Policial

Corpo de bebê morta pelos pais em é localizado no fundo do poço

Em Tabaporã

Publicados

em

 

 

Com informações da PJC.

 

O corpo da criança morta pelos pais no município de Tabaporã (643 km a Médio Norte de Cuiabá) foi localizado pela Polícia Judiciária Civil, na noite da última quinta-feira (09.01), no fundo de um poço nas proximidades do município. A localização do corpo aconteceu após informações passadas pelos próprios pais que foram detidos na cidade de Jataí no estado de Goiás.

O casal foi autuado em flagrante pelo crime de ocultação de cadáver e responderá em inquérito policial por homicídio qualificado.

As investigações em buscas do corpo da bebê, de aproximadamente 7 meses iniciaram na quarta-feira (08.01), após denúncia feita ao Conselho Tutelar do município. Na delegacia, várias testemunhas foram ouvidas, sendo levantado evidências de que o casal teria tirado a vida do bebê e posteriormente fugido da cidade.

Durante as diligências internas e externas, o casal foi localizado na cidade de Jataí (GO), com apoio da Polícia Civil local. Após serem interrogados pelo delegado do município, o pai e a mãe da criança confessaram a autoria dos crimes e indicaram o local onde ocultaram o cadáver da criança.

Leia Também:  Cuiabá recebe maior convenção sobre spirulina do país

Com base nas informações, a equipe da Polícia Civil de Tabaporã com apoio da Corpo de Bombeiros de Sinop, encontrou o corpo ocultado no fundo de um poço, próximo ao município. Devido ao fato de o poço estar cheio de água, foram encontradas apenas partes do corpo da criança e as buscas continuam em andamento.

Entenda o caso

Segundo as testemunhas, o no dia 27 de dezembro, o casal foi visto em três situações, a primeira delas, nas proximidades do Rio Sereno com o carrinho de bebê (não sendo constatado se a criança estava no carrinho ou não). Logo em seguida, o casal foi visto sozinho sem a criança e sem o carrinho e mais tarde, pedindo carona a terceiros.

Posteriormente, uma testemunha que teve contato com o pai da criança relatou que ele disse que teve que sair as pressas da cidade e pediu para que fosse colocado fogo nas coisas do bebê. Durante as diligências, o carrinho do bebê foi localizado jogado no córrego, onde o casal foi avistado.

Leia Também:  Juiz de garantias: confirmação da imparcialidade da Justiça e ao texto da Constituição

Há cerca de quatro meses, o casal já havia sido denunciado por maus tratos contra a criança, e o bebê ficou na Casa de Passagem durante certo período, até que a guarda foi restituída aos pais.

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Polícia Civil prende cinco em oficina de desmanche em Várzea Grande

Publicados

em

 

 Polícia Civil prende cinco pessoas em investigação de oficina de desmanche em Várzea Grande

27/01/2020 – 11:09

Assessoria | PJC-MT

Cinco pessoas suspeitas de envolvimento em crimes de receptação e adulteração de sinal de veículo automotor foram detidas pela Polícia Judiciária Civil, na quinta-feira (23.01), em ação da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA).

As investigações iniciaram após a equipe da DERRFVA receber denúncia sobre uma oficina irregular, de propriedade de dois irmãos, que funcionaria como desmanche de veículos, no bairro São Mateus, em Várzea Grande. Logo que chegaram ao local, os policiais constataram a grande quantidade de veículos entre caminhões, ônibus, carros pequenos e motocicletas.

Devido ao tamanho da oficina foi solicitado o apoio de outras equipes e de um perito criminal para checagem dos veículos encontrados no estabelecimento. Durante checagem de um para-choque foi constatado que a peça pertencia a um ônibus com restrição de roubo/furto.

Questionados, os irmãos disseram que o veículo foi deixado pelo dono de outra oficina, na Rodovia dos Imigrantes. Com base nas informações, os policiais foram até o estabelecimento onde em conversa com o proprietário, foi informado que ele recebeu o veículo como pagamento de uma dívida, indicando o nome do responsável pelo ônibus.

Leia Também:  Sérgio Moro autoriza uso da Força Nacional na fronteira de Mato Grosso com a Bolívia

Em continuidade as diligências, os policiais localizaram o suspeito que confessou que ofereceu o ônibus para quitar a dívida com vítima. Diante dos fatos, os cinco suspeitos foram conduzidos a DERRFVA, onde após serem interrogados foi lavrado o flagrante pelo crime de receptação e adulteração de sinal de veículo automotor.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA