Nacional

Brasil registra 204 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas

Publicados

em

Brasil bate recorde e registra 204 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas

JB NEWS

A Folha de  S. P O UOL E Site 247  divulgou nesta terça-feira 14, que  ao todo, são 1.532 óbitos e 25.262 casos confirmados de Covid-19, o que significa um aumento de 8% no número de casos em um dia.

  Brasil tem hoje, de acordo com o Ministério da Saúde, 25.262 casos confirmados de coronavírus e 1.532 óbitos. Foram 204 mortes nas últimas 24 horas segundo a imprensa nacional.

Registra-se ainda um aumento de 8% no número de casos confirmados em apenas um dia em todo país.

Em Mato Grosso foi registrado nesta Terça-feira (14) 138 casos confirmados da Covid-19

 <br /><strong style='font-size:10px;'>(foto: Tchélo Figueiredo - Secom/MT)</strong> 

 

 

 

 

(foto: Tchélo Figueiredo – Secom/MT)

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta terça-feira (14.04), 138 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados quatro óbitos em decorrência do coronavírus.

Os casos confirmados estão em Cuiabá (75), Rondonópolis (22), Sinop (11), Várzea Grande (6), Tangará da Serra (5), São José dos Quatro Marcos (2), Cáceres (2), Aripuanã (2), União do Sul (1), Primavera do Leste (1), Pontes e Lacerda (1), Nova Mutum (1), Nova Monte Verde (1), Lucas do Rio Verde (1), Lambari D’Oeste (1), Canarana (1), Campo Novo do Parecis (1), Alta Floresta (1) e residentes de outros Estados (3).

Leia Também:  Pacto entre 22 governadores pode gerar lockdaw nacional

Nas últimas 24 horas, surgiram novas confirmações nos municípios de Cuiabá (3) e Pontes e Lacerda (1). Dos 138 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 97 estão em isolamento domiciliar, 31 estão recuperados e 6 estão hospitalizados – sendo cinco em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e um em enfermaria.

Considerando o número de casos confirmados em Mato Grosso, 61% dos diagnosticados são do sexo feminino e 39% masculino; além disso, 77 pacientes têm faixa-etária entre 36 a 55 anos. O documento ainda aponta que um total de 1.188 amostras já foram processadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 37 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES (disponível neste link), a partir das 17h.

Cenário nacional

Nesta terça-feira (14), o Governo Federal confirmou 25.262 casos da Covid-19 no Brasil e 1.532 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, o país contabilizava 1.328 mortes e 23.430 casos confirmados de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Leia Também:  Neri Geller sai fortalecido e comemora eleição de Arthur Lira à presidência da Câmara Federal

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

COMENTE ABAIXO:

COVID-19

Pacto entre 22 governadores pode gerar lockdaw nacional

Publicados

em

Por

JB News

O site 247 informou agora a pouco que os governadores de boa parte do Brasil e reuniram para decidir novas medidas de combate ao Coronavirus (Covid-19).

As informações que foram dadas neste domingo 07.02, são de que os governadores irão assumir a coordenação nacional do combate ao vírus mortal que assola o todo território nacional.

Segundo o site, o governador do Piauí, Wellington Dias, que representa o Fórum Nacional dos Governadores,  disse agora a noite que “A decisão é uma resposta a recusa do presidente da República Jair Bolsonaro, de permitir que o governo federal cumpre esse papel”.

Pelas informações obtidas, os governadores devem decretar lockdaw nacional ou endurecer ainda mais as medidas de combate ao Covid-19, a partir do dia 14 de março. Segundo a fonte, 22 governadores já estão de acordo em endurecer as medidas, apenas cinco ainda não manifestaram um posicionamento, que são os Estados de Mato Grosso do Sul, Tocantins, Rondônia, Acre e Roraima.

O que ficou determinado é que se propague urgentemente a população de que o momento é crítico e crucial, e que a circulação de pessoas sejam reduzidas drasticamente, para que diminuam as filas nos hospitais.

Leia Também:  Prefeitos que descumprirem Decreto Estadual serão responsabilizados diz MPE

Entre os Estado que aderiram ao pacto estão Piauí, Paraíba, Bahia, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso, São Paulo, Pará, Distrito Federal, Alagoas, Minas Gerais, Ceará, Sergipe, Goiás, Maranhão, Amazonas, Paraná, Espirito Santo e Rio de Janeiro.

As informações são preliminares, nenhum governador veio a público confirmar o pacto.

Veja aqui a notícia completa :👇

https://www.brasil247.com/coronavirus/governadores-assumem-coordenacao-do-combate-ao-coronavirus-e-podem-decretar-lockdown-nacional-dia-14-aqp16gdv

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA