POLITICA

AL- MT destina R$ 3 milhões para ajudar na abertura da Unidade de Tratamento Intensivo  Pediátrica do Hospital de Câncer

Publicados

em

 

Assembleia Legislativa de Mato Grosso destinou R$ 3 milhões para ajudar na abertura da Unidade de Tratamento Intensivo – UTI Pediátrica do Hospital de Câncer. A iniciativa foi da Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social, presidida pelo deputado Paulo Araújo, que prontamente, recebeu apoio da Mesa Diretora.

Com os recursos, o hospital terá condições de custear o início do funcionamento da UTI Pediátrica e providenciar o pedido de credenciamento no Sistema Único de Saúde – SUS. Serão 10 leitos destinados ao tratamento infantil. Os deputados demonstraram a preocupação e fizeram questão de checar in loco a unidade e, consequentemente, buscar solução.

“Foi um pedido que recebemos da administradora do Hospital de Câncer, Silvia Negri e, pela relevância do caso, a Comissão de Saúde fez o levantamento e, em pouco tempo, buscamos a solução por compreender a emergência e necessidade desse hospital. Estamos contentes com o resultado que vai ajudar a salvar vidas de crianças que dependem de tratamento intensivo. Parabenizo todos os deputados envolvidos, que se colocaram à disposição e não mediram esforços para atingir o objetivo!”, destacou o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM).

Leia Também:  População diz que obra na Avenida Parque do Barbado melhorou o trânsito e valorizou a região

Conforme a administradora do HCan, Silvia Regina Negri, o hospital atende em média 10 mil pacientes por mês, sendo aproximadamente 100 crianças. Ela relata as dificuldades que a unidade de saúde enfrenta para conseguir atender a grande demanda de pacientes. Cita a demora no trâmite para se obter o credenciamento, que sem a ajuda dos parlamentares não seria possível começar os atendimentos na UTI infantil.

“Vamos aplicar os recursos no custeio, compra de medicamentos, pagamento de profissionais e outros materiais. Essa ajuda é fundamental porque sem ela a gente não iria conseguir colocar para funcionar e dar andamento no processo de credenciamento”, agradeceu Silvia.

Ela explica que para habilitar o atendimento via SUS, a unidade precisa entrar em funcionamento e todo o processo pode demorar de seis meses a um ano. Até lá, o HCan vai custear as despesas com os recursos da ALMT. Outra grande expectativa é a de que o governo também destine recursos ao HCan.

Fotos: Ronaldo Mazza

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLITICA

“Faremos ações para simplificar dentro e fora do Governo”, garante governador

Publicados

em

Mauro Mendes defendeu Estado menos burocrático e mais eficiente

Lucas Rodrigues | Secom-MT

Governador Mauro Mendes participa do evento promovido pelo Grupo de Líderes Empresariais de Mato Grosso (LIDE-MT) – Foto por: Christiano Antonucci
A | A

Em 2020, o Governo do Estado passará a adotar diversas ações para simplificar os processos internos e os serviços prestados, de modo a garantir mais eficiência ao cidadão.

A garantia foi dada pelo governador Mauro Mendes, na noite desta quarta-feira (19.02), durante o evento promovido pelo Grupo de Líderes Empresariais de Mato Grosso (LIDE-MT).

“O Estado brasileiro como um todo precisa de um esforço gigantesco para mudar e simplificar a sua cultura interna. Se não fizermos isso, continuaremos pagando muito caro”, afirmou.

Mendes relatou que todos os secretários de Estado e chefes das autarquias/órgãos estaduais Já receberam a incumbência de aplicar metas visando a simplificação dos procedimentos.

“Temos metas periódicas e em quase todas essas metas há ações voltadas à desburocratização. É difícil, pois existe um arcabouço jurídico muito complexo que não depende apenas de nós. Mas enquanto não se muda isso, precisamos encontrar alternativas para fazer as coisas funcionar e garantir um Estado mais eficiente”.

Leia Também:  DEM,PP,PSB,PSDB,PL e Avante reúnem para definir nome que vai a eleição suplementar ao senado em MT

“Nós estamos amarrados por um arcabouço jurídico de mais de 30, 40 anos. Só teremos uma economia mais solta e competitiva se o Estado ficar mais leve. O que posso garantir é que neste ano de 2020 nós faremos diversas ações para simplificar para dentro e para fora do Governo. Temos que fazer mais com menos”, afirmou, durante seu discurso no evento.

De acordo com o presidente da Federação das Industria de Mato Grosso (Fiemt), Gustavo Oliveira, às ações de simplificação são fundamentais para impulsionar o desenvolvimento do Estado.

“A desburocratização é uma simplificação necessária para que as pessoas foquem nas suas atividades produtivas e em seus negócios. Bons exemplos não faltam em Mato Grosso. A secretária Mauren [Lazzaretti, titular da Secretaria de Meio Ambiente], liderou um desses projetos de desburocratização na Sema”, pontuou, citando a força-tarefa para analisar os Cadastros Ambientais Rurais (CAR) e a redução do tempo de resolução dos processos da pasta.

Além dos avanços na Sema, em 2019, o Governo promoveu diversas medidas em prol da simplificação, a exemplo da reinstituição dos incentivos fiscais; emissao online da Guia de Trânsito Animal; revisão da legislação e das taxas ambientais; implantação da telemetria e biometria no Detran e o parcelamento dos débitos sobre veículos em te 12x no cartao e de forma online.

Leia Também:  Democratas de MT realiza encontro de confraternização nesta sexta-feira

Também participaram do evento os secretários Mauro Carvalho (Casa Civil), César Miranda (Desenvolvimento Econômico) e Mauren Lazzarreti (Meio Ambiente), e a presidente da Jucemat, Gercimira Rezende.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA