topo.jpg
Quarta-feira - 21 de Fevereiro de 2018
POLÍTICA - 17/01/2018 - 12:48
 
Estado investiga conduta de mais de 800 servidores, que podem ser até demitidos
 
   
   
 

 

O Governo de Mato Grosso tem 887 procedimentos administrativos disciplinares em andamento para apurar supostas infrações funcionais de servidores públicos estaduais. Os dados são da Controladoria Geral do Estado (CGE-MT), órgão central da área de Corregedoria no Poder Executivo Estadual.

Dos 887 procedimentos, 76% têm como envolvidos servidores de três secretarias: Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Educação (Seduc) e Saúde (SES), respectivamente com 39%, 26% e 11% dos processos. Mais de 80% dos 887 processos são relativos a infrações ligadas às áreas finalística, de gestão de pessoas e de gestão financeira.

Das violações funcionais na área finalística, 82% dos processos estão alocados na Sejudh, na Seduc e no Departamento Estadual de Trânsito (Detran). A maioria dos processos é em razão de: agressão a reeducando, fuga de reeducando, soltura de preso, gestão escolar, agressão a aluno, emissão de documento escolar falso, procedimento irregular relativo a serviços do Detran e transferência de veículos.

Das violações funcionais na área de gestão de pessoas, 77% dos processos estão concentrados na Seduc, Sejudh e SES. Os principais assuntos são: abandono de cargo, acúmulo ilegal de cargos públicos, apresentação de documento escolar falso, descumprimento de jornada de trabalho, recusa em exercer atribuições, ausência frequente ao serviço e assédio.

Já das violações funcionais na área de gestão financeira, 93% dos processos estão alocados na SES, Seduc e Sejudh. Os principais assuntos são: indenização de pagamento, pagamento indevido, adiantamento e morosidade no pagamento e na prestação de contas.

Balanço de 2017

Em 2017, a CGE e as Unidades Setoriais de Correição dos órgãos finalizaram 55 procedimentos administrativos disciplinares, os quais resultaram em: 15 anulações, 12 demissões, 12 arquivamentos, cinco absolvições, três suspensões, três pareceres de legalidade, duas repreensões, duas destituições de cargo em comissão e uma exoneração de ofício.

Como órgão central da área de Corregedoria no Poder Executivo Estadual, a CGE-MT é responsável por efetuar a admissibilidade dos processos, definir as diretrizes e os fluxos na condução dos procedimentos administrativos, supervisionar os prazos, bem como orientar e capacitar os servidores atuantes na atividade de correição em todas as secretarias.

Em relação aos treinamentos, destaque, em 2017, para a realização de capacitação sobre teoria e prática em processos administrativos, para 146 servidores de 26 órgãos estaduais.

Também foi realizada a Conferência de Controle Disciplinar: por um Estado Íntegro e Eficiente, com a participação de quase 300 pessoas, entre servidores públicos, estudantes universitários, profissionais de comunicação e sociedade em geral para debater temas ligados à conduta, controle disciplinar e eficiência de agentes públicos e de empresas que negociam com o setor público.

A atuação da CGE na área de Corregedoria somente não alcança procedimentos administrativos disciplinares relativos à Procuradoria Geral do Estado (PGE), à Polícia Judiciária Civil (PJC), à Polícia Militar (PM-MT) e ao Corpo de Bombeiros Militar (CBMMT), já que essas instituições têm ordenamentos disciplinares próprios para os servidores. Ou seja, não são regidas pelo Estatuto do Servidor Público Estadual – Lei Complementar 04/1990.

   
COMENTAR NOTÍCIA
VER COMENTÁRIOS
 
 
 
01/09/2017  - Você tem o direito de errar
28/08/2017  - MPE notifica prefeito e vereadores para que não reduzam limite para aplicação de agrotóxicos
23/08/2017  - Niuan Ribeiro, homenageia maçons por contribuição social
23/08/2017  - MPE notifica Estado para que suspenda qualquer ato de gestão em nome do IPAS
23/08/2017  - Secretaria de Educação e Bibliotecas Comunitárias comemoram Folclore nas ruas de Cuiabá
 
Untitled Document
 
ECONOMIA
Resolvido
20/02/2018
Justiça atende pedido da AMM e determina exclusão de municípios da inadimplência
 
 
NACIONAL
Na Madrugada Desta Terça-Feira
20/02/2018
Câmara autoriza intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro
 
 
ESPORTES
Relatórios Técnicos
19/02/2018
Empreiteira recebe R$ 13 milhões por "asfalto fantasma" em MT
 
 
AGRICULTURA
Agricultura Familiar
17/02/2018
Presidente Botelho destaca incentivos a pequenos produtores de MT
 
 
ECONOMIA
Mercado
14/02/2018
Quinta edição da Femoda movimenta R$ 22 milhões
 
 
ARTIGO
Iniciativa
14/02/2018
Integridade empresarial: uma nova realidade
 
 
EDUCAÇÃO
Cuiabá
14/02/2018
Emanuel Pinheiro abre nesta quinta-feira o ano letivo de 2018
 
 
ARTIGO
Conflitos Pessoais
13/02/2018
Trans em lados opostos?
 
 
ESPORTES
Torcida
13/02/2018
FMF consegue aumentar número de ônibus em dia de jogos
 
 
DESTAQUES
Indicios
09/02/2018
Auditoria do TCE encontra 17 irregularidades na folha de pagamentos de Aripuanã
 
 
DESTAQUES
Nova Bandeirantes- MT
08/02/2018
População cobra resultado de investigação sobre o incêndio da prefeitura
 
 
DESTAQUES
Na BR-163
08/02/2018
Fluxo de veículos leves deve ter alta de 16% durante o carnaval
 
rodape.jpg
Resultado  
Você tem o direito de errar
 
Primavera do Leste  
MPE notifica prefeito e vereadores para que não reduzam limite para aplicação de agrotóxicos
 
Semana Nacional  
Secretaria de Educação e Bibliotecas Comunitárias comemoram Folclore nas ruas de Cuiabá
 
Iprobidade  
MPE notifica Estado para que suspenda qualquer ato de gestão em nome do IPAS
 
Cuiabá  
Niuan Ribeiro, homenageia maçons por contribuição social
 
Casa Própria  
Governo entrega casas a 100 famílias em Jangada
 
Artigo  
Modelo Ideal?*
 
Legalize Já!  
Ministro do STF diz que Brasil deve 'legalizar a maconha e ver como isso funciona na vida real'
 
Cultivo Protegido  
Futuros Produtores visitam em Campinas a Divisão de Hortaliças da Monsanto
 
Anvisa Avisa  
Droga da USP não tem ação comprovada contra câncer