COVID-19

Cuiabá recebe novos respiradores e passará a contar com 135 UTIs para Covid-19

Publicados

em

 

Além disso, 10 equipamento repassados pelo Governo do Estado serão destinados para leitos de estabilização

BRUNO VICENTE

Assessoria

Clique para ampliar imagem

A Prefeitura de Cuiabá abrirá, nos próximos dias, mais 40 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Municipal de Referência para tratamento de pacientes diagnosticados com o novo coronavírus (Covid-19). Dessa forma, a Capital salta dos 95 leitos atuais para 135.

Além disso, outros 10 respirados serão encaminhados para fortalecer a estrutura das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Policlínicas, atendendo pacientes moderados para impedir o agravamento dos quadros e internação em UTI. Esses 10 fazem parte de uma contrapartida do Governo do Estado, acordado no início deste mês.

Nesta segunda-feira (29), o prefeito Emanuel Pinheiro consegui para a Capital mais 20 respiradores que serão destinados para o Hospital de Referência. Os equipamentos foram conquistados via interlocução do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto no Ministério da Saúde. No início deste mês, o parlamentar já havia trazido para Cuiabá outros 20 respiradores, resultando agora em um total de 40.

Leia Também:  Governador vai encaminhar à AL projeto de lei para autorizar pagamento de plantonistas afastados por Covid

“O deputado já tinha conseguido e entregue 20 respiradores para UTIs e, agora, está trazendo mais 20. Isso possibilitará que nossa Capital amplifique o atendimento para salvar vidas da população mato-grossense. Vinte leitos vamos entregar nesse semana, dependemos apenas da chegada das bombas de infusão. Os outro 20, também estarão em funcionamento o mais breve possível”, explica o prefeito.

Atualmente, os 95 leitos de UTIs para tratamento exclusivo de pacientes com Covid-19 estão distribuídos entre o Hospital de Referência (antigo Pronto Socorro) e Hospital São Benedito. No primeiro, foram instalados, até o momento, 55 leitos. Já no segundo, o número chega a 40. Os novos respiradores foram para o Centro de Distribuição do Município, para ser patrimoniados, seguindo o protocolo de segurança.

“Sabemos que o sistema de saúde da Capital é o responsável por atender uma; demanda que abrange todo estado de Mato Grosso. Por isso, buscamos dar nossa parcela de contribuição, principalmente em um momento que exige a união de todos. Nos colocamos à disposição para continuar ajudando a população naquilo que for necessário”, comenta o deputado federal Emanuel Pinheiro Neto.

Leia Também:  MPF entra com ação xontra a prefeitura de Cuiabá e cobra instalação definitiva e contínua de 10 UTIs pediátricas

O secretário municipal de Saúde Luiz Antônio Possas de Carvalho, destaca que, além das unidades de saúde terciária (Hospital de Referência e Hospital São Benedito, o Município também está se dedicando para equipar as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Policlínicas, que compõem a rede de saúde secundária. Segundo ele, com essa medida, é possível evitar que o estado de saúde dos pacientes se agrave na espera por uma UTI.

“Com os equipamentos recebidos do Estado, vamos reforçar a atenção secundária, evitando que as pessoas sejam transferidas já em estado gravíssimo para as unidades terciárias. Com essa estabilização, já nas UPAs e Policlínicas, talvez não seja necessário fazer a transferência para a UTI. Dá para reforçar o sistema imunológico da pessoa, melhorar a oxigenação e fazer com que o caso não progrida para a UTI”, pontua Possas.

_________________________________

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COVID-19

Municípios concordam e justiça mantém proibição por mais 7 dias em Cuiabá e Várzea Grande

Isolamento Social Obrigatório

Publicados

em

Municípios concordam em manter proibição por mais 07 dias em Cuiabá e VG.

Durante audiência de conciliação, realizada nesta quinta-feira (09), os municípios de Cuiabá e Várzea Grande concordaram em estender por mais sete dias a proibição do funcionamento de serviços não essenciais. O promotor de Justiça Alexandre de Matos Guedes, por sua vez, defendeu a prorrogação por 14 dias, conforme determina o Decreto Estadual. O juiz ainda não decidiu sobre o requerimento do MPMT.

O MPMT argumenta que os municípios da área metropolitana da Capital ainda estão em situação de risco considerada “muito alta”, de acordo com os termos do decreto estadual Nº 522/2020. O índice de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) é superior a 90% e ainda existe fila de espera por atendimento.

A decisão judicial que obrigou os municípios de Cuiabá e Várzea Grande, classificados como de Nível de Risco Muito Alto de disseminação da Covid-19, a manterem pelo prazo de 15 dias apenas serviços essenciais em funcionamento, foi proferida no dia 22 de junho. O prazo começou a contar a partir do dia 25 de junho e encerraria nesta quinta-feira (09).

Veja Aqui a Decisão:👇

Leia Também:  Morre pastor Sebastião Rodrigues presidente da Assembléia de Deus em MT aos 89 anos

09 – Decisão lindote

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA