Economia

Derrota para mineradoras: STF mantém taxas em Minas, Pará e Amapá

Publicados

em

STF mantém leis dos três estados
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

STF mantém leis dos três estados

Na primeira sessão do segundo semestre do ano, o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) manteve nesta segunda-feira (1º) a validade de leis estaduais de Minas Gerais, Pará e Amapá que instituíram taxas de controle, monitoramento e fiscalização sobre a mineração.

A medida foi instituída é uma derrota para as mineradoras, que continuarão obrigadas a pagá-las. Minas Gerais e Pará são os dois maiores estados mineradores do Brasil.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

As ações no STF foram apresentadas pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), para quem apenas a União poderia ter instituído tais taxas. Em junho, quando o julgamento teve início, representantes dos três estados defenderam a possibilidade de aplicá-las, para induzir uma exploração mineral mais tecnológica e sustentável, evitando desastres como os ocorridos em barragens em Brumadinho (MG) e Mariana (MG), que mataram centenas de pessoas e tiveram efeitos ambientais.

O advogado Fernando Facury Scaff, que atende grandes mineradoras no Pará e é professor de direito financeiro na Universidade de São Paulo (USP), criticou a decisão, dizendo que ela, além do impacto financeiro atual, poderá estimular novas taxas em outros estados e municípios.

“Decisão do STF deve ser cumprida, mas não está isenta de críticas. No caso, confundiram matérias ambientais com tributárias e minerais, validando a cobrança dessas taxas, que trarão impacto econômico no presente e seu alastramento para todos os estados e municípios do país”, disse Scaff.


Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:

Economia

10 dicas para se sair bem na dinâmica em grupo

Publicados

em

Por

10 dicas para se sair bem na dinâmica em grupo
Redação EdiCase

10 dicas para se sair bem na dinâmica em grupo

Saiba como se preparar para essa fase do processo seletivo

Por Eco Editorial

A dinâmica em grupo é a etapa do processo seletivo em que os candidatos interagem uns com os outros para desenvolver determinadas tarefas em equipe. Esse tipo de teste costuma ser muito cobrado, por isso, é fundamental estar preparado para ele. Confira a seguir 10 dicas para se sair bem e garantir uma vaga.

Invista na carreira profissional que você gosta

1. Conheça a empresa

Procure se informar sobre a empresa e a vaga antes de iniciar a dinâmica. Pode haver perguntas sobre isso.

2. Preste atenção ao vestuário

Procure descobrir como as pessoas nessa empresa se vestem. Na dúvida, opte por roupas clássicas.

3. Seja você

Não tente fingir o que você não é, buscando “acertar” qual é o perfil desejado para a vaga. Os profissionais da seleção costumam saber quando alguém está fingindo. Seja autêntico!

Leia Também:  EUA e Reino Unido revogam taxas de produtos siderúrgicos do Brasil

4. Fale o essencial

Não fale demais, tentando “roubar” o tempo dos outros ou interrompê-los o tempo todo. Mas também não fique quieto demais. Apresente e defenda as suas ideias.

Entenda a importância da inteligência emocional no trabalho

5. Faça parte do grupo

Participe ativamente das atividades em grupo, dando ideias e colaborando com os demais.

6. Cuidado com as gírias

Não use gírias e palavrões. Evite vícios de linguagem , como o excesso de gerúndio.

7. Escute com atenção

Para não repetir o que já foi dito, escute com atenção os demais candidatos.

8. Preste atenção na explicação do recrutador

Atente-se à explicação do recrutador. Há várias atividades que avaliam justamente a atenção do candidato.

Saiba como se comportar nas entrevistas e evite gafes

9. Seja pontual

Chegue 15 minutos antes do início da dinâmica.

10. Deixe a timidez de lado

Por mais que você seja tímido e não goste de participar de dinâmicas em grupo , entenda que em algum momento vai ter que passar por isso. Apenas faça o seu melhor e lute pela vaga desejada.

Leia Também:  Tribunal mantém pena de 15 anos a homem que matou colega com 12 facadas após briga em bar

Confira mais dicas de carreira na revista ‘Sim, você pode!’

Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA