Saúde

Brasil tem 1.474 casos confirmados de varíola dos macacos, segundo MS

Publicados

em

Paciente com varíola dos macacos apresenta bolhas pelo corpo
OMS/Divulgação

Paciente com varíola dos macacos apresenta bolhas pelo corpo

O Brasil tem 1.474 casos confirmados de varíola dos macacos, segundo boletim divulgado nesta terça-feira (2) pelo Ministério da Saúde. A doença está presente em 17 estados brasileiros, além do DF (Distrito Federal).

Até o momento, uma morte foi registrada no país, na sexta-feira (29). O paciente, de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, tinha comorbidades e estava em tratamento de quimioterapia.

No último dia 22, a OMS (Organização Mundial da Saúde) declarou a situação da varíola dos macacos como emergência pública internacional. Atualmente, há 23.247 casos confirmados da doença, de acordo com o Our World in Data . Na terça-feira (26), o órgão emitiu um alerta sobre a situação da varíola dos macacos no Brasil, e afirmou que o cenário no país é “preocupante”.

“A situação no Brasil é preocupante. É importante que as autoridades também tomem conhecimento da emergência de saúde pública de interesse internacional e das recomendações temporárias e tomem as medidas adequadas”, disse a líder técnica da entidade para a doença, Rosamund Lewis.

Leia Também:  Varíola dos macacos: Europa e Ásia têm primeiras mortes pela doença

As principais medidas para prevenir a varíola dos macacos são fazer a higiene frequente das mãos com água e sabão ou álcool 70%; evitar contato com pessoas que tenham suspeita da doença; não compartilhar objetos; e reduzir o número de parceiros sexuais. As recomendações foram divulgadas no último sábado (29), em nota assinada pela SBI (Sociedade Brasileira de Infecologia) e pela SBU (Sociedade Brasileira de Urologia). As organizações destacam que, em caso de sintomas ou lesões na pele, o paciente deve se manter em isolamento até a exclusão do diagnóstico ou o completo desaparecimento das lesões.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o perfil geral do Portal iG .

Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:

Saúde

Brasil registra 147 mortes e 17,7 mil novos casos de covid-19 em 24h

Publicados

em

Por

Em 24 horas, foram registrados 17.726 novos casos de covid-19 no Brasil. No mesmo período, houve 147 mortes de vítimas do vírus. O Brasil soma desde o início da pandemia 681.400 mortes por covid-19, segundo o boletim epidemiológico divulgado hoje (13), em Brasília, pelo Ministério da Saúde. O número total de casos confirmados da doença é de 34.165.857.

Ainda segundo o boletim, 32.966.689 pessoas se recuperaram da doença e 517.768 casos estão em acompanhamento. No levantamento de hoje, não consta atualização dos dados de óbitos em Mato Grosso do Sul. Também não consta a atualização de casos e mortes no Distrito Federal e nos seguintes estados: Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Roraima e Tocantins.

Estados

Segundo os dados disponíveis, São Paulo lidera o número de casos, com 5,97 milhões, seguido por Minas Gerais (3,85 milhões) e Paraná (2,71 milhões). O menor número de casos é registrado no Acre (147,5 mil). Em seguida, aparecem Roraima (173,9 mil) e Amapá (177,7 mil).
Em relação às mortes, de acordo com os dados mais recentes disponíveis, São Paulo apresenta o maior número (173.638), seguido de Rio de Janeiro (75.162) e Minas Gerais (63.257). O menor total de mortes situa-se no Acre (2.025), Amapá (2.155) e Roraima (2.165).

Boletim Epidemiológico Boletim Epidemiológico

Leia Também:  Várzea Grande retoma vacinação contra covid-19 na segunda
Boletim Epidemiológico – 13/08/2022/Divulgação/ Ministério da Saúde

Vacinação

Até hoje, foram aplicadas 471,7 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, sendo 178,7 milhões com a primeira dose e 159,8 milhões com a segunda dose. A dose única foi aplicada em 4,9 milhões de pessoas. Outras 104,4 milhões já receberam a primeira dose de reforço, e 18,9 milhões receberam a segunda dose de reforço.

Edição: Claudia Felczak

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA