Nacional

Cetur-MT destaca a importância de investimentos locais

Publicados

em

No Dia Mundial do Turismo, Cetur-MT destaca a importância de investimentos locais

 

No Dia Mundial do Turismo, celebrado nesta segunda-feira (27), o Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da Fecomércio (Cetur-MT) destaca a importância do desenvolvimento do turismo local para contribuir com a retomada do setor. Com prejuízo acumulado de mais de R$ 413,1 bilhões no país em função do período de pandemia, conforme pesquisa da Confederação Nacional do Comércio (CNC), o setor começa a ver sinais de recuperação.

 

“Aos poucos, com o avanço da vacinação, as pessoas estão se sentindo mais seguras e programando suas viagens de lazer. E é um bom momento para Mato Grosso receber turistas do Brasil e do mundo. Nosso estado conta com algumas cidades que já possuem uma certa estrutura para receber o turista, mas muitos municípios, que possuem alto potencial turístico necessitam de investimentos para oferecer melhor estrutura e serviços aos visitantes”, explica a representante do Cetur-MT, Alcimar Moretti.

 

Ela cita o turismo de contemplação, que ocorre no Pantanal e em Chapada dos Guimarães, e o de aventura, nas cidades de Nobres e de Jaciara. “Em todos esses casos, a capital acaba se beneficiando, pois além do turismo de evento e negócios, grande parte dos visitantes chegam pelo aeroporto e, muitas vezes, se hospedam e acabam fazendo turismo em Cuiabá”, ressalta Alcimar, que que também responde pela presidência do Sindicato das Empresas de Eventos e Afins de Mato Grosso (Sindieventos-MT).

Leia Também:  ATHIS: potencial campo de atuação e essencial no direito à habitação

 

O vice-presidente do Cetur-MT e presidente do Sindicato Intermunicipal dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado (SHRBS-MT), Luis Carlos Nigro, destaca que a criação do Conselho, que é composto pelas entidades do turismo, é uma medida importante para contribuir para a retomada do desenvolvimento do turismo local. “Temos um plano de ação de curto e médio prazo para promover o setor do turismo no estado e precisamos unir forças com a iniciativa privada e poder público para avançar nas questões que envolvem todo o setor”, informa ele.

 

A última Pesquisa Mensal de Serviços (PMS/IBGE) revela que as atividades turísticas ainda precisam crescer 32,7% para recuperar o que foi perdido durante o auge da pandemia. “Acreditamos que a reabertura de pontos turísticos contribuirá para a melhoria desses índices no estado. Nossa atuação é continuar trabalhando pelo desenvolvimento desse setor, que além de gerar emprego e renda a milhares de famílias, proporciona qualidade de vida à população”.

COMENTE ABAIXO:

Nacional

Senado vota dia 4 emenda que reajusta salários de agentes de saúde

Publicados

em

Por

JB News

Profissionais ainda terão outros direitos adquiridos incorporados na Constituição Federal

O Senado Federal votará na quarta-feira (4) uma emenda constitucional já aprovada pela Câmara dos Deputados, de autoria do deputado federal Valtenir Pereira (MDB) que fixa regras para o pagamento salarial dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate às endemias.

Pela proposta, haverá acréscimo de R$ 874,00 no salário destes profissionais. Com o reajuste, o salário sairá de R$ 1.550,00 para R$ 2.424,00.

A emenda constitucional, já aprovada em dois turnos pela Câmara dos Deputados, tem apoio do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG) e também apoio expressivo das bancadas do Norte e Nordeste.

Nas últimas semanas, o deputado Valtenir Pereira manteve diálogos permanentes no Senado, vindo a obter o apoio público dos senadores Tasso Jeressaiti (PSDB-CE) e Fernando Collor de Mello (PTB-AL).

Pela proposta do deputado Valtenir Pereira, também foi garantido também adicional de insalubridade e aposentadoria especial devido aos riscos inerentes às funções desempenhadas. De acordo com a proposta, os estados, o Distrito Federal e os municípios deverão estabelecer outras vantagens, incentivos, auxílios, gratificações e indenizações, a fim de valorizar o trabalho desses profissionais.

Leia Também: 

Atualmente, existem cerca de 400 mil agentes no Brasil.


“Essa foi uma proposta apresentada em 2011. Neste retorno à Câmara dos Deputados, ressaltei a importância desta matéria e conseguimos levá-la ao plenário para aprovação. É uma valorização aos profissionais da saúde”, destacou o parlamentar.

O agente comunitário de saúde é responsável pela atuação na promoção e prevenção da saúde, mapeando todos os serviços prestados no bairro da sua unidade básica. Assim, ele participa da elaboração, avaliação, programação e reprogramação dos planos de ações locais de saúde, em conjunto com uma equipe multidisciplinar, para levar em conta todos os âmbitos da comunidade — história, população, situação de risco etc.

Rafael Costa Rocha

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA