Economia

Datafolha: 23% compram soro de leite e sobra de carnes para economizar

Publicados

em

Datafolha: 23% compram soro de leite e sobra de carnes para economizar
Reprodução

Datafolha: 23% compram soro de leite e sobra de carnes para economizar

Uma pesquisa do Instituto Datafolha divulgada nesta terça-feira (2) mostra que,  com a alta do preço do leite, 23% dos brasileiros substituíram o produto por soro de leite na hora da compra. Um quinto dos entrevistados (20%) também disse ter adquirido sobras de frango, carne ou pele de frango no lugar de mercadorias que ficaram mais caras ou não couberam no orçamento.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Quase dois terços (61%) dos entrevistados também afirmaram ter comprado produtos de marcas mais baratas. Os que adquiriram mercadorias próximas do vencimento foram 29%.

O levantamento entrevistou 2.556 pessoas em 183 cidades de forma presencial na semana passada (em 27 e 28 de julho). A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

A pesquisa, contratada pelo jornal Folha de S.Paulo, está registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR-01192/2022.

A busca por produtos mais baratos é maior entre os que recebem o Auxílio Brasil: 31% compraram sobras de carnes, mesmo número dos que adquiriram soro de leite.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o preço do leite longa vida cresceu 42% de janeiro a junho. Há mercados que vendem o litro acima de R$ 10, enquanto o soro de leite é encontrado na casa dos R$ 5,00.

Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:

Economia

Mauro Mendes afirma pagar de forma integral o RGA 2022

Publicados

em

Por

JB News

Por Alisson Gonçalves

O governador de MT candidato a reeleição Mauro Mendes (UB), afirmou em entrevista nesta sexta-feira 12 Agosto, e afirmou  que vai pagar de forma integral o (RGA) Revisão Geral Anual referente a este ano 2022.

Segundo Mende, está proposta serve para valorizar mais o servidor público, e que o pagamento do (RGA) referente a este ano está previsto para janeiro de 2023.

Até então a data para o pagamento seria em maio, porém Mendes disse foi mudada a data de pagamento tudo com planejamento, outra afirmação do governador é que o pagamento do (RGA) deve acompanhar a inflação.

O RGA tem sido a briga dos servidores públicos com o Governo de MT, isso porque no ano de 2019 não foi pago o valor referente ao ano de 2018, isso porque o Tribunal de Contas do Estado de MT (TCE-MT), suspendeu o pagamento alegando o que estado de MT não teria atingidos todos os requisitos para fazer o pagamento.

Já no ano de 2020 e 2021, por conta da Covid-19, mais uma vez o servidor público ficou sem receber o RGA, apesar disso neste ano o governo fez reajuste de 7% nos salários dos servidores públicos, e agora faz compromisso de pagar integralmente e acompanhando a inflação o RGA em 2023.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Nota MT distribuirá R$ 250 mil prêmios no sorteio especial de Carnaval nesta quinta-feira
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA