topo.jpg
Domingo - 18 de Novembro de 2018
DESTAQUES - 01/12/2017 - 07:30
 
TJ acolhe agravo do MPE e suspende licitação de R$ 6 milhões em publicidade
 
   
   
 

 

A Primeira Câmara de Direito Público e Coletivo do Tribunal de Justiça de Mato Grosso concedeu liminar no Agravo de Instrumento, interposto pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso, e determinou a imediata suspensão do processo licitatório (Concorrência Pública nº 003/2017) que visa a contratação de agência de publicidade no município de Várzea Grande, orçado em R$ 6 milhões.


No recurso, o promotor de Justiça Deosdete Cruz Junior ressalta que o contrato referente a publicidade da Prefeitura de Várzea Grande afronta os princípios da razoabilidade e proporcionalidade, e por isso acarretam dano ao patrimônio público.


Conforme os autos, o quadro de gasto estimado com publicidade, em 2016, alcança aproximadamente R$ 2,5 milhões/ano. Esse valor é aproximadamente o triplo do gasto do ano de 2015 e vinte vezes maior do que o gasto do ano de 2014.


Ele cita, ainda, que no dia 19 de junho (2017), o juiz eleitoral, da 20ª Zona Eleitoral, Carlos José Rondon Luz, seguindo parecer do promotor eleitoral Luciano Freiria de Oliveira, julgou procedentes os pedidos formulados em sede de representação eleitoral e cassou os diplomas e mandatos eleitorais de Lucimar Sacre de Campos e José Hazama, respectivamente prefeita e vice-prefeito de Várzea Grande, sob o argumento de abuso por violação à vedação do artigo 73, VII, da Lei de Eleições.


Na decisão liminar o desembargador Márcio Vidal, relator do processo, destaca que a suspensão na execução da concorrência pública é medida processual necessária, “decorrente da cassação do mandato eletivo dos gestores públicos, uma vez que a Justiça reconheceu a violação de normas eleitorais em razão de gastos ilegais com publicidade institucional”.


O relator acrescenta, ainda, que o Contrato nº 58/2014, de igual objeto da Concorrência Pública nº 003/2017, no decorrer de três anos teve gastos inferiores ao total do proporcionado pelo novo contrato, de acordo com informações da Procuradoria do Município.


Desse modo, entendo que assiste razão o Ministério Público quando afirma que a majoração dos gastos com a publicidade na Concorrência Pública nº 003/2017 é desproporcional, o que resulta na violação aos princípios da razoabilidade e a proporcionalidade, e via de consequência, fere o patrimônio público, fonte donde será retirada a verba ao pagamento das empresas que saírem vitoriosas da concorrência”.


O prazo de vigência do contrato, que está sendo questionado pelo MPE, é de 12 meses, podendo ser prorrogado por iguais e sucessivos períodos, limitados a 60 meses. “Acrescenta-se a isso, noticiado aditivo de R$ 2,3 milhões ao contrato 058/2014, firmado em 2014 com a empresa Company Comunicação, reveladores do incremento expressivo de gastos em publicidade, quando considerados os anos anteriores”, esclareceu.


O promotor de Justiça destaca que a indicação de elevação dos gastos com publicidade em patamares exorbitantes, revela afronta e violação ao patrimônio público, por desperdício de recursos públicos em finalidades não prioritárias, em prejuízo a execução e melhoria de políticas públicas com expressão social, demandando a atuação enérgica do Ministério Público perante o Poder Judiciário, diante da cristalizada ofensa aos princípios da eficiência, moralidade e razoabilidade.


A prática questionada, importa e um só tempo na ilegalidade/ilegitimidade do ato (elevação de despesas públicas de modo desarrazoado e desproporcional se considerados os gastos dos anos anteriores), bem como na frustração da efetividade esperada sobre direitos sociais”.


Diante do exposto, havendo preenchimento dos requisitos ao deferimento do pedido liminar, mormente o da relevância jurídica dos fatos e fundamentos colacionados, concedo a antecipação de tutela recursal para determinar a suspensão do processo licitatório, até o julgamento final deste recurso”, declarou o relator.


   
COMENTAR NOTÍCIA
VER COMENTÁRIOS
 
 
 
03/11/2018  - Preservação de patrimônio histórico abre Seminário Olhares Sobre a Cidade
11/10/2018  - Deputados podem votar auxilio às santas casas na próxima terça
25/04/2018  - Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
19/04/2018  - STF torna Aécio Neves réu por corrupção
16/04/2018  - Fiemt discute comércio exterior e acesso ao crédito com industriais
 
Untitled Document
 
DESTAQUES
Eleição da OAB
16/11/2018
Em Cáceres, Leonardo fecha agenda de viagens ao interior de MT
 
 
DESTAQUES
Poconé
15/11/2018
Município e prefeito são acionados por descumprirem leis de Acesso à Informação e da Transparência
 
 
DESTAQUES
Promovida pelo MPMT
14/11/2018
Lideranças cobram efetivação de políticas públicas étnico-raciais em audiência pública
 
 
POLÍTICA
Biênio 2019/2020.
13/11/2018
Botelho mais preparado e articulado pra ocupar cadeira de presidente de AL
 
 
DESTAQUES
Cuiabá
13/11/2018
Emanuel Pinheiro avalia positivamente andamento das obras e do processo de abertura do novo PS
 
 
DESTAQUES
São Paulo
12/11/2018
Iniciativa desenvolvida pelo MPMT é apresentada no “Acelera Startups”
 
 
DESTAQUES
Sistema de Esgotamento Sanitário
10/11/2018
MPF garante na justiça suspensão de contrato entre o Município de Jaciara/MT e empresa de engenharia
 
 
DESTAQUES
Cobrando Providência
09/11/2018
OAB Peixoto de Azevedo constata abandono em Lar dos Idosos
 
 
CIDADES
Arrecadação de Alimentos
09/11/2018
1ª dama de Cuiabá abre doações da 2ª edição do Natal Sem Fome
 
 
MEIO AMBIENTE
Debate
08/11/2018
Urbanismo e adoção integram pauta de encontro temático promovido pelo MPMT nesta quinta e sexta
 
 
DESTAQUES
Práticas Instrutórias
08/11/2018
MPF realiza cartório itinerante no Vale do Araguaia e percorre 1600 quilômetros em três dias
 
 
EDUCAÇÃO
Itiquira
07/11/2018
MPMT estabelece prazo de 60 dias para Estado reformar escola
 
rodape.jpg
Arquitetura  
Preservação de patrimônio histórico abre Seminário Olhares Sobre a Cidade
 
Congresso Nacional  
Deputados podem votar auxilio às santas casas na próxima terça
 
A volta Por Cima do Limão Caipira  
Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
 
No Alvo  
STF torna Aécio Neves réu por corrupção
 
Mato Grosso  
Circuito de Tecnologia apresenta novidades e opções de carreira na área de TI
 
Em Rondonópolis  
Fiemt discute comércio exterior e acesso ao crédito com industriais
 
Resultado  
Você tem o direito de errar
 
Primavera do Leste  
MPE notifica prefeito e vereadores para que não reduzam limite para aplicação de agrotóxicos
 
Semana Nacional  
Secretaria de Educação e Bibliotecas Comunitárias comemoram Folclore nas ruas de Cuiabá
 
Iprobidade  
MPE notifica Estado para que suspenda qualquer ato de gestão em nome do IPAS