Destaque

Depósito de ônibus velhos pega fogo na BR-163

Publicados

em

JB News

Por Alisson Gonçalves

 Um depósito de ônibus velhos na BR-163, próximo ao trevo do Lagarto, destino a Jangada, pegou fogo na manhã desta quarta-feira 3 de Agosto.

Segunda às informações, um funcionário estaria cortando chassi com um maçarico quando uma faísca começou o principio de incêndi

No local Bombeiros tentam controlar às chamas.

Mais informações em instantes.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Bustamante afirma que não há possibilidade de anular o concurso da Segurança Pública

Destaque

“Nossa meta é viabilizar a construção de 40 mil casas populares nos próximos quatro anos” afirma governador Mauro Mendes

Publicados

em

Por

 

JB News

Em entrevista, Mauro Mendes destacou investimentos na habitação popular.

O governador Mauro Mendes afirmou que, se reeleito, tem como meta viabilizar a construção de 40 mil casas populares nos próximos quatro anos.

Em entrevista à Rádio Centro América e Portal Primeira Página, na manhã desta sexta-feira (12.08), Mauro registrou as ações já em andamento em prol desta área, que também é uma bandeira da primeira-dama Virginia Mendes.

“Nós temos tomado muitas providências para ampliar a construção de moradia popular no Estado de Mato Grosso. Assinamos agora, nesse semestre, 3400 casas populares, com 50 unidades para cada município. 70 municípios de Mato Grosso já apresentaram projetos”, relatou.

Nessa modalidade, conforme explicou o governador, o Estado entra com valor aproximado de R$ 70 mil para comprar os materiais necessários na construção de cada residência. Esse programa é para as famílias que não tem condições de pagar as prestações.

“Esse dinheiro já foi transferido para as prefeituras, que entra com o terreno e com a mão de obra”, disse.

Leia Também:  Gilberto Figueiredo deixa cargo de secretário mas não deixa o governo

Mauro Mendes também citou outro programa no qual o Governo do Estado subsidia R$ 15 mil por cada casas, para que a prestação fique mais barata para a população.

“A Prefeitura entra com o terreno e o restante é financiado.Com esse dinheiro do Governo e o terreno da Prefeitura, nós já temos assinado mais de 6 mil residências”.

Outro foco do Governo tem sido colaborar para a conclusão de casas populares da Caixa Econômica Federal, cujas obras estão paradas. O Estado aporta recursos para o término das obras.

“Colocamos R$ 13 milhões para ajudar a terminar 1400 casas em Sinop, que estão paradas há quase 10 anos. Em Barra do Garças, temos um residencial com 1460 casas que está parado há 12 anos. O Governo colocou R$ 11 milhões nessa obra. Também fizemos isso no Nico Baracat em Várzea Grande, em Nova Mutum, em várias cidades nós colocamos dinheiro para ajudar a finalizar essas residências que estavam há muitos e muitos anos paralisadas”, mencionou.

No total, foram retomadas as obras de 4.056 casas populares e outras 3.456 já foram entregues, em parceria com os municípios.

Leia Também:  Kalil antecipa salário de maio e determina estudos para Reforma Administrativa

“A nossa meta é viabilizar a construção, nos próximos quatro anos, de 40 mil moradias populares e tenho absoluta certeza que é possível fazer”, completou.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA