topo.jpg
Segunda-feira - 21 de Janeiro de 2019
AGRONEGÓCIO - 17/11/2017 - 05:00
 
Imea divulga primeira estimativa das produções de milho e algodão e atualiza safra de soja
 
   
   
 

 

Imea divulga primeira estimativa das produções de milho e algodão e atualiza safra de soja

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) divulgou este mês a primeira estimativa para Mato Grosso da safra 2017/2018 de milho e algodão e o fechamento da safra 16/17 da soja. Os dados apontam para um aumento na safra de algodão, queda na de milho e traz o encerramento da safra 16/17 de soja com os dados de sensoriamento remoto. Além disso, apresenta a projeção da safra 17/18 de soja com queda de 2% na produção.

No caso do algodão, houve uma grande mudança em relação ao ano anterior. Estima-se um aumento de quase 100 mil hectares de área no estado, sendo 15,8% a mais do que foi projetado no ano passado: de 626 mil hectares para 725 mil hectares em Mato Grosso. Quanto à produtividade do algodão, houve uma queda de 5,4% em relação ao ano anterior.

"Com esse aumento de área e queda da produtividade, a expectativa para a safra 17/18 de algodão é de pouco mais de 1,15 milhão de toneladas de pluma, que devem ser produzidas no estado. O aumento em relação ao ano passado é de 9,5%”, diz o gestor técnico do Imea Ângelo Ozelame.

Ozelame explica ainda que o aumento de área é reflexo dos melhores preços negociados antecipadamente pelos produtores. “Isso animou os produtores a aumentarem suas áreas. Até outubro deste ano, a comercialização da safra 16/17 estava em quase 56%. E agora a parte da produção que ainda vai começar a ser semeada, em dezembro, já está comercializada e isso implica no aumento da área”, analisou.

Milho - Partindo para outra cultura de segunda safra, que é o milho, o cenário é um pouco diferente. Devido aos preços baixos em 2017 e problemas na semeadura da soja, que impactam diretamente no tamanho da janela da semeadura do milho, a expectativa é de queda na área de produção para o estado, saindo de 4,7 milhões de hectares no ano passado para 4,25 milhões de hectares este ano. “Considerando isso, houve uma queda de 10% em relação ao ano passado que é bastante expressiva. E isso se deve a esses problemas que tivemos tanto na semeadura como nos preços baixos”, pontuou.

Em relação à produtividade do milho houve uma queda de 9,37% em relação ao ano passado que foi considerada uma das maiores produtividades, com 107 sacas por hectares. Já na safra 17/18 a projeção é de 97 sacas por hectare. Segundo o gestor, quando é feita a junção de uma queda de área e uma queda de produtividade a produção acaba sendo muito afetada.

De acordo com o Imea, a projeção da queda para a safra 17/18 é de 18,75% em relação ao ano anterior, quando foi colhido mais de 30 milhões de toneladas. Para a safra 17/18 a expectativa é de pouco menos de 25 milhões de toneladas.

Quanto à comercialização da safra de milho, de acordo com os dados divulgados, é perceptível que ela está um pouco atrasada. Segundo Ozelame, até o momento foi comercializado 12% em relação aos quase 20% da safra passada. Isso se dá devido à instabilidade de área, produtividade e o andamento da safra de soja que tem uma grande influência sobre a de milho. “O produtor ainda está fazendo uma comercialização um pouco tímida com 11,8%”, apontou o gestor técnico.

Soja - Em relação à cultura de soja, o Imea fez o fechamento da safra 16/17 e a estimativa para a safra 17/18, que não trouxe grandes alterações.

Na safra 16/17, por exemplo, a área total estimada foi de aproximadamente 9,4 mil hectares, representando um incremento de 12 mil hectares comparados com o último levantamento, ou seja, entre o estimado e o consolidado via sensoriamento remoto teve uma diferença de apenas 12 mil hectares. Sendo considerado, portanto, um grande acerto perante os mais de 9,4 milhões de hectares, sendo menos de 0,01% de ajustes.

Na estimativa de safra 17/18 não houve grandes alterações. A projeção de aumento de área é pequena, de 0,2%, sendo 9,4 milhões de hectares. Na produtividade da safra, em relação à passada, houve uma queda de 55,4 para 54,12 sacas por ha, uma queda de 2,31%. “Levando em considerando que o ano passado foi um ano bom para a produtividade. E já em 2017 os produtores estão encontrando alguns problemas, como por exemplo, em algumas áreas os produtores estão sofrendo com o atraso na semeadura devido à baixa regularidade das chuvas. E com isso temos uma queda na produção de 31,2 para 30,6 milhões de toneladas, ou seja, uma queda de 2,14%”, explicou Ozelame.

De acordo com a estimativa do Imea, comercialização da soja ultrapassa a casa dos 32%. Conforme explicou o gestor técnico, esse avanço ocorre em decorrência das variações dos preços da CBOT – Bolsa de Chicago e do dólar. No ano passado esses números eram de 36%. “Os produtores estão aproveitando os repiques dos preços para fazer a comercialização com uma remuneração um pouco melhor”, finalizou Ozelame.

Ascom Famato

 

   
COMENTAR NOTÍCIA
VER COMENTÁRIOS
 
 
 
14/01/2019  - Chuvas são registradas na região norte da BR-163, entre Diamantino e Sinop
03/11/2018  - Preservação de patrimônio histórico abre Seminário Olhares Sobre a Cidade
11/10/2018  - Deputados podem votar auxilio às santas casas na próxima terça
25/04/2018  - Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
19/04/2018  - STF torna Aécio Neves réu por corrupção
 
Untitled Document
 
DESTAQUES
Crise Financeira
21/01/2019
AL debate nesta segunda-feira reformas e novo Fethab em MT
 
 
MUNDO JURÍDICO
Nesta Segunda Feira
21/01/2019
Ato contra o fechamento da Justiça do Trabalho é realizado por advogados de Mato Grosso
 
 
POLÍTICA
Comodoro-MT
17/01/2019
Prefeito é condenado por ato de improbidade administrativa e tem direitos políticos suspensos
 
 
ALFINETADAS
Alfinetada
17/01/2019
Jurista diz que decreto de calamidade de Mauro Mendes é dar “calote” em fornecedores
 
 
DESTAQUES
Nesta Quinta e Sexta-Feira
17/01/2019
RGA, novo Fethab e Empaer serão debatidos em audiencia pública na AL-MT
 
 
CIDADES
Cuiabá
15/01/2019
Vagas do Sine têm salários de até R$ 2.300 esta semana
 
 
ECONOMIA
3,71% Menor
14/01/2019
Primeiro repasse do Fethab de 2019 terá queda em relação ao ano de 2018
 
 
CIDADES
Figueirópolis D’Oeste
13/01/2019
MPMT e município firmam TAC para adequação às normas de acessibilidade em torno da praça
 
 
POLICIA
Vera
12/01/2019
5 pessoas envolvidas no assassinato de agricultor são denunciadas pelo MP
 
 
DESTAQUES
asté a Próxima Terça-Feira
11/01/2019
MPMT abre inscrições para interessados em disputar vaga no CNMP
 
 
DESTAQUES
Audiência Pública
09/01/2019
Governo de Mato Grosso debate Lei Orçamentária nesta quinta e sexta-feira
 
 
DESTAQUES
Cuidado na Estrada
09/01/2019
Obras de recuperação na BR-163 são retomadas
 
rodape.jpg
Cudado na Estrada  
Chuvas são registradas na região norte da BR-163, entre Diamantino e Sinop
 
Arquitetura  
Preservação de patrimônio histórico abre Seminário Olhares Sobre a Cidade
 
Congresso Nacional  
Deputados podem votar auxilio às santas casas na próxima terça
 
A volta Por Cima do Limão Caipira  
Saiba como preparar delicias com limão-cravo o mais popular do país
 
No Alvo  
STF torna Aécio Neves réu por corrupção
 
Mato Grosso  
Circuito de Tecnologia apresenta novidades e opções de carreira na área de TI
 
Em Rondonópolis  
Fiemt discute comércio exterior e acesso ao crédito com industriais
 
Resultado  
Você tem o direito de errar
 
Primavera do Leste  
MPE notifica prefeito e vereadores para que não reduzam limite para aplicação de agrotóxicos
 
Semana Nacional  
Secretaria de Educação e Bibliotecas Comunitárias comemoram Folclore nas ruas de Cuiabá