Saúde

Covid-19: prevenção ainda é necessária

Publicados

em

 

Em Rondonópolis, pronto atendimento do São Francisco Saúde adota protocolos para atendimento para os casos de Covid-19 e garantir a segurança dos pacientes

 

O novo aumento dos casos de Covid-19 que vem ocorrendo nas últimas semanas mostra que a pandemia que ainda acabou. Em Rondonópolis, no sudeste de Mato Grosso, o pronto atendimento do São Francisco Saúde, que faz parte do sistema Hapvida, redobrou a atenção e fortaleceu os cuidados específicos para os casos de infecção do novo Coronavírus. “Estamos com atenção redobrada”, disse o médico Rafael Diniz, diretor de credenciamento do Hapvida no estado.

O Sistema Hapvida oferece aos clientes a segurança de uma rede verticalizada e permite, se necessário, ampliar leitos e o remanejamento de pacientes. Diniz lembra que há dois hospitais no município realizando atendimentos para os usuários do Sistema: o Hospital Santa Casa e o Materclin. “Temos esses hospitais e, caso falte leitos, ainda temos Cuiabá como referência”, completou o médico.

Rafael Diniz ainda destacou que são seguidos todos os protocolos de atendimento recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Os atendimentos dos pacientes de Covid-19 são feitos em local isolado, desde a chegada ao pronto atendimento até o encaminhamento à uma unidade de Saúde ou retorno a sua residência.

Leia Também:  Mato Grosso deve receber vacinas contra a covid-19 ainda esta semana

O objetivo é evitar a transmissão do vírus e preservar a saúde dos colaboradores e dos pacientes que necessitam de tratamento para outras doenças. Diniz finalizou alertando que é preciso que todos mantenham os cuidados básicos, como usar máscaras, manter sempre as mãos limpas com álcool em gel e evitar aglomerações. “Temos sempre que pensar em achatar a curva, até mesmo para que a nossa capacidade de atendimento fique dentro dos parâmetros”, disse.

PREVINA-SE

A pandemia do coronavírus ainda não terminou. Por isso, é importante seguir as principais regras para evitar o contágio:

Lavar as mãos com frequência com água e sabão ou desinfetá-las com álcool em gel;

Higienize com frequência celular, chaves e óculos;

Use máscara que cubra nariz e boca ao sair de casa;

Mantenha os ambientes ventilados;

Cubra boca e nariz com o braço ao tossir ou espirrar ou use lenço de papel e descarte-o em seguida;

Substitua a máscara em caso de tosse ou espirro durante o uso;

Mantenha o distanciamento social de, no mínimo, dois metros;

Leia Também:  Série B 2020: Na luta pelo acesso, Cuiabá recebe o Guarani na Arena

Só saia de casa se for indispensável.

Sobre o Sistema Hapvida

Com mais de 6,7 milhões de clientes, o Sistema Hapvida hoje se posiciona como um dos maiores sistemas de saúde suplementar do Brasil presente em todas as regiões do país, gerando emprego e renda para a sociedade. Fazem parte do Sistema as operadoras do Grupo São Francisco, RN Saúde, Medical, Grupo São José Saúde, além da operadora Hapvida e da healthtech Maida. Atua com mais de 36 mil colaboradores diretos envolvidos na operação, mais de 15 mil médicos e mais de 15 mil dentistas. Os números superlativos mostram o sucesso de uma estratégia baseada na gestão direta da operação e nos constantes investimentos: atualmente são 45 hospitais, 191 clínicas médicas, 46 prontos atendimentos, 175 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial.

Por Dialum

COMENTE ABAIXO:

COVID-19

Várzea Grande inicia vacinação contra a Covid-19 em servidora com 27 anos de serviços prestados 

Publicados

em

JB News

 

A Prefeitura de Várzea Grande, através da Secretaria Municipal de Saúde, inicia nesta quarta-feira, 20 de janeiro de 2021, a aplicação da CORONAVAC para combater a COVID 19, na segunda maior cidade de Mato Grosso, após receber na tarde desta terça-feira, 19, o primeiro lote de vacina do Governo do Estado via Secretaria de Estado de Saúde.
O planejamento estratégico contempla neste primeiro momento os servidores da área de saúde, não desprezando nenhuma das atividades que diariamente tem contato com pacientes suspeitos da COVID 19.
O prefeito Kalil Baracat, reforçou na última segunda-feira ao governador Mauro Mendes a necessidade de novas remessas da vacina, bem como reafirmou a disposição junto ao Instituto Butantan de aquisição, caso possível, já que o Governo Federal requisitou toda a produção do referido instituto, de mais doses para fazer frente a necessidade da população local, levando-se em conta a estimativa de cerca de 600 mil doses para atender os quase 300 mil habitantes de Várzea Grande.

Leia Também:  Acompanhe a reunião da Anvisa que decidirá aval a vacinas contra Covid-19


A vacinação dos primeiros servidores da área de saúde acontece a partir das 8:30 no Hospital Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande, neste dia 20 de janeiro de 2020.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA