de forma imparcial, entre as partes interessadas na resolução dos conflitos, na arbitragem, o árbitro toma uma decisão para resolver o problema. A decisão dirimida precisa ser homologada em juízo e passa a ter força de sentença judicial.

Quando se fala em arbitragem é indispensável destacar a convenção de arbitragem e seus efeitos na esfera processual civil. A convenção acontece quando ao assinar um contrato de natureza patrimonial, as partes podem eleger a arbitragem como forma de dirimir sobre eventuais conflitos que possam vir a ocorrer. Isso significa que caso isso aconteça, antes de levar o processo ao Poder Judiciário, é necessário que se tenha a necessidade de realizar o juízo arbitral.

No caso de convenção de arbitragem, se diante de uma celeuma não houver o juízo arbitral, e as partes levarem o conflito diretamente ao Poder Judiciário, poderão ter uma sentença sem resolução de mérito por parte do juiz, já que o artigo 485, inciso VII, do Novo Código de Processo Civil dispõe que o juiz não resolverá o mérito quando acolher a alegação de existência de convenção de arbitragem ou quando o juízo arbitral reconhecer sua competência. 

A arbitragem é, portanto, uma forma eficiente, célere e mais econômica de dar soluções aos conflitos. Já que a esfera judicial nem sempre é capaz de dar uma resposta imediata aos problemas que envolvam o mundo empresarial.

Nalian Cintra é presidente da Comissão Especial de Arbitragem, Conciliação e Mediação da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT). 


--

Att,
   
COMENTAR NOTÍCIA
VER COMENTÁRIOS
 
 
 
25/04/2018  - Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
19/04/2018  - STF torna Aécio Neves réu por corrupção
16/04/2018  - Fiemt discute comércio exterior e acesso ao crédito com industriais
16/04/2018  - Circuito de Tecnologia apresenta novidades e opções de carreira na área de TI
01/09/2017  - Você tem o direito de errar
 
Untitled Document
 
DESTAQUES
Cohab Velha
23/05/2018
13 indivíduos são presos por furtar residência em Cáceres
 
 
POLICIA
Números do Crime
22/05/2018
Governo diz que dados apontam redução de roubos e furtos em Mato Grosso
 
 
MUNDO JURÍDICO
Por fuga de um Preso em Poxoréo-MT
22/05/2018
Delegado investigado em procedimento reverte medidas cautelares no Tribunal de Justiça
 
 
DESTAQUES
Audiência Pública
21/05/2018
Segurança Pública é debatida na AL-MT nesta Segunda-Feira
 
 
DESTAQUES
Primavera do Leste
20/05/2018
Polícia Civil faz mobilização contra a violência sexual infantojuvenil
 
 
MUNDO JURÍDICO
Revogação de Prisão
19/05/2018
Ex-procurador-geral Rodrigo Janot é contra intervenção de casas legislativas
 
 
MEIO AMBIENTE
Crime
18/05/2018
Sema apreende 32 quilos de pescado
 
 
CIDADES
14ª Edição
17/05/2018
Sinop começa a receber estrutura da Caravana da Transformação
 
 
DESTAQUES
Sinop
16/05/2018
Formação de voluntários para Caravana entra na reta final
 
 
DESTAQUES
Delação de Silval
14/05/2018
Justiça bloqueia R$ 6 mi de prefeito, ex-governador e 4 ex-secretários de MT
 
 
CIDADES
Cuiabá
13/05/2018
Prefeitura inicia construção do relógio dos 300 anos e revitalização da Av. Mato Grosso
 
 
DESTAQUES
Grampos Telefônicos
10/05/2018
OAB-MT reitera pedido de celeridade e cobra respostas à sociedade
 
rodape.jpg
A volta Por Cima do Limão Caipira  
Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
 
No Alvo  
STF torna Aécio Neves réu por corrupção
 
Mato Grosso  
Circuito de Tecnologia apresenta novidades e opções de carreira na área de TI
 
Em Rondonópolis  
Fiemt discute comércio exterior e acesso ao crédito com industriais
 
Resultado  
Você tem o direito de errar
 
Primavera do Leste  
MPE notifica prefeito e vereadores para que não reduzam limite para aplicação de agrotóxicos
 
Semana Nacional  
Secretaria de Educação e Bibliotecas Comunitárias comemoram Folclore nas ruas de Cuiabá
 
Iprobidade  
MPE notifica Estado para que suspenda qualquer ato de gestão em nome do IPAS
 
Cuiabá  
Niuan Ribeiro, homenageia maçons por contribuição social
 
Casa Própria  
Governo entrega casas a 100 famílias em Jangada