Esportes

Conselho Deliberativo do Mixto agenda reunião para homologar renúncia e marcar eleição

Publicados

em

 

Depois do pedido de renúncia do ex-presidente Walter Fernandes, o Conselho Deliberativo do Mixto marcou reunião extraordinária para o dia 15 de junho para homologar a saída do antigo conselho gestor e marcar a eleição.

O presidente do Conselho Deliberativo, Sargento Joelson, assinou o documento de convocação para todos os conselheiros aptos a votar para decidir o futuro do Mixto.

A reunião com os conselheiros do Mixto será por videoconferência para evitar aglomeração. Além de homologar a saída da antiga diretoria e marcar a data da eleição, serão apresentadas as contas de 2019 e Campeonato Mato-grossense deste ano.

A eleição do novo conselho gestor também será discutida. Como os prazos para inscrições de chapas e data do pleito. Somente terão direito a voto os conselheiros adimplentes, seguindo o estatuto do clube.

———-

Alberich Press – Assessoria de Comunicação

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governo de Mato Grosso compra lotes de “kit-covid” para distribuir aos 141 municípios
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Atletas cobram quitação do “Programa Bolsa Atleta” em MT

Publicados

em

JB News

Atletas das modalidades do Ciclismo Olímpico, Cross Country Olímpico e Cross Country Maratona, que ingressarem junto ao novo Governo de Mato Grosso (SECEL), requerendo inclusão no Programa Bolsa Atleta, cobram uma solução da divida do govero, para com os atletas mato-grossense, cita Elber dos Santos, um dos que ainda não recebeu a Bolsa Atleta. Esse programa tem um atraso de 7 anos, segundo levantamento das federações e atletas, a divida beira a casa dos 10 milhões de reais. Só para os atletas do esporte do pedal, fica em torno de três milhões e meio. Manoel Lima, dirigente da FMTC cita que por 5 anos consecutivos, o ciclismo é a modalidade que mais protocolou pedidos de inclusão ao programa. Conquistamos nas temporadas de 2010 a 2014, vários títulos em nível nacional, cinco vice-campeonatos e inúmeras outras posições entre os seis melhores do país, dando direito aos atletas de ingressarem com as solicitações. Em campanha, Mauro Mendes, prometeu dar uma definição a esta divida do gover, para com os atletas, lembra Elber dos Santos. A proposta deste governo é de mudança e queremos que de fato, o Estado de Mato Grosso, possa realmente contribuir com o esporte amador. O ciclismo regional é a modalidade amadora que mais requerer inclusão junto ao citado programa de apoio aos atletas amadores, finaliza Lima.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Jogos atrasados da 4ª rodada do Mato-grossense movimentam o sábado de Carnaval
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA