COVID-19

Novo lote com 24 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford chegou em MT neste domingo

Publicados

em

JB News

Da Redação

Foto: Christiano Antonucci.

O Governo de Mato Grosso recebeu nesta manhã de domingo 24, no Aeroporto Marechal Rondon em Várzea Grande, mais 24 mil doses da vacina  AstraZeneca/Oxford, esse novo lote de imunizantes é produzido pelo laboratório Serum na Índia.

Esse lote segue a mesma linha da primeira remessa que foi destinado aos trabalhadores da área de saúde que estão na linha de frente no combate a Covid-19, conforme as diretrizes do Ministério da Saúde (MS).

Segundo o secretário Estadual de Saúde Gilberto Figueiredo, “O Governo Federal segurou parte do estoque para o encaminhamento futuro aos Estados, por isso a estratégia de vacinar mais pessoas neste momento.

Disse também que o Estado repetirá toda a logística que já foi desenhada para a distribuição das doses da CoronaVac, onde engloba também o apoio das equipes de segurança.

Neste momento as equipes da Vigilância Sanitária Estadual estão trabalhando, após o recebimento das doses, na conferência da quantidade, na catalogação dos imunizantes e no encaixotamento para serem distribuídas aos municípios de MT.

Leia Também:  Mato Grosso registra 32 óbitos em 24h

Como esse lote de vacina é de produção diferente, de fabricantes, as pessoas que tomaram as doses do CoronaVac não irão ser vacinado pela AstraZeneca/Oxford, aguardará a segunda dose da vacina que deve chegar ainda no final deste mês de janeiro conforme divulgado.

Veja aqui as imagens e videos com a chegada da vacina em Várzea Grande neste Domingo :

https://drive.google.com/drive/folders/1K48UFKGJrjufY8B0bnPCggQOp214ZfWd?usp=sharing

COMENTE ABAIXO:

COVID-19

Pinheiro sanciona lei com penalidades mais duras por descumprimento de medidas de biossegurança

Publicados

em

Por

 Emanuel Pinheiro sancionou a Lei Complementar nº 495, que estabelece penalidades administrativas específicas para pessoas físicas e jurídicas que descumprirem as medidas de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19), editadas pela Prefeitura de Cuiabá. As normas entram em vigor a partir desta quinta-feira (04).

A Lei Complementar é de autoria do próprio Poder Executivo foi aprovada, na quarta-feira (04), pela Câmara Municipal de Cuiabá. O projeto recebeu 20 votos favoráveis, um contrário, uma abstenção e duas ausências. Além disso, três emendas foram apresentadas e rejeitadas pela maioria dos parlamentares que participaram da sessão extraordinária.

Conforme a legislação, àqueles que infringirem qualquer das medidas de biossegurança descritas no Decreto nº 7.849, de 20 de março de 2020, serão aplicadas penalidades como advertência, multa, medida de suspensão imediata da atividade ou evento, além de interdição temporária pelo período de 90 dias do estabelecimento.

“O valor da penalidade de multa prevista no artigo anterior será de R$ 3 mil até o limite de R$ 60 mil a depender da gravidade da infração, a ser mensurada pelo agente público no momento da autuação”, destaca o artigo 4º da Lei Complementar.

Leia Também:  Kalil decreta toque de recolher fecha parques e espaços de lazer

A fiscalização das disposições contidas da Lei nº 495 será efetuada pelos servidores públicos de carreira de regulação e fiscalização, com apoio operacional da Polícia Militar e de agentes municipais da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e da Vigilância Sanitária.

“Os valores recolhidos oriundos das multas aplicadas por força desta Lei Complementar, deverão ser utilizados em ações e serviços de saúde e assistência social”, diz o artigo 10º.

Confira abaixo a Lei Complementar nº 495 na íntegra 

_______________________________________

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

POLÍTICA

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA