CUIABÁ

Deputado acredita em manobra eleitoreira e pede imparcialidade de delegada

Publicados

em

DEPOIMENTO:

JB News

Membro da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Elizeu Nascimento, questionou nesta quarta-feira (25.11), o posicionamento da delegada titular da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá, Jozirlethe Criveletto quanto ao depoimento do candidato a prefeito Abílio Jr. O parlamentar não vê nenhuma irregularidade no pedido de adiamento tendo em vista que a eleição ocorrerá daqui a quatro dias.
“Há tantos processos muito mais urgentes parados na Delegacia, como os casos de medida protetiva de mulheres, por exemplo, que têm seu prazo expirado até que seja analisado o processo. Então, qual a urgência no depoimento de Abílio, senão, atender a interesses parciais de cunho eleitoreiro?”, questionou Elizeu.
De acordo com o deputado, a Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, por prerrogativa de função, pode convocar a delegada Jozirlethe Criveletto para prestar esclarecimentos acerca dos fatos. “A denúncia se deu por servidoras públicas da Prefeitura, sabidamente, ligadas ao adversário político de Abílio Jr, ora, qual a diferença em colher o depoimento hoje, a quatro dias das eleições, ou na próxima segunda-feira”, arguiu.
A defesa de Abílio Jr, patrocinada pelo advogado Alexandre Cesar Lucas, argumenta que o candidato não se recusou a prestar esclarecimentos, tão somente, solicitou adiamento em virtude da extensa agenda que cumpre em campanha política.
“Vamos ao fato de que, cinco servidoras comissionadas do prefeito Emanuel Pinheiro registraram ocorrência por “injuria e difamação” contra Abílio, mas, estranhamente a delegada quer que isso aconteça durante o período eleitoral. Em momento algum Abílio desrespeitou qualquer servidor público, seja homem ou mulher, e tampouco se recusou a depor”, expôs.
POLÊMICA
Não é a primeira vez que a delegada Jozirlethe Criveletto, titular da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá, se vê envolvida em polêmica. Em setembro deste ano ela foi denunciada no Ministério Público do Estado por transfobia, no exercício do cargo. Mulheres transgênero vítimas de violência doméstica alegaram que a delegada se negou a atendê-las pela ausência da genitália feminina. A denúncia aguarda analise de três promotorias diferentes do MP.
De acordo com a ativista da classe, Daniella Veyga, que foi quem registrou a denúncia, no plantão de outras delegadas, as vítimas trans conseguem atendimento como todas as outras mulheres. Somente Criveletto não aceita atender as vítimas.

Leia Também:  141 municípios de Mato Grosso vão começar a receber seringas que serão utilizadas no plano de vacinação contra a Covid-19

Veja o pedido:👇

Pedido de Adiamento – Abilio – Delegacia da Mulher

B.Os

COMENTE ABAIXO:

COVID-19

Vacinação contra Covid-19 deve começar no próximo dia 20, dependendo de liberação pela Anvisa, anuncia Emanuel

Publicados

em

Primeira fase deve contemplar idosos com mais de 60 anos, profissionais da saúde, pessoas com deficiência

CELLY SILVA

Luiz Alves

A campanha de vacinação contra a Covid-19 em Cuiabá começará na próxima quarta-feira (20), dependendo da liberação dos imunizantes Coronavac e vacina de Oxrford pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O anúncio foi feito pelo prefeito Emanuel Pinheiro, nesta quinta-feira (14), após participar de videoconferência com Ministério da Saúde, prefeitos e secretários de saúde de todo o país. “O ministro nos adiantou que, a princípio (porque depende da liberação emergencial ou definitiva da Anvisa), nós nos preparamos para início da campanha de imunização para quarta-feira, dia 20 de janeiro, para grupos determinados, como idosos com mais de 60 anos, profissionais da saúde, pessoas com deficiência e indígenas aldeados, que não é o caso de Cuiabá”, informou.

Segundo o prefeito, existe um pedido para que profissionais da Educação também sejam incluídos nessa primeira etapa da vacinação e que, se não houver alterações na definição dos grupos prioritários na primeira fase, Cuiabá trabalhará com um universo de 125 mil a 150 mil pessoas a serem imunizadas, o que corresponde a cerca de 300 mil doses, já que o Ministério da Saúde enviará de uma só vez as duas doses necessárias por pessoa para que a vacina tenha efeito.

Leia Também:  Desembargador Mario Kono nega pedido de abuso de poder impetrado por Emanuel Pinheiro e manda Estado seguir com a construção do BRT

Pinheiro informou ainda que a campanha nacional de imunização contará com 8 milhões de doses na primeira etapa, sendo 6 milhões de doses fabricadas pelo Instituto Butantã (Coronavac) e 2 milhões pela Fiocruz (vacina de Oxford). A previsão é de que 30 milhões de doses sejam liberadas em fevereiro e 40 milhões de doses entre março e abril, para todo o Brasil. A distribuição aos estados e municípios será proporcional à população.

Seringas e agulhas

Com relação aos insumos necessários à aplicação da vacina, Emanuel Pinheiro afirmou que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, tranquilizou os prefeitos em relação a isso. “As seringas estão garantidas pelo Ministério da Saúde. O Ministério da Saúde vai assegurar para o Brasil inteiro. O ministro nos tranquilizou que a produção e aquisição está toda centralizada no Governo Federal e que essa não é uma preocupação, que o governo federal está pronto para amparar estados e municípios na distribuição de seringas para que a campanha não sofra nenhum revés em virtude disso”.

Logística

Ao final da reunião com o ministro, o prefeito se reuniu com a equipe da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), comandada pela secretária Ozenira Félix, e da Vigilância Epidemiológica, para definir a logística da campanha de imunização da Covid-19. “Nós vamos, neste primeiro momento, centralizar, ter um ponto central, que está sendo definido, e teremos um ponto em cada região da cidade, tendo como apoio a estrutura já existente na rede municipal de saúde. Neste final de semana, no mais tardar segunda-feira, iremos anunciar com antecedência toda a estrutura que irá atender desde a primeira fase, com grupos definidos, até a velocidade maior, ao longo dos meses”, disse Pinheiro.

Leia Também:  Sefaz alerta empresários sobre golpe de venda de mercadorias apreendidas

“O que eu posso garantir é que Cuiabá está se preparando nos últimos detalhes para dar toda a segurança e atendimento à população cuiabana com sucesso, na campanha municipal de imunização da Covid-19”, asseverou o gestor.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA