Estadual

Deputado Nininho apresenta indicações nas áreas de infraestrutura e telefonia para Rodovia do Peixe, em Rondonópolis

Publicados

em

 

De acordo com o deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), Nininho, as demandas acerca de Infraestrutura e telefonia móvel foram entregues pelo presidente da Associação dos Pequenos produtores Rurais da Gleba Selva de Pedra e Gleba São José da Boa Esperança, Alcimar Borges, que recentemente esteve no gabinete do parlamentar na Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT), com apontamentos importantes para a população que reside às margens da MT-471, denominada Rodovia do Peixe. A reunião também foi acompanhada por Silvana Maria, membro da Associação.

Conforme a indicação nº 2893/2021, o deputado solicitou à Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (SINFRA), estudos com a finalidade de viabilizar a implantação de uma ciclovia ao longo da Rodovia do Peixe. “Temos pontos relevantes para a implantação da ciclovia, primeiro porque vai atender a população local  com o trânsito de bicicletas na via com segurança, e segundo, porque vai promover o turismo e o laser  com os passeios”, justificou o deputado.

Já a indicação nº 2895/2021, também à SINFRA, diz respeito à duplicação do início da pavimentação asfáltica da Rodovia do Peixe. Para Nininho, a solicitação é um anseio de toda a população. “Nós precisamos melhorar o fluxo de trânsito e, promover a segurança aos condutores e pedestres, a duplicação vai evitar acidentes, especialmente no início da Rodovia até o final da Avenida Daniel Clemente, no perímetro urbano de Rondonpópolis”, explicou o parlamentar.

Leia Também:  Projeto de lei institui a "hora do colinho" na saúde pública mato-grossense

Sobre a telefonia móvel e internet ao longo da MT-471, Alcimar Borges, destacou a necessidade de instalação de uma torre de expansão. Sob a indicação nº 2894/2021, ao Governo do Estado e Diretores Regionais de telefonia móvel Vivo, Oi, Claro e Tim. “Nós temos na região as comunidades PA Rio Vermelho, PA Pau D’Alho (Gleba São João), que precisam do acesso com frequência, e ainda temos o comércio local e demais comunidades rurais. Nós temos nesta região aproximadamente 900 pessoas permanentes e, este número se multiplica nos finais de semana”, observou Nininho.

O representante da região pontuou que as demandas têm a finalidade de dar qualidade de vida para todos que moram na região, bem como, receber os visitantes com mais conforto. “A Rodovia do Peixe é um lugar admirado por todos que passam por ali, mas é como falamos com o deputado, é preciso pensar nas melhorias para que possamos atender a população e, atrair mais turistas. Acreditamos na gestão do deputado pelas demandas e, desde já agradecemos toda sua atenção conosco”, ratificou Alcimar Borges.

Leia Também:  Emenda garante Raio-X digital para Pronto Atendimento de Paranatinga
Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:

Estadual

Deputado Claudinei visita Associação dos Pacientes Oncológicos de Rondonópolis

Publicados

em

Por

 

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) esteve na sede da Associação dos Pacientes Oncológicos de Rondonópolis (APOR), nesta sexta-feira (7), para conhecer os trabalhos e projetos desenvolvidos pela instituição que atende a população das regiões sul e sudeste de Mato Grosso. O vice-presidente Adevaldo Narciso da Costa e a gestora Silvana Faustino Santana da entidade receberam e deram as informações necessárias ao parlamentar.

“Conhecemos os trabalhos preventivos que são feitos, exames como o ultrassom para prevenção ao câncer de mama, sendo que todos os encaminhamentos vão para a Santa Casa de Rondonópolis. Conhecemos toda a estrutura física, como a Casa de Apoio que tem poucos lugares para receber pacientes e familiares e os Centros de Imagens e Prevenção que garantem um atendimento humanizado ao público”, detalha Claudinei.

Casa de Apoio

De acordo com Adevaldo, a entidade é sem fins lucrativos, de caráter beneficente e assistencial, que depende do apoio voluntário e de parcerias para conseguir obter recursos para a manutenção do atendimento ao público. “Hoje, precisamos de uma Casa de Apoio com 60 lugares para abrigar os pacientes e familiares e contamos com o apoio do deputado Claudinei”, comenta o vice-presidente.

A atual Casa de Apoio da instituição existe desde 2010, com capacidade para abrigar 23 pessoas. Segundo Silvana, a APOR tem um projeto que foi orçado em R$ 1,6 milhões para a construção de um novo espaço, em terreno de cerca de 1 mil m², para ampliar a quantidade de lugares aos pacientes e familiares que não residem em Rondonópolis. “O espaço atual está sendo revitalizado e reformado com o apoio da Lions Clube de Rondonópolis. Só que o espaço é muito pequeno. Terminamos de pintar e colocamos móveis”, explica.

Leia Também:  Lúdio Cabral requer explicações do governador sobre dinheiro público gasto em festa no Salto das Nuvens, em Tangará da Serra

“Vou continuar na luta para ter um espaço para atender este público que não mora em Rondonópolis e precisa ter assistência necessário para o tratamento oncológico. Com o Centro de Radioterapia da Santa Casa, o propósito é atender os municípios das regiões sul e sudeste, como, também, do Vale do Araguaia, que resultará em 25 cidades. Vamos buscar os recursos necessários, seja por meio da Assembleia Legislativa, emendas parlamentares e pelo Consórcio Regional de Saúde Sul de Mato Grosso (Coress)”, diz o parlamentar.

Estrutura

Silvana também apresentou o Centro de Imagens que é um espaço para a realização de mamografias, em que os pacientes recebem almoço e café da manhã, fazem consultas, biopsias e, conforme aqueles que realizam quimioterapia, a Associação providencia os cateteres.

Ela explica que, no ano de 2012, foi firmada a parceria com a Santa Casa de Rondonópolis, onde foi construído no segundo andar da unidade hospitalar 18 apartamentos, centros cirúrgicos, instalação de 42 leitos, aquisição de móveis e equipamentos que foram investidos pela Associação. “Agora, este andar atende casos de pacientes com Covid-19 e tudo foi restruturado para o terceiro andar. A parceria continua. O Centro de Prevenção, com fisioterapia, nutricionistas e psicólogo, agora é na APOR por causa da Covid-19. Antes era na Santa Casa”, esclarece a gestora.

Leia Também:  Deputado quer Programa de Percurso de Pacientes para portadores de neoplasia maligna de mama

Entidade – A APOR foi fundada em 2009 e é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip). Outros projetos que visam o acolhimento e atendimento humanizado pela instituição envolvem os trabalhos de voluntários como o projeto “Doutores da Alegria”, distribuição de cestas básicas, doação de cabelos para a produção perucas, prótese de silicone que são inseridos em sutiãs, lenços para a cabeça, entre outras iniciativas que visam contribuir com a auto-estima das mulheres. Neste ano, a unidade teve 20 novos casos de pacientes com câncer e 29 estão sendo acompanhados e foram diagnosticados no ano passado.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA