Política Nacional

Bolsonaro diz que recolheu todas as gravações de áudio de seu condomínio

Publicados

em

source
Jair Bolsonaro em live arrow-options
Reprodução/Facebook

Nesta semana, Bolsonaro fez uma live e atacou a TV Globo após reportagem que ligou ele à morte de Marielle Franco

O presidente da República, Jair Bolsonaro , afirmou neste sábado (2) que recolheu todas as gravações de áudio de seu condomínio na Barra da Tijuca. “Nós pegamos antes que fosse adulterado, pegamos lá toda a memória da secretária eletrônica, que é guardada há mais de anos, a voz não é minha. Não é o seu Jair”, afirmou.

Leia também: Bolsonaro diz que Witzel “manipulou” processo que trata do caso Marielle

Bolsonaro disse ainda que “acionou” o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, para tratar do caso junto ao procurador-geral da República, Augusto Aras. “O tratamento com Aras foi via ministro da Justiça”.

Ele também acusou o delegado da Polícia Civil responsável pelo Caso Marielle de ser “amiguinho” do governador do Rio, Wilson Witzel – apontado pelo presidente como o responsável do vazamento do depoimento do porteiro do condomínio Vivendas da Barra. Bolsonaro e Witzel têm trocado farpas desde que a reportagem da TV Globo que liga o presidente ao caso Marielle foi ao ar.

Leia Também:  Após eleição de Arthur Lira presidente da câmara, Dr. Leonardo é escolhido líder da bancada de MT em Brasília no lugar de Neri Geller

Bolsonaro é vizinho do policial militar aposentado Ronnie Lessa, preso por ser o principal suspeito de assassinar a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e seu motorista Anderson Gomes. De acordo com o depoimento do porteiro do condomínio , o outro suspeito dos assassinatos, o ex-PM Élcio de Queiroz, disse, na portaria do Vivendas da Barra, em 14 de março de 2018, que iria para a casa de número 58, que pertence ao presidente Bolsonaro. De dentro da casa do então deputado federal, alguém teria liberado a sua entrada. Queiroz então teria ido à casa de Lessa para, horas depois, ambos assassinarem Marielle.

Leia também: Família de Marielle quer Moro fora das investigações do assassinato

O presidente se diz vítima de perseguição da mídia e da oposição e reiterou que estava em Brasília, e não na sua casa, no dia 14 de março de 2018.

COMENTE ABAIXO:

POLITICA

Após eleição de Arthur Lira presidente da câmara, Dr. Leonardo é escolhido líder da bancada de MT em Brasília no lugar de Neri Geller

Publicados

em

Por

Após eleição de Arthur Lira presidente da câmara Dr Leonardo se torna líder de bancada

JB News

Da Redação

Uma reunião que está acontecendo já na manhã desta terça feira 02, nas dependências da do gabinete do senador Jayme Campos (DEM), escolheu o deputado Dr. Leonardo do Solidariedade de Cáceres como o novo líder da bancada de Mato Grosso Em Brasília.
Essa função era ocupada pelo deputado Neri Geller (PP).


Ainda ontem 01 de fevereiro, aconteceu a eleição para presidente da mesa diretora do congresso, onde Lira foi o vencedor. Neri foi um dos grandes articuladores da campanha do deputado a presidência, que passa agora o cargo a Dr Leonardo. Até o momento não tem a informação de qual cargo o deputado Neri vai ocupar no congresso nacional, uma vez que foi da linha de frente na composição.
Participam da reunião os senadores Jayme Campos (DEM), Welington Fagundes (PL) Carlos Fávaro (PSD), os deputados federais Dr Leonardo (DS), Nelson Barbudo (PSL) e Juarez Costa (MDB).
Mais Informações em Instantes.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  POR MT: Arthur Lira defende duplicação da BR 163, licenciamento e Lei Kandir
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA