topo.jpg
Quarta-feira - 21 de Fevereiro de 2018
TECNOLOGIA - 05/12/2017 - 14:39
 
Empresários de MT reivindicam isonomia nos preços de provedores de Internet
 
   
   
 

 

Empresários reivindicam isonomia nos preços de provedores de Internet

Empresários das telecomunicações de Mato Grosso se reuniram com representantes da Energisa para reivindicar isonomia no tratamento dos contratos de compartilhamento de infraestrutura, tendo como base a resolução conjunta Aneel/Anatel nº 4, de 16.12.2014. A reunião aconteceu na última sexta-feira (01.12), na sede da empresa, em Cuiabá, e foi intermediada pela Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Mato Grosso (Facmat). Uma próxima reunião vai acontecer em janeiro de 2018, com data a ser marcada. 

Na oportunidade, a Energisa divulgou a tabela de preços praticada e foi identificada uma grande diferença nos preços atualmente pagos pelas empresas presentes na reunião. Ficou acordado que, desde que não haja redução no faturamento atual da Energisa, a tabela será aplicada ajustando a quantidade atual de postes para uma nova quantidade equivalente à fatura paga pelo provedor de serviços de Internet (ISP).

Segundo o presidente da Facmat, Jonas Alves, também ficou definido que a Energisa fará um estudo nos contratos vigentes em Mato Grosso e construirá, em parceria com a Federação, uma nova tabela de preços para apresentação na reunião de janeiro. “É importante que a  Energisa equacione esses valores e traga isonomia para os provedores do estado. A conectividade é fundamental para o crescimento de Mato Grosso, ou seja, quanto mais acesso à internet, maior também a possibilidade de crescimento da economia”, destacou. 

Nesse sentido, completou o presidente, para que a Internet seja disseminada a mais pessoas, a atuação dos ISPs é de extrema importância, “principalmente porque promove o desenvolvimento econômico de regiões distantes dos grandes centros ao levar conexão de qualidade, muitas vezes, por fibra óptica”, completou o presidente da Facmat. 

Para o empresário Jorge Luiz Roscete, de Rondonópolis, a isonomia nos contratos permite novos investimentos das empresas de telecomunicações e a melhoria dos serviços em todo o estado. Já Sidiney Gonçalves Neto, de Sinop, diz que o importante é a globalização da informação, que está estagnada por falta de investimentos de grandes operadoras, “considerando que a Internet se tornou essencial na vida das pessoas”, frisou. 

Conforme o empresário Leandro Kessler, de Colíder, o setor quer beneficiar todas as empresas, por isso a importância da intermediação da Facmat. “O custo do poste para a ampliação das redes de atendimento aos usuários dificulta a melhoria dos serviços prestados. Com a revisão dos valores todas as empresas serão atendidas, e não apenas uma ou outra”, explica. 

Para Josivaldo Guedes Carrara, empresário de Nova Santa Helena, a isonomia nos contratos beneficia pequenos provedores e prestadores de serviços que têm vontade de investir em infraestrutura de fibra ótica, mas se depara com o alto custo dos alugueis dos postes. “O empresário acaba recuando com os investimentos e benfeitorias”, conclui. 

Os empresários foram atendidos na Energisa pelo gerente Corporativo Financeiro e Administrativo de Contratos, Ronne Peterson Amaral, além de Bruno Mendonça Ribeiro, responsável pelos contratos, e Cindy Gomes, da área de relacionamento da empresa. 

Redação: Luciane Mildenberger 

   
COMENTAR NOTÍCIA
VER COMENTÁRIOS
 
 
 
01/09/2017  - Você tem o direito de errar
28/08/2017  - MPE notifica prefeito e vereadores para que não reduzam limite para aplicação de agrotóxicos
23/08/2017  - Niuan Ribeiro, homenageia maçons por contribuição social
23/08/2017  - MPE notifica Estado para que suspenda qualquer ato de gestão em nome do IPAS
23/08/2017  - Secretaria de Educação e Bibliotecas Comunitárias comemoram Folclore nas ruas de Cuiabá
 
Untitled Document
 
ECONOMIA
Resolvido
20/02/2018
Justiça atende pedido da AMM e determina exclusão de municípios da inadimplência
 
 
NACIONAL
Na Madrugada Desta Terça-Feira
20/02/2018
Câmara autoriza intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro
 
 
ESPORTES
Relatórios Técnicos
19/02/2018
Empreiteira recebe R$ 13 milhões por "asfalto fantasma" em MT
 
 
AGRICULTURA
Agricultura Familiar
17/02/2018
Presidente Botelho destaca incentivos a pequenos produtores de MT
 
 
ECONOMIA
Mercado
14/02/2018
Quinta edição da Femoda movimenta R$ 22 milhões
 
 
ARTIGO
Iniciativa
14/02/2018
Integridade empresarial: uma nova realidade
 
 
EDUCAÇÃO
Cuiabá
14/02/2018
Emanuel Pinheiro abre nesta quinta-feira o ano letivo de 2018
 
 
ARTIGO
Conflitos Pessoais
13/02/2018
Trans em lados opostos?
 
 
ESPORTES
Torcida
13/02/2018
FMF consegue aumentar número de ônibus em dia de jogos
 
 
DESTAQUES
Indicios
09/02/2018
Auditoria do TCE encontra 17 irregularidades na folha de pagamentos de Aripuanã
 
 
DESTAQUES
Nova Bandeirantes- MT
08/02/2018
População cobra resultado de investigação sobre o incêndio da prefeitura
 
 
DESTAQUES
Na BR-163
08/02/2018
Fluxo de veículos leves deve ter alta de 16% durante o carnaval
 
rodape.jpg
Resultado  
Você tem o direito de errar
 
Primavera do Leste  
MPE notifica prefeito e vereadores para que não reduzam limite para aplicação de agrotóxicos
 
Semana Nacional  
Secretaria de Educação e Bibliotecas Comunitárias comemoram Folclore nas ruas de Cuiabá
 
Iprobidade  
MPE notifica Estado para que suspenda qualquer ato de gestão em nome do IPAS
 
Cuiabá  
Niuan Ribeiro, homenageia maçons por contribuição social
 
Casa Própria  
Governo entrega casas a 100 famílias em Jangada
 
Artigo  
Modelo Ideal?*
 
Legalize Já!  
Ministro do STF diz que Brasil deve 'legalizar a maconha e ver como isso funciona na vida real'
 
Cultivo Protegido  
Futuros Produtores visitam em Campinas a Divisão de Hortaliças da Monsanto
 
Anvisa Avisa  
Droga da USP não tem ação comprovada contra câncer