POLITICA

ALMT publica e convoca eleição da nova mesa diretora

Publicados

em

JB News

Por Jota de Sá  e  Denise Niederauer

 

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu nesta segunda-feira (22.02), a eleição que levou à recondução do deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) ao cargo de presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), pela terceira vez, onde  tomou posse no dia primeiro de fevereiro deste ano.
Em nota sobre da decisão do  STF que determinou nova eleição para a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, a Procuradoria-Geral, embora entendeu que a eleição ocorreu dentro da legalidade e constitucionalidade, seguindo o entendimento à época do STF e o que dispõe a Constituição do Estado de Mato Grosso, informou  que apresentou ao Presidente da Assembleia Legislativa a possibilidade de recorrer da decisão, contudo, Botelho não apresentará recurso e cumprirá a determinação do STF.
As informações são de que desde que saiu a decisão, os deputados foram acionados para reunir na residência de Botelho para definir uma nova composição para a mesa diretora.
Segundos informações apuradas pelo JBNews, a eleição deverá ter uma chapa de consenso, com o deputado Max Russi (PSB), na presidência, na vice-presidência o deputado Dilmar Dal’Bosco, e Eduardo Botelho a primeira secretaria.
A deputada Janaina Riva (MDB), na segunda-secretaria. Outros nomes para compor a Chapa está sendo articulada.
O que se tem até o momento é que a ALMT já publicou a convocação da nova eleição para esta terça-feira (23.02), às 19hs no plenário das deliberações Renê Barbour.

Leia Também:  Jayme Campos assume vice-presidência da Comissão de Infraestrutura no Senado Federal

Veja aqui a publicação:👇

Diário Oficial Eletrônico da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

COMENTE ABAIXO:

COVID-19

Carlos Fávaro suspende atendimento presencial nos gabinetes de Cuiabá e Brasília

Publicados

em

Por

*NOTA AO PÚBLICO*

 

JB News

Diante do agravamento da pandemia da covid-19 e seguindo orientação do Governo de Mato Grosso, o senador Carlos Fávaro (PSD-MT) informa que o atendimento presencial nos gabinetes de Cuiabá e Brasília está suspenso, inicialmente, até o próximo dia 10 de março.

Neste período, os servidores trabalharão em atividades internas e o atendimento poderá ser feito remotamente. A medida visa contribuir para a manutenção do funcionamento das atividades essenciais, bem como impedir que haja um novo fechamento do comércio.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Morre Empresário Edgare vítima da Covid-19
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA