AGRONEGÓCIOS

Acrimat em Ação contará com Dia do Campo

Publicados

em

A Acrimat representa o setor que detém o maior rebanho bovino do Brasil: são mais de 30 milhões de cabeças. Mato Grosso é ainda o maior produtor de carne, com 1,28 milhões de toneladas.

Ascom/Acrimat

acrimat em acao em campo.jpeg

Em sua 10ª edição, o Acrimat em Ação, maior programa itinerante da pecuária de corte mato-grossense, contará com um dia de campo. A novidade consiste de visita técnica realizada a uma propriedade localizada em um dos municípios pólo visitados pela equipe da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat).

“Nesta edição comemorativa de 10 anos, os municípios polo de cada rota contarão, pela 1ª vez, com o Acrimat em Ação em Campo”, conta o diretor técnico da entidade, Francisco Manzi. “Uma fazenda previamente escolhida abrirá suas porteiras para juntos, proprietário, equipe da Acrimat e palestrante mostrarem em loco tanto a aplicação prática do tema da palestra como responder a questionamentos dos pecuaristas que forem ao evento”, explica Manzi.

Na Rota 01, o Dia de Campo será realizado na Fazenda Girau, de propriedade de Marcello Affonso. A fazenda fica a três quilômetros de Cáceres, na rodovia que leva ao distrito de Vila Aparecida (MT-343). No encontro, o palestrante da primeira rota, Flávio Dutra, participará de um bate papo informativo com o tema ‘Pecuária de Corte de Sucesso: um caminho sem volta”.

Leia Também:  MILHO/CEPEA: Cotações se enfraquecem nos últimos dias de outubro

Sobre o Acrimat em Ação, o presidente da associação, Oswaldo Ribeiro, destaca: “nosso objetivo é oferecer conhecimento técnico sobre assuntos pertinentes à pecuária de corte; fomentar discussões que estimulem o desenvolvimento da pecuária; promover uma maior integração entre os produtores e captar as necessidades específicas de cada região”.

Rota 01

A Rota 01 dá o ponta-pé inicial ao programa. A primeira cidade a ser visitada será Pontes e Lacerda, no dia 28 de fevereiro. No dia seguinte, será Vila Bela da Santíssima Trindade. Poconé (02.03), Rio Branco (03.03) e São José dos Quatro Marcos (04.03) são os próximos municípios a receber a comitiva da Acrimat. O encerramento ocorre em Cáceres, nos dias 6 e 7 de março.

Acrimat em Ação

A Acrimat representa o setor que detém o maior rebanho bovino do Brasil: são mais de 30 milhões de cabeças. Mato Grosso é ainda o maior produtor de carne, com 1,28 milhões de toneladas. Nesse contexto, a Acrimat promove o evento com o formato de circuito com palestras que levam ao debate, conhecimento, troca de informações com temas de relevância à bovinocultura de corte.

Leia Também:  Ministra participa nesta terça-feira da abertura do 1º Congresso Brasileiro de Gestores da Agropecuária

Ao longo de três meses, a equipe técnica da Acrimat também faz o trabalho de levantamento e coleta de dados, captando as necessidades específicas de cada região visitada.

Para esta edição, a expectativa é de que as palestras sejam assistidas por mais de 5 mil pessoas. O público-alvo é formado por pecuaristas de pequeno, médio e grande porte; além de lideranças empresariais do agronegócio.

O programa conta com patrocínio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Sistema de Crédito Cooperativo (Sicredi), Fundo Mato-grossense de Apoio à Cultura da Semente (Fase-MT), Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat) e FS Bioenergia.

COMENTE ABAIXO:
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

AGRONEGÓCIOS

Classe produtora de norte a sul de Mato Grosso participa do Fundação MT em Campo

Publicados

em

Classe produtora de norte a sul de Mato Grosso participa do Fundação MT em Campo

Durante o mês de janeiro desse ano, a Fundação de Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, Fundação MT, realizou nas cidades de Nova Mutum, Sorriso e Itiquira o Fundação MT em Campo com o objetivo de mostrar para a classe produtora os resultados de pesquisas desenvolvidas pela Fundação MT e pelas instituições parceiras. Os eventos aconteceram nos Centros de Aprendizagem e Difusão (CAD`s) instalados nessas três cidades mato-grossenses.

O tema “Superação: O Caminho para Inovação” norteou os diálogos realizados pela equipe técnica do evento com os participantes. A programação do Fundação MT em Campo contemplou palestras sobre os mais importantes assuntos que interferem diretamente nas lavouras de Mato Grosso. Cerca de 1.200 mil pessoas, entre produtores rurais, agrônomos, consultores, técnicos agrícolas, professores e estudantes participaram do Fundação MT em Campo 2020.

Para Danubia Suellem da Silva, Agrônoma, esse evento agrega muito nas atividades que ela realiza em uma fazenda situada no distrito de Ouro Branco. “Gosto muito de participar desse evento. Renovo meus conhecimentos e consigo aplicar no meu dia-a-dia. No ano passado eu usei informações repassadas nesse evento sobre rotação de cultura em áreas arenosas e obtivemos excelentes resultados.”

Leia Também:  AÇÚCAR/CEPEA: Indicador registra alta de 6,5% em outubro

O produtor rural Alberto Chiapinott e seu irmão Anselmo avaliam que no Fundação MT em Campo tem todas as ferramentas para o agricultor e sua equipe fazerem com mais eficiência as atividades agrícolas. Eles afirmam que escutam atentamente as recomendações dos pesquisadores, anotam, fazem perguntas e colocam em prática na propriedade.

“Tínhamos uma área com bom material genético, mas não produzia bem. Na palestra sobre nematoide no evento do ano passado aprendemos como identificar com mais precisão os nematoides e como controlá-los. Mudamos as estratégias de plantio e de manejo e conseguimos melhorar os resultados de produção”, revelou Alberto. “É muito importante esse evento da Fundação MT. Nós viemos aqui para buscar informações e recebemos com muita qualidade técnica e com resultados de pesquisas comprovados”, completou Anselmo.

Os dados das pesquisas e os experimentos in loco sobre sistemas de produção foram os que chamaram a atenção do Agrônomo e Consultor João Batista de Almeida. “Fica evidente que esse sistema é o que funciona. É mais importante que a quantidade de investimento em insumos. Comprovamos isso durante os dois dias do evento de uma forma bem didática em que podemos explorar o sistema radicular das plantas.”

Leia Também:  Ministério promove segunda edição do debate sobre o Princípio da Inovação

Além das palestras, das demonstrações à campo, os participantes também puderam conferir as demonstrações de máquinas e da vitrine de cultivares realizados pelas empresas parceiras do evento.

Mais informações em www.fundacaomt.com.br

Julianne Caju

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA