Arquivos JB News 10 Anos

Associações Comerciais participam do lançamento do programa “Mobilização pelo Emprego e Produtivida

Publicados

em

 

Facmat e Associações Comerciais participam do lançamento do programa “Mobilização pelo Emprego e Produtividade” em MT

Comitiva com 180 pessoas formada por presidentes e representantes das Associações Comerciais e Empresarias de Mato Grosso marcou presença no lançamento do programa “Mobilização pelo Emprego e Produtividade” no estado, quinto a receber o encontro promovido pelo Ministério da Economia, com o apoio do Sebrae. O evento aconteceu nesta quinta-feira (29.08), no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá, e foi o primeiro a ser realizado na região Centro-Oeste. 

A Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso (Facmat) é uma das parceiras do programa, que visa mapear entraves que prejudicam o desenvolvimento da economia regional, além de buscar alternativas para gerar competitividade, mais emprego e renda. “Estamos trabalhando uma grande mudança, para fazer com que investir, crescer e gerar emprego volte a valer a pena. Isso começa desde as micro e pequenas empresas, que são os grandes criadores de emprego no Brasil”, comentou o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do ministério, Carlos Da Costa, ao justificar que o setor respondeu com 92% dos empregos formais no mês passado.

“Precisamos ter menos Brasília e mais Brasil, menos governo e mais empresas, menos dirigismo e mais mercados. É isso que as lições de países mais desenvolvidos nos trazem hoje”, completou Carlos Da Costa, ao criticar a interferência do Estado no ambiente de negócios. “O Governo tem que acreditar na iniciativa privada, é o cidadão acima do Estado. Quem tira o país da crise é o empresário, que era visto de outra forma, mas é quem gera emprego”, afirmou o secretário.  

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, lembrou a importância dos pequenos negócios para o desenvolvimento do país. “A saída para o país são as micro e pequenas empresas e os Microempreendedores Individuais (MEI) e o Sebrae está atuando como um instrumento de apoio para que isso aconteça. Somos como uma agência de desenvolvimento em favor da produtividade”.  

Com o entendimento de que a mobilização é grande por parte das Associações Comerciais, frente à possibilidade da retomada da economia, o presidente da Facmat, Jonas Alves, defendeu a desburocratização de medidas que travam os negócios e destacou a importância da liberdade econômica para o setor. “Queremos menos travas na legislação. Para melhorar o sistema e aumentar a competitividade é fundamental ter menos burocracia. Buscamos isso e apoiamos o movimento com representantes de Associações Comerciais de vários municípios que vieram aqui hoje prestigiar o evento”, finalizou.  

Após o lançamento, Carlos Da Costa e Melles se reuniram com prefeitos de diversos municípios e representantes das Facmat e das Associações Comerciais para colher suas principais reivindicações. Mato Grosso possui atualmente 248 mil pequenos negócios, sendo que 60% são MEI. O segmento representa 99% das empresas no estado e respondem por 35% do PIB local, 63% da massa salarial de todas as corporações e geração de 67% dos empregos com carteira assinada.

EXPECTATIVA 

Para o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Tangará da Serra (Acits), Júnior Rocha, a iniciativa busca a aproximação governamental com o empresário. “O governo está aproximando mais, querendo ouvir as nossas necessidades, isso é importante para podermos entrar na rota do crescimento novamente”, pontuou.

A expectativa de que o setor ganhe novo fôlego e incorpore a política de incentivo proposta pelo programa traz esperança para as empreendedoras Sandra Baierle e Lori Glesse, presidentes das Associações Comerciais de Diamantino (Acid) e Campo Verde (Acicave), respectivamente. 

“Esperamos novidades para o setor do comércio, a expectativa é grande não só para os empresários, mas também de toda a população que ganha com mais empregabilidade”, citou Sandra. Já Glesse, lembra que não basta reclamar da situação atual econômica, mas sim tentar mobilizar o setor e apontar fontes de melhorias. “Essa mobilização é muito importante, pois mostra a força do comércio e da indústria local, essencial para fazer a mudança ocorrer”.

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Cáceres (Acec), Thiago de Lucas Pereira Pinto, comentou que o município é uma cidade polo da região oeste, além de ser atrativo turístico e carece de ações de empreendimentos. “Trouxemos um grupo de empresários da cidade para ouvir as propostas e apresentar também as demandas da nossa região e ter esse contato mais direto, verificar quais são as expectativas de futuro. Estamos aqui para unir forças junto com a Facmat”, reforçou. 

Também trazendo propostas para sua cidade, o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Nova Mutum (Acenm), Joelmir José Faccio, ressaltou a importância de que essas ações saiam do papel. “Essa mobilização é muito importante, viemos escutar as bases e trazer propostas novas. A nossa expectativa é que sejam executadas e tragam benefícios para toda a sociedade”, opinou.

O presidente da Associação Comercial de Rosário Oeste (Acero), Nestrázio Rodrigues Ramos, acrescentou que para que haja desenvolvimento no Estado é preciso desburocratizar alguns entraves para as micro e pequenas empresas. “O empresário tendo crédito produz emprego. Portanto, tem que haver uma união entre os governos para desburocratizar e simplificar algumas questões”, concluiu. 

Também estiveram presentes representantes de Associações Comerciais de Rondonópolis e Nova Olímpia. 

Foto: assessoria 

 

Luciane Mildenberger –

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Representantes da ONU vêm a Cuiabá apresentar ferramentas de gestão

Arquivos JB News 10 Anos

Kalil Baracat cobra melhorias na pavimentação de bairros

Publicados

em

Por

 

O vereador por Várzea Grande, Kalil Sarat Baracat de Arruda apresentou duas indicações que visam melhorias na pavimentação asfáltica de dois bairros da cidade.

Sua primeira indicação solicita do Poder Executivo Municipal junto à Secretaria de Infraestrutura a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica nas ruas do bairro Jardim Novo Horizonte, em sua totalidade.

Segundo Kalil a proposta é urgente e visa à realização de “tapa buracos” e reparos na pavimentação asfáltica.

“As ruas do bairro em questão encontram-se totalmente esburacadas, quase sem condições de tráfego, provocando pequenas colisões e avarias nos veículos dos que por ali transitam. É tamanha a calamidade em que se encontram as vias que não é possível especificar onde e quão grandes são os buracos. Atender à solicitação daquela comunidade é cumprir com o dever social e zelar pelo bem público e pelos munícipes”, explica o vereador.

Os moradores do bairro Jardim Potiguar também vem passando pelo mesmo problema e dessa forma, Kalil também indicou a necessidade de serviços de tapa buracos e reparos na pavimentação asfáltica em todas as ruas do bairro.

Leia Também:  PF apreende meia tonelada de maconha

“ As ruas Jardim Potiguar estão cheias de buracos com o aumento do fluxo de veículos pela região devido aos desvios das obras da Copa, quase que sem condições de tráfego. Além da falta de conforto e segurança, os buracos deixam o bairro com aspecto feio e mal cuidado desvalorizando os imóveis construídos ali. Dezenas de colisões com prejuízos financeiros e lesões físicas são registradas todos os dias naquele local”, disse Kalil Baracat.

 

Michelle Carla Costa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA