Abastecimento

Contorno de Juscimeira consolida BR-163 como maior corredor de exportação nacional

Publicados

em

Presidente da Frenlogi, senador comemora obra e diz que contornos rodoviários  promovem mais qualidade de vida para a população das cidades

 

A consolidação da BR-163 como um dos mais bem estruturados corredores de transportes do Brasil continua. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) concluiu a construção de contorno rodoviário no município de Juscimeira, região Sul de Mato Grosso. Com 7 quilômetros de extensão, a obra retira o fluxo de veículos pesados de dentro do perímetro urbano da cidade, medida comemorada pela população.

 

“Essa era uma obra esperada há muito tempo. As carretas e caminhões circulando por dentro da cidade dividiam o município ao meio, o que dificultava muito a vida da população. Agora, Juscimeira viverá uma nova realidade” – disse o senador Wellington Fagundes (PL-MT), presidente da Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura (Frenlogi).

 

O ministro Tarcísio, da Infraestrutura, afirma que, o todo, foram investidos R$ 23 milhões na construção do contorno, que tem pista dupla, e na execução de duas pontes – de 60 metros cada – localizadas sobre o rio Areias, ao longo do traçado do empreendimento.

 

Além de beneficiar a população de Juscimeira, o contorno implanta nova realidade ao fluxo de veículos de cargas, reduzindo tempo de viagem. De acordo com o DNIT, em média, trafegam pela rodovia aproximadamente 15 mil carretas e caminhões, principalmente nesta época do ano, quando se escoa a safra com destino ao Terminal Ferroviário de Cargas de Rondonópolis e também para os portos do Sudeste. São quase 10 milhões de toneladas ano de soja e milho.

Leia Também:  Polo de vacinação contra a COVID-19 do SESC Balneário se destaca pelo cuidado com os idosos

 

O DNIT informou que o contorno de Juscimeira faz parte do lote 1 da obra de duplicação da BR-163/364/MT. Neste trecho já foram concluídos 46 quilômetros de restauração e de pista dupla. Dividida em três lotes, os serviços ocorrem em 174 quilômetros da rodovia federal.

 

No lote 2, o DNIT já concluiu a execução do contorno do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), na região da Serra de São Vicente, além da restauração e a duplicação de 60 quilômetros para o tráfego da BR-163/364/MT na região Sul do Estado. A conclusão da duplicação total da BR-163/364/MT será em 2021, com a realização do contorno de Jaciara.

 

A implantação de contornos rodoviários, segundo o senador Wellington Fagundes, faz parte da política de segurança e desenvolvimento integrado dos municípios localizados ao longo da BR-163. Além das obras concluídas em Jaciara, o DNIT trabalha na construção do Contorno de São Pedro da Cipa, com quatro quilômetros de extensão, que devem estar concluídos até dezembro. Também estão em obras a construção de pontes de concreto sobre o rio São Lourenço, localizadas no trecho dos contornos rodoviários da BR-163/364/MT.

Leia Também:  Irregularidades e falta de enquadramento são principais motivos para negativa de crédito emergencial

 

Distrito Industrial de Cuiabá – Neste semestre, o DNIT retomou as obras e a duplicação da BR-163/364/MT, na região do Distrito Industrial de Cuiabá. Serão investidos mais de R$ 50 milhões no empreendimento que, assim que finalizado, vai melhorar o trânsito na entrada da capital. O trecho será duplicado, terá iluminação pública nova e contará com quatro viadutos, que irão desafogar o fluxo de veículos.

 

O tráfego dos bairros residenciais localizados no entorno do Distrito Industrial será separado do fluxo da rodovia federal, resultando em mais segurança no trânsito e redução no tempo de viagem dos usuários.

 

O trecho do Distrito faz parte do chamado lote 3 da BR-163/364/MT, de 42 quilômetros de extensão, e que se inicia no segmento em concreto da Serra de São Vicente até o viaduto existente no entroncamento com a Rodovia dos Imigrantes (BR-070/MT). A previsão é de que as obras sejam concluídas neste trecho no fim de 2020.

Foto: Divulgação

COMENTE ABAIXO:

Abastecimento

Deputado discute energia e leva torre de telefonia a Agrovila das Palmeiras

Publicados

em

Por

JB News

 

Expansão do fornecimento da eletricidade foi discutido em audiência pública; moradores contarão com sinal de telefonia celular

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) liderou na quinta-feira (25) uma audiência pública na comunidade Agrovila das Palmeiras, localizada no município de Santo Antônio de Leverger, para discutir a expansão do fornecimento de energia elétrica na região e ainda temas vinculados à agricultura familiar.

Com a participação de populares no Centro Comunitário José Piccini na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, a audiência pública seguiu os protocolos da OMS (Organização Mundial de Saúde) com a obrigatoriedade de utilização de máscaras faciais e constante uso de álcool em gel nas mãos para prevenção ao coronavírus (Covid-19).

O presidente da concessionária Energisa, Riberto José Barbanera, recebeu a demanda de moradores e destacou que o fornecimento de energia elétrica depende de critérios técnicos que serão criteriosamente avaliados para atender a população.

“Nós estamos dispostos a atender a população. Mas isto depende de uma análise técnica feita pelos engenheiros que serão analisadas”, disse.

Leia Também:  Mato Grosso registra 347.815 casos e 63 mortes por Covid-19

O presidente da Associação de Santo Antônio do Taquaral, Gesubet Rodrigues Ferreira, revelou que o fornecimento de energia elétrica precisa ser expandido para garantir qualidade de vida aos moradores.

“Nós temos uma área para formar um núcleo urbano. São 30 moradores já com mercadinho, Igreja fábrica de pré-moldado e precisamos de energia elétrica. A gente quer atuar na legalidade e não ficar com ligações ilegais”, disse.

Já a presidente da Associação Rural “Seis Marias”, Miguelina Marques da Silva,  declarou que a necessidade de energia elétrica é constante na região, ainda mais porque a economia é movida pelos pequenos agricultores.

“Nós produzimos queijo e leite e a falta de energia constante tem levado à perda de equipamentos. Espero que a nossa necessidade seja atendida. São muitas famílias que precisam. É uma questão de sobrevivência. Não podemos ter uma rede precária de abastecimento”, destacou.

Sinal de telefonia e escritório da Empaer

Na audiência pública, o chefe de gabinete da Metamat (Companhia Mato Grossense de Mineração), confirmou que será atendida uma reivindicação do deputado Wilson Santos (PSDB) para instalar uma torre de telefonia na comunidade Agrovila das Palmeiras.

Leia Também:  Semana do Conhecimento Virtual’ debate importância da leitura e da Ciência

“Até 60 dias a torre de telefonia já estará instalada e fornecerá sinal aos aparelhos dos moradores. Nossa equipe técnica passou os últimos dias avaliando qual seria o melhor ponto de localização para já concluir este projeto”.

A Metamat, também já deu início, com dinheiro de emenda parlamentar do deputado Wilson Santos liberado pelo governo do Estado, a perfuração de três poços artesianos para ampliar o abastecimento de água.

O presidente da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Renaldo Loffi, o “Alemão”, comunicou ainda que a autarquia vai disponibilizar um escritório na comunidade Agrovila das Palmeiras para atender a demanda de pequenos produtores.

“A agricultura familiar encontra no deputado Wilson Santos um parceiro de longa data. E é com muito orgulho que iremos abrir este escritório para ajudar no desenvolvimento da comunidade”, destacou.

Por RAFAEL COSTA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA