Tecnologia

Android 13 pode chegar só em setembro, sugere boletim do Google

Publicados

em

Android 13 não deve chegar em agosto
Unsplash/Denny Müller

Android 13 não deve chegar em agosto

A primeira prévia do Android 13 foi disponibilizada para desenvolvedores em fevereiro. Isso fez com que diversas pessoas acreditassem que a versão final chegaria antes do previsto, possivelmente em agosto. No entanto, segundo o último boletim de segurança do Google, a liberação oficial não deve ocorrer este mês, mas sim em setembro.

No boletim de segurança de agosto, o gigante das buscas divulgou as “notas de lançamento de segurança do Android 13”, que detalham as vulnerabilidades corrigidas e como os dispositivos que executam o patch de setembro estão protegidos contra elas.

“Os dispositivos Android 13 com um nível de patch de segurança de 01/09/2022 ou posterior estão protegidos contra esses problemas (o Android 13, conforme lançado no AOSP, terá um nível de patch de segurança padrão de 01/09/2022)”, diz o documento.

A descrição sugere que as correções de segurança mencionadas no documento só chegarão ao AOSP (Android Open Source Project) no próximo mês, indicando que o Android 13 pode ser disponibilizado apenas em setembro com as melhorias mais recentes. Afinal, antes de novas versões chegarem a linha Pixel, elas são lançadas primeiro no projeto de código aberto do Google.

Leia Também:  Plano ABC+ para redução de emissão de carbono na agropecuária entra em vigor em setembro

Além disso, existe outro indicativo que o software não deve ser distribuído este mês: o Pixel 6a acaba de receber o Beta 4 do Android 13. Isso indica que a empresa ainda trabalha nos ajustes finais, pois não faria sentido inserir o aparelho no programa de testes se o lançamento estivesse próximo.

Ainda não há informações sobre a data exata da liberação do sistema, mas considerando que o Android 12 entrou no AOSP no início de outubro de 2021, com a atualização chegando duas semanas depois, existe a possibilidade do Google seguir o mesmo cronograma.

O que esperar do Android 13

O Android 13 deve trazer uma série de melhorias e novidades, como um modo convidado mais útil, que permite definir quais aplicativos estarão disponíveis, controle de mídia com visual renovado, atalho para leitura de QR Code e muito mais.

Leia Também:  Monkeypox: Saúde deve receber primeiras doses das vacinas em setembro

A nova versão do sistema do Google traz o codinome Tiramisu, uma sobremesa de origem italiana que leva biscoitos de champanhe e café.


Fonte: IG TECNOLOGIA

COMENTE ABAIXO:

Tecnologia

Fábio Faria nega desmatamento da Amazônia para instalação do 5G

Publicados

em

Por

Fábio Faria disse que 10 milhões de pessoas devem ser favorecidas
Alan Santos/ PR

Fábio Faria disse que 10 milhões de pessoas devem ser favorecidas

O ministro das Comunicações, Fabio Faria, disse que o país deverá conectar na rede 5G pelo menos 10 milhões de pessoas na Amazônia sem derrubar uma única árvore. O ministro afirmou que isso será feito através da instalação de uma rede de fibra ótica, e a região passará a ter a rede 5G dentro do programa Norte Conectado.

Faria lembrou que mais de 40 milhões de brasileiros ainda não têm redes de conexão atualmente e a meta do governo é encerrar os chamados “desertos digitais” no país, sem especificar prazos. Ele disse que serão investidos pelo menos R$ 10 bilhões para conectar todas a vilas e aldeias do país.

“Vamos conectar 10 milhões de pessoas na Amazônia, com fibra ótica, sem cortar uma única árvore”, disse Faria, lembrando que serão investidos outros R$ 3,1 bilhões para cobrir escolas públicas com a rede.

O ministro falou durante o Seminário 5G.BR, organizado pela sua pasta. Ele disse que a implantação dessa tecnologia trará um ciclo longo de investimentos no país e que haverá transformações importantes em diferentes setores, como agricultura, finanças e indústria.

Leia Também:  AMEE lança Livro que destaca Engenharia Elétrica e Eletrotécnica

E depois, afirmou, o país deverá investir em capital humano. O ministro mediou o painel sobre como a tecnologia poderá contribuir para que as metas de desenvolvimento sustentável sejam atingidas no país.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

A rede 5G pura deverá chegar a pelo menos 25 capitais do país até o final de agosto, estimou o ministro. Manaus e Belém ainda enfrentam dificuldades na limpeza da faixa e deverão ativar sua rede 5G em 60 dias.

O cronograma da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) indica que todas as capitais devem ter a faixa do 5G liberada até o fim do mês, mas as empresas de telecomunicações só serão obrigadas a ativarem o sinal até o final de setembro, quando a Anatel começará a fiscalizar o sinal da rede. O ministro afirmou que as teles estão ativando o sinal imediatamente após a faixa ser liberada.

Leia Também:  Berlusconi quer aliança com a extrema-direita para chegar ao poder

“O que temos no radar é que até o final deste mês pelo menos 25 capitais estarão funcionando o 5G”, disse o ministro.

O sinal já está funcionando em Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, São Paulo e João Pessoa. Na próxima semana, Curitiba, Salvador e Goiânia começam a usar a rede. Depois, a rede 5G chegará ao Rio de Janeiro.

Fonte: IG TECNOLOGIA

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA