Economia

Auxílio Brasil de R$ 600 começa a ser pago na semana que vem

Publicados

em

Auxílio Brasil de R$ 600 começa a ser pago na semana que vem
Divulgação

Auxílio Brasil de R$ 600 começa a ser pago na semana que vem

O adicional de R$ 200 do Auxílio Brasil começa a ser pago na próxima terça-feira (9). Com isso, o valor do benefício passa dos atuais R$ 400 para R$ 600. O aumento vale até dezembro deste ano.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

O governo decidiu antecipar o calendário de agosto. O pagamento estava previsto para acontecer entre os dias 18 e 31, de acordo com o número final do NIS (Número de Identificação Social) dos beneficiários. Agora, as parcelas serão pagas de 9 a 22 de agosto.

Veja o calendário abaixo:

  • NIS de final 1 – 9 de agosto
  • NIS de final 2 – 10 de agosto
  • NIS de final 3 – 11 de agosto
  • NIS de final 4 – 12 de agosto
  • NIS de final 5 – 15 de agosto
  • NIS de final 6 – 16 de agosto
  • NIS de final 7 – 17 de agosto
  • NIS de final 8 – 18 de agosto
  • NIS de final 9 – 19 de agosto
  • NIS de final 0 – 22 de agosto
Leia Também:  Caixa reduz taxa de juros e aumenta faixa de renda habitacional

O acréscimo só foi possível graças à chamada PEC (Proposta de Emenda à Constituição) Eleitoral, promulgada pelo Congresso Nacional no dia 14 de julho. A proposta instituiu estado de emergência e permitiu ampliar benefícios em ano eleitoral.

Além do aumento do Auxílio Brasil, o texto também permitiu dobrar o valor do vale-gás e criar um “voucher” de R$ 1 mil para caminhoneiros e um auxílio também de R$ 1 mil para taxistas. Todas as medidas valem até o fim deste ano.

 O custo total do ‘pacote de bondades’ chega a R$ 41,2 bilhões.

O governo também decidiu incluir mais 2,2 milhões de famílias no Auxílio Brasil neste mês.  Com isso, o programa deve chegar a mais de 20,3 milhões em agosto.

A ideia é zerar a fila do programa até o mês que vem. Quem se inscrever depois de agosto, porém, não terá garantia de ser contemplado. A PEC só reserva orçamento para incluir quem estava na fila até a data da sua promulgação.

Leia Também:  LGPD e as responsabilidades dos empresários

Quem tem direito ao Auxílio Brasil?

Podem receber o Auxílio Brasil famílias:

  • em situação de extrema pobreza, com renda mensal per capita de até R$ 105;
  • em situação de pobreza, com renda mensal per capita entre R$ 105,01 e R$ 210;
  • em regra de emancipação: quando o beneficiário consegue um emprego formal, mas tem direito ao benefício desde que a renda familiar mensal não ultrapasse R$ 525 por pessoa

Em todos os casos, é necessário que estejam inscritas no CadÚnico.

Pagamento

Os cartões e senhas usados para saque do Bolsa Família continuam válidos e podem ser utilizados para o recebimento do Auxílio Brasil.

Em julho, os beneficiários começaram a receber novos cartões do Auxílio Brasil, em substituição aos do Bolsa Família. Não é necessário fazer uma solicitação do cartão. Ele será distribuído gratuitamente a quem já está no programa. 

O dinheiro também pode ser movimentado via Poupança Social Digital, pelo aplicativo Caixa Tem.

Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:

Economia

Mauro Mendes afirma pagar de forma integral o RGA 2022

Publicados

em

Por

JB News

Por Alisson Gonçalves

O governador de MT candidato a reeleição Mauro Mendes (UB), afirmou em entrevista nesta sexta-feira 12 Agosto, e afirmou  que vai pagar de forma integral o (RGA) Revisão Geral Anual referente a este ano 2022.

Segundo Mende, está proposta serve para valorizar mais o servidor público, e que o pagamento do (RGA) referente a este ano está previsto para janeiro de 2023.

Até então a data para o pagamento seria em maio, porém Mendes disse foi mudada a data de pagamento tudo com planejamento, outra afirmação do governador é que o pagamento do (RGA) deve acompanhar a inflação.

O RGA tem sido a briga dos servidores públicos com o Governo de MT, isso porque no ano de 2019 não foi pago o valor referente ao ano de 2018, isso porque o Tribunal de Contas do Estado de MT (TCE-MT), suspendeu o pagamento alegando o que estado de MT não teria atingidos todos os requisitos para fazer o pagamento.

Já no ano de 2020 e 2021, por conta da Covid-19, mais uma vez o servidor público ficou sem receber o RGA, apesar disso neste ano o governo fez reajuste de 7% nos salários dos servidores públicos, e agora faz compromisso de pagar integralmente e acompanhando a inflação o RGA em 2023.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Sancionado remanejamento de R$ 1,2 bi para abertura do Plano Safra
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA