Cidades

Comitê antecipa reunião e decide fechar o comércio em Chapada dos Guimarães

A Partir Desta Segunda-Feira

Publicados

em

Comitê decide reforçar isolamento e suspende serviços não essenciais

O aumento expressivo do número de casos de contaminação pelo novo coronavírus e a elevada taxa de ocupação dos leitos de UTI no Estado de Mato Grosso levaram o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 de Chapada dos Guimarães a suspender o funcionamento de serviços não essenciais a partir desta segunda-feira (15). A exemplo do que vem ocorrendo em vários outros municípios, a medida atende à orientação dos órgãos da saúde e busca garantir o isolamento social, evitando a circulação de pessoas.

O promotor de Justiça Leandro Volochko, representante do Ministério Público do Estado de Mato Grosso no referido Comitê, explicou que a decisão foi baseada em critérios técnicos relativos à saúde. Além do aumento expressivo do número de casos, o promotor de Justiça destaca que o Lacen, laboratório que realiza os exames de Covid aumentou o tempo de espera para a entrega de resultados a Chapada dos Guimarães de 72 horas para 10 a 15 dias. “Isso significa que ficaríamos no escuro sem saber quais casos estariam confirmados no período muito grande e, portanto, o comitê acabou tomando essa decisão”, observou.

O promotor de Justiça pede a colaboração, paciência e compreensão de todos. “Sabemos dos efeitos que isso trará, mas o objetivo é proteger o povo chapadense e fazer com que todos possam passar mais rápido possível por esta situação”

Neste sábado o Comitê volta a se reunir virtualmente para deliberar sobre quais serviços essenciais poderão funcionar. Nos próximos 15 dias uma nova reunião será realizada para reavaliar a situação.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Em Juína quatro pessoas são acionadas pelo MPMT por descumprirem isolamento social  
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Prefeito de Nova Maringá distribuirá medicamento a toda população para prevenção da Covid-19

Publicados

em

 

_A iniciativa é inédita em Mato Grosso_

A ivermectina, medicamento que está sendo usado no combate à covid-19, será distribuída de forma gratuita aos moradores de Nova Maringá (localizada a 370km de Cuiabá). A medida será adotada pelo prefeito da cidade, João Braga Neto (PSDB), a partir da próxima semana. A iniciativa é inédita em Mato Grosso.

De acordo com o gestor municipal, o objetivo da ação é tratar a população de forma preventiva para atenuar a infecção causada pelo vírus. “Antes das pessoas serem contaminadas pelo vírus, já será ministrado o medicamento”, pontua o prefeito.

A aquisição do remédio foi feita com recursos recebidos do Governo Federal, para as ações de combate à pandemia, após uma criteriosa pesquisa de preço, para otimizar a compra. Toda a distribuição da ivermectina será acompanhada por profissionais da secretaria de saúde. “Serão entregues para as pessoas, com o acompanhamento dos médicos que estão na linha de frente do combate à pandemia, e que atendem no município, além disso estamos realizando os testes diariamente junto à população”, garante o prefeito.

Leia Também:  TCE-MT suspende compra de kits para teste rápido da Covid-19 por indícios de sobrepreço

Ainda segundo João Braga, a decisão foi debatida com os profissionais da saúde sobre as vantagens do medicamento. O prefeito frisa que em conversa com o médico Marco Aurélio Ribeiro, de Cuiabá, há uma “significativa melhora em pacientes sintomáticos tratados com o remédio”.

Vale destacar que um estudo na Austrália, mostrou que a ivermectina possui atividade antiviral, em teste in vitro, contra o vírus causador da COVID-19 (SARS-CoV-2). “Além de estudos, há resultados positivos em outras cidades, como em Porto Feliz, cidade de São Paulo”, explica o médico. Embalada em caixas com quatro ou dois comprimidos, a ivermectina é indicada de acordo com o peso de cada pessoa.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA